Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
217,00 203,00 210,00
GO MT RJ
206,00 192,00 200,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2780,00
Bezerra 12m 1402,00
Novilha 18m 1680,00
Vaca Boiadeira 2090,00

Atualizado em: 3/7/2020 11:56

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Leite: produção do MS caiu quase pela metade

 
 
 
Publicado em 12/11/2019

A produção de leite entregue aos laticínios de Mato Grosso do Sul diminuiu 47% na comparação com os últimos cinco anos, conforme o Silemes (Sindicato das Indústrias de Laticínios de Mato Grosso do Sul). Além da redução natural da produção nas fazendas, comprometidos seja pela seca e falta de pastagens, por exemplo, a ausência de incentivos ao produtor rural, preços muitos baixos para o produto e alta tributação estadual são apontados como alguns dos motivos pela queda de produção.

Dados levantados pelo Radar Industrial da Fiems apontam que em 2018 eram 59 laticínios no Estado, que empregavam 835 trabalhadores formais diretos com salário médio de R$ 1.827, resultando em uma massa salarial anual de R$ 18 milhões. “No entanto, apesar de os números tão significativos, a produção de leite recebido pelas indústrias laticínias de Mato Grosso do Sul vem diminuindo de forma expressiva, caindo de 197.560.000 litros em 2013 para 104.356.000 litros em 2018, uma redução de 47%”, comentou a presidente do Sindicato, Milene Nantes em audiência pública realizada nesta segunda-feira (11) pela Comissão de Turismo, Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa.

Segundo Milene, para fazer com que o setor volte a crescer é necessário que haja uma união entre todos os elos da cadeia do leite, com uma aproximação entre indústria, produtor e governos municipais, estadual e federal. “Se não começarmos a olhar e tentar solucionar as principais dificuldades, podemos ter o fim de uma cadeia muito importante em nosso Estado, que gera empregos, uma receita mensal para o produtor, além de ser um produto de consumo básico”, alertou.

Para o deputado estadual Capitão Contar (PSL), que é o presidente da Comissão de Turismo, Indústria e Comércio da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a burocracia e disparidade de impostos cobrados no Estado, se comparado a outros estados é outro agravante. “Gostaríamos de desburocratizar, através de projetos de lei, estimular ações públicas e medidas que possam facilitar todo o ciclo da produção em Mato Grosso do Sul”, comentou.

“Em Mato Grosso do Sul, temos impostos diferentes de outros Estados e essa diferenciação prejudica a competitividade local. Além disso, a energia elétrica que as indústrias pagam é muito cara e o consumo dos nossos produtos é pequeno”, completou. Para o produtor Carlos Alberto Zanenga, vice-presidente do Núcleo dos Criadores de Girolando de Mato Grosso do Sul, o setor precisa de incentivos fiscais e criação de cooperativas de laticínios, além de programas assistenciais para o pequeno e médio produtor direcionado a nutrição, sanitária e manejo.

“O segmento leiteiro vem sofrendo há muito tempo com os preços praticados pelos laticínios. Precisamos fortalecer os produtores, que na sua maioria são pequenos produtores. Hoje, Mato Grosso do Sul ocupa o 10º lugar no ranking nacional de produção de leite. Produzimos 33 milhões de litros de leite, uma média 1.9 litros por vaca/dia. Isso pode ser facilmente revertido desde que tenha ações voltadas para o nosso setor”, concluiu. Com informações do Campo Grande News.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[03/07/2020] - Um alerta urgente para toda a Pecuária Brasileira
[03/07/2020] - Qual será o real impacto do embargo chinês aqui?
[03/07/2020] - Arroba: frigoríficos precisam comprar boi
[03/07/2020] - Arroba do boi já chegou a R$ 214 em MG
[03/07/2020] - Preço do boi disparou também no Rio Grande do Sul
[03/07/2020] - Expointer 2020 é oficialmente cancelada
[02/07/2020] - Exportações de carne bateram recorde em junho

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[02/07/2020] - Dependência da China preocupa produtores do Sul
[02/07/2020] - Tereza conversa com chineses sobre embargo
[02/07/2020] - Quais foram os frigoríficos liberados pelo México?
[02/07/2020] - Arroba: disputa pelo boi está cada vez maior
[02/07/2020] - Margem dos frigoríficos está menor
[02/07/2020] - A grande vitória do Brasil na pandemia
[02/07/2020] - Dólar trava queda no preço do milho
[02/07/2020] - Acordo com a UE deve sair, apesar de Macron
[02/07/2020] - Ataques destroem propriedades rurais na Argentina
[01/07/2020] - China pode suspender mais frigoríficos brasileiros
[01/07/2020] - Ação da China vai derrubar o preço do boi?
[01/07/2020] - Boi sobe com liberação de frigoríficos pelo México
[01/07/2020] - Arroba: sem chance de queda?
[01/07/2020] - Pecuaristas goianos estão segurando a venda de boi
[01/07/2020] - Varejo repassa alta do boi para carne
[01/07/2020] - Leite: preço dispara com oferta menor
[01/07/2020] - Para onde vai o preço do milho?
[01/07/2020] - EUA: exportações de carne a Hong Kong devem cair
[01/07/2020] - MAPA terá sistema de registro de máquina agrícola
[30/06/2020] - China suspende mais três frigoríficos brasileiros
[30/06/2020] - Por que a China está embargando frigoríficos?
[30/06/2020] - China também pode liberar novas unidades
[30/06/2020] - China também suspendeu frigoríficos holandeses
[30/06/2020] - Arroba: frigoríficos disputam boi em São Paulo
[30/06/2020] - Frigoríficos aceleraram abates em Mato Grosso
[30/06/2020] - Reposição subiu mais de 10% no Paraná
[29/06/2020] - Unidade da JBS é proibida de exportar à China
[29/06/2020] - Exportadores dos EUA desistem de vender à China
[29/06/2020] - Arroba dispara com disputa entre os frigoríficos
[29/06/2020] - Reabertura do comércio em SP pode puxar mais o boi
[29/06/2020] - Alta da arroba já chegou ao preço da carne?
[29/06/2020] - Marfrig e Minerva disputam mercado no Paraguai
[29/06/2020] - Marfrig contrata empréstimo de US$ 500 milhões
[29/06/2020] - Argentina tenta controlar nuvem de gafanhotos
[26/06/2020] - Consultoria prevê disparada da arroba do boi
[26/06/2020] - Arroba do boi já deixa pra trás os R$ 215
[26/06/2020] - Justiça interdita unidade da JBS novamente
[26/06/2020] - Sem acordo, outra unidade da JBS ficará fechada
[26/06/2020] - Alta na reposição dão tem data para acabar
[26/06/2020] - Brasil decreta emergência por nuvem de gafanhotos
[26/06/2020] - Foco de raiva é motivo de alerta aos pecuaristas
[25/06/2020] - Pecuária brasileira depende perigosamente da China
[25/06/2020] - Boi pronto está em falta no mercado
[25/06/2020] - Compras da China puxam alta forte do boi
[25/06/2020] - Prepare seu coração pras coisas que vou contar
[25/06/2020] - Nuvem de gafanhotos chegará ao Brasil?
[24/06/2020] - Frigoríficos declaram: carne está livre de vírus
[24/06/2020] - Frigoríficos dizem temer novo embargo da China
[24/06/2020] - Ministério confirma novas exigências chinesas
[24/06/2020] - Importações da China tiveram alta de quase 50%

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br