Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
214,00 202,00 216,00
GO MT RJ
204,00 190,00 200,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2780,00
Bezerra 12m 1445,00
Novilha 18m 1690,00
Vaca Boiadeira 2110,00

Atualizado em: 10/7/2020 10:11

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

ARTIGO - Desatino rural

 
 
 
Publicado em 11/09/2009

Editorial publicado no Jornal O Globo desta sexta-feira - 11/09/2009

Não é só do pré-sal que viverá a economia brasileira nos próximos anos. De vários outros setores, entre os quais o agronegócio, ainda se esperam importantes contribuições, tanto na produção de alimentos como na de biocombustíveis.

O agronegócio resistiu bravamente à crise financeira internacional, aproveitando oportunidades quando elas surgiram (o caso do açúcar, com a alta de preços ocorrida por causa da quebra de safra na Índia, ou da soja, cuja remuneração interna se manteve estável com a ajuda do câmbio). Dessa forma, apesar de todas as adversidades climáticas e de mercado, o setor produzirá este ano a segunda maior safra de grãos da nossa história.

Esse nível de produção é essencial para o recuo nos índices de inflação, favorecendo especialmente a população mais pobre, que poderia ter perdido poder aquisitivo com a crise. A inflação em queda também pavimentou o corte nas taxas básicas de juros, pelo Banco Central, para um patamar que ninguém poderia imaginar meses atrás.

Mesmo cumprindo papel tão fundamental para a economia brasileira, o agronegócio volta e meia se vê ameaçado, principalmente por movimentos políticos, como os que fazem demagogia sob a bandeira legítima da reforma agrária. A legislação em vigor permite a desapropriação, pelo governo, para efeito de redistribuição entre trabalhadores rurais, de propriedades improdutivas.

Com esse conceito, centenas de milhares de famílias foram reassentadas no Brasil nos últimos anos. No entanto, como o “estoque" de latifúndios improdutivos diminuiu sensivelmente, aumentaram as pressões para que se revejam os índices de produtividade que permitem determinar se a terra é passível de desapropriação ou não. Se é necessário que haja febre, que se mudem os números do termômetro.

Aliás, em nome da transparência, os índices de produtividade dos assentamentos do Incra também deveriam estar disponíveis.

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, já se pronunciou contra essa revisão no momento, até porque isso poderia afetar agricultores que temporariamente diminuíram sua produção para se adaptar a flutuações de mercado, ainda mais na crise. O problema é que não está em discussão uma questão técnica, mas um pleito encaminhado pelo MST, com representantes infiltrados em aparelhos cedidos pelo governo na máquina pública. E as pressões se dão já num momento de excitação políticoeleitoral. O presidente Lula, noticiase, concordou com a revisão.

Desfechará um tiro no pé do país e do próprio governo, ao punir um dos setores mais dinâmicos da economia, devido a ranço ideológico.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[09/07/2020] - Começa a faltar carne na China
[09/07/2020] - Exportações: governo manda carta aos chineses
[09/07/2020] - Arroba: frigoríficos pressionam o pecuarista
[09/07/2020] - Arroba do boi volta ao recorde de dezembro
[09/07/2020] - Frigoríficos: excesso de normas gera confusão
[09/07/2020] - Preço do milho em alta
[09/07/2020] - Pedidos de seguro-desemprego recuam em junho

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[09/07/2020] - Governo permite inspeção privada em frigoríficos
[09/07/2020] - Crédito rural cresceu 11% em 2020
[09/07/2020] - Agro responde por 72% das exportações de SC
[08/07/2020] - Tendência para o boi é de alta
[08/07/2020] - Como estão as exportações de carne em julho?
[08/07/2020] - Arroba: pressão dos frigoríficos fracassou
[08/07/2020] - Onde o preço do bezerro disparou?
[08/07/2020] - Comércio tem maior alta nas vendas em 20 anos
[08/07/2020] - Inflação subiu em junho, segundo a FGV
[08/07/2020] - Mais um recorde a ser batido pelo Agro brasileiro
[08/07/2020] - Teste detecta 185 funcionários curados em frigoríf
[07/07/2020] - PIB da Pecuária cresceu 8% de janeiro a abril
[07/07/2020] - Frigoríficos querem testar carne vendida à China
[07/07/2020] - Pequenos frigoríficos têm medo de vender à China
[07/07/2020] - Arroba: o boi vai continuar subindo?
[07/07/2020] - Reposição: mercado está aquecido
[07/07/2020] - Leite: preço dos lácteos disparou em junho
[07/07/2020] - Marfrig lança crédito para bares e restaurantes
[07/07/2020] - JBS informa contaminação em outra unidade
[07/07/2020] - Governador do MS é indiciado por propinas da JBS
[07/07/2020] - Bolsonaro testa positivo para o coronavírus
[06/07/2020] - China suspende importações de mais duas unidades
[06/07/2020] - Justiça permite que JBS reabra unidade
[06/07/2020] - Tereza Cristina fala sobre o embargo chinês
[06/07/2020] - Abrafrigo confirma recorde na exportação de carne
[06/07/2020] - Arroba; mercado firme para o boi
[06/07/2020] - Reabertura de restaurantes pode puxar preço do boi
[06/07/2020] - Varejo segue repassando alta do boi para a carne
[06/07/2020] - Milho chega perto de R$ 50 a saca
[03/07/2020] - Um alerta urgente para toda a Pecuária Brasileira
[03/07/2020] - Qual será o real impacto do embargo chinês aqui?
[03/07/2020] - Arroba: frigoríficos precisam comprar boi
[03/07/2020] - Arroba do boi já chegou a R$ 214 em MG
[03/07/2020] - Preço do boi disparou também no Rio Grande do Sul
[03/07/2020] - Expointer 2020 é oficialmente cancelada
[02/07/2020] - Exportações de carne bateram recorde em junho
[02/07/2020] - Dependência da China preocupa produtores do Sul
[02/07/2020] - Tereza conversa com chineses sobre embargo
[02/07/2020] - Quais foram os frigoríficos liberados pelo México?
[02/07/2020] - Arroba: disputa pelo boi está cada vez maior
[02/07/2020] - Margem dos frigoríficos está menor
[02/07/2020] - A grande vitória do Brasil na pandemia
[02/07/2020] - Dólar trava queda no preço do milho
[02/07/2020] - Acordo com a UE deve sair, apesar de Macron
[02/07/2020] - Ataques destroem propriedades rurais na Argentina
[01/07/2020] - China pode suspender mais frigoríficos brasileiros
[01/07/2020] - Ação da China vai derrubar o preço do boi?
[01/07/2020] - Boi sobe com liberação de frigoríficos pelo México
[01/07/2020] - Arroba: sem chance de queda?
[01/07/2020] - Pecuaristas goianos estão segurando a venda de boi

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br