Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
200,00 185,00 194,00
GO MT RJ
190,00 188,00 181,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1830,00
Garrote 18m 2170,00
Boi Magro 30m 2690,00
Bezerra 12m 1370,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1850,00

Atualizado em: 18/2/2020 09:05

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China recuou na guerra comercial?

 
 
 
Publicado em 11/09/2019

A China anunciou seu primeiro lote de isenções tarifárias para 16 tipos de produtos dos Estados Unidos, dias antes de uma reunião planejada entre negociadores comerciais dos dois países para tentar diminuir a escalada de suas tarifas.

As isenções se aplicarão aos produtos norte-americanos, incluindo alguns medicamentos e lubrificantes anticâncer, bem como aos ingredientes de ração animal, soro de leite e farinha de peixe, disse o Ministério das Finanças em comunicado em seu site nesta quarta-feira (11).

Pequim informou em maio que iniciaria um programa de isenção, em meio a crescentes preocupações com o custo da prolongada guerra comercial em sua economia que já está desacelerando.

Alguns analistas veem o movimento como um gesto amigável, mas não o enxergam como um sinal de que ambos os lados estão preparando um acordo.

"A isenção pode ser vista como um gesto de sinceridade para com os EUA antes das negociações em outubro, mas provavelmente é mais um meio de apoiar a economia", escreveu em nota o economista do ING para a China, Iris Pang.

"Ainda há muitas incertezas sobre as próximas negociações comerciais. Uma lista de isenção de apenas 16 itens não mudará a posição da China", disse ela.

A lista isenta é curta em comparação aos mais de 5 mil tipos de produtos dos EUA que já estão sujeitos a tarifas adicionais da China. Além disso, os principais produtos importados pelos EUA da China, como soja e carne de porco, ainda estão sujeitos a pesadas cobranças adicionais, já que a China aumentou as importações do Brasil e de outros países fornecedores.

Pequim disse que trabalharia na isenção de alguns produtos dos EUA se eles não fossem facilmente substituídos por outros países. Os Estados Unidos são de longe o maior fornecedor de soro de leite da China, um ingrediente importante na alimentação de leitões e difícil de obter em grandes volumes de outros países.

Os analistas observaram que, com os impostos sobre a soja e outras importações importantes, como carros fabricados nos EUA, a China está mirando uma base de apoio político essencial ao presidente dos EUA, Donald Trump, principalmente fábricas e fazendas do Centro-Oeste e do Sul num momento de menor ímpeto na maior economia do mundo.

A China impôs várias rodadas de impostos sobre mercadorias dos EUA em retaliação as tarifas estabelecidas pelos EUA, começando em julho e agosto do ano passado com uma taxa de 25% sobre cerca de 50 bilhões de dólares em importações dos EUA.

No total, as duas maiores economias do mundo aplicaram tarifas de 100 bilhões de dólares em mercadorias umas das outras, numa amarga guerra comercial que se arrasta há mais de um ano e eleva o espectro de uma recessão global. Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[18/02/2020] - Arroba: o Carnaval vai puxar as cotações?
[18/02/2020] - Boi: mercado está devagar. O que analistas dizem?
[18/02/2020] - Exportações devem cair em fevereiro. Por quê?
[18/02/2020] - Exportação de boi em pé caiu em janeiro
[18/02/2020] - Frigoríficos: disparada do boi não fazia sentido
[18/02/2020] - Marfrig dispara e lidera altas na bolsa
[18/02/2020] - China reduz impostos sobre a carne bovina dos EUA
[18/02/2020] - Contêineres de carne se acumulam na China
[18/02/2020] - Avanço do coronavírus tem queda
[18/02/2020] - Coronavírus: menos de 5% dos casos são graves
[18/02/2020] - IGP-M fica estável na segunda prévia de fevereiro
[18/02/2020] - Caminhoneiros querem paralisação nacional hoje
[18/02/2020] - CNA não crê em acordo com caminhoneiros
[18/02/2020] - Equipe econômica mantém previsão de alta do PIB

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[17/02/2020] - Arroba: o que esperar desta semana?
[17/02/2020] - Vírus pode aumentar exportações de carne do Brasil
[17/02/2020] - China: controle do coronavírus começa a funcionar
[17/02/2020] - STJ nega sequestro milionário nas contas da JBS
[17/02/2020] - CNA prevê alta forte para a pecuária em 2020
[17/02/2020] - Alta do milho preocupa produtores de leite
[17/02/2020] - Preço do milho volta a subir
[17/02/2020] - UE faz campanha clara contra o Brasil, diz Tereza
[17/02/2020] - Produtores rurais argentinos planejam greve
[17/02/2020] - Caminhoneiros protestam no Porto de Santos
[14/02/2020] - Arroba do boi já bateu até R$ 210. Sobe mais?
[14/02/2020] - Arroba: frigoríficos compraram boi pro Carnaval
[14/02/2020] - Minerva aposta em forte alta nas exportações
[14/02/2020] - Mais um país abre mercado à carne do Brasil
[14/02/2020] - IBGE: desemprego caiu em 16 estados
[14/02/2020] - Prévia do PIB de 2019 decepciona
[14/02/2020] - Coronavírus pode adiar saída do BNDES da JBS
[14/02/2020] - Fux adia novamente julgamento da tabela de frete
[14/02/2020] - CNA: tabelamento de frete prejudica o setor
[13/02/2020] - Arroba do boi segue em ritmo de alta
[13/02/2020] - Exportações podem bater recorde em fevereiro
[13/02/2020] - Vendas à China seguiram fortes em janeiro
[13/02/2020] - Exportações de carne salvam balança do agro
[13/02/2020] - Província chinesa registra 242 mortes em um dia
[13/02/2020] - Por que os números do coronavírus subiram tanto?
[13/02/2020] - Coronavírus vai afetar economia do Brasil, diz BC
[13/02/2020] - Frigoríficos do MS esperam crescimento com China
[13/02/2020] - Abates recuaram no quarto trimestre de 2019
[13/02/2020] - Tabela de frete: governo pede adiamento ao STF
[12/02/2020] - Arroba: pecuarista segura o boi à espera da alta
[12/02/2020] - O preço da carne bovina vai subir?
[12/02/2020] - Preço do garrote subiu quase 50% no Tocantins
[12/02/2020] - Milho dispara e bate recorde de preço
[12/02/2020] - China diz que baterá metas econômicas em 2020
[12/02/2020] - Qual será o impacto econômico do coronavírus?
[12/02/2020] - Câmara aprova texto da MP do Crédito Rural
[12/02/2020] - Bolsonaro passa Conselho da Amazônia a Mourão
[11/02/2020] - Briga dos Batista trava venda de ações da JBS
[11/02/2020] - Arroba: pecuaristas estão segurando as vendas
[11/02/2020] - Como está a exportação de carne em fevereiro?
[11/02/2020] - Aumentou a procura por reposição
[11/02/2020] - Custo da pecuária subiu 33% com alta da reposição
[11/02/2020] - MAPA e produtores ampliam trabalho na China
[11/02/2020] - PIB do Agro cresceu puxado pela pecuária
[11/02/2020] - Produtor terá crédito para quitar dívidas
[10/02/2020] - Exportações brasileiras já sentem o surto na China
[10/02/2020] - Chineses voltam a falar em aumento de importações
[10/02/2020] - China tenta voltar ao trabalho em meio ao surto
[10/02/2020] - Arroba do boi segue apontando para a alta
[10/02/2020] - Carne volta a subir no atacado

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br