Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
200,00 175,00 185,00
GO MT RJ
187,00 182,00 190,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1800,00
Garrote 18m 2200,00
Boi Magro 30m 2500,00
Bezerra 12m 1350,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1900,00

Atualizado em: 13/12/2019 11:29

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Paraguai exige divisão da cota de carne à Europa

 
 
 
Publicado em 18/07/2019

Produtores paraguaios exigem que a cota de 99 mil toneladas de carne que o Mercosul poderá exportar à União Europeia (UE) com tarifas preferenciais após a aprovação do acordo entre os blocos seja dividida de forma igual, para evitar que Brasil e Argentina sejam beneficiados.

O presidente da Associação Rural do Paraguai (ARP), Luis Villasanti, fez a exigência em entrevista concedida à Agência Efe nesta quarta-feira (17), enquanto os presidentes dos quatro países do Mercosul discutem a implementação do acordo em Santa Fé, na Argentina.

"É preciso que a negociação interna do Mercosul seja igualitária, para evitar que Brasil e Argentina saiam beneficiados, em detrimento do Uruguai e do Paraguai", afirmou Villasanti.

Após o êxito na negociação com a UE, o Mercosul agora deve decidir como repartirá as cotas de exportação para o bloco europeu de produtos como a carne, o arroz e o açúcar. O pacto comercial ainda não está em vigor e precisa da aprovação de todos os países envolvidos (veja os próximos passos).

O trecho citado pelo presidente da ARP é uma das questões do acordo que mais afetam o Paraguai, já que a indústria de carne bovina representa 12,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e emprega cerca de 400 mil pessoas.

Além disso, Villasanti garantiu que os produtores paraguaios já atendem aos critérios fitossanitários exigidos pela UE no acordo comercial.

Nos primeiros seis meses do ano, o país exportou US$ 478,2 milhões em carne bovina, uma queda de 20,6% em relação ao mesmo período de 2018, de acordo com o último relatório sobre o comércio exterior divulgado pelo Banco Central do Paraguai.

Segundo Villasanti, o recuo ocorreu porque o preço médio da carne está 10,1% menor do que o registrado no ano passado, uma redução puxada por Rússia, Taiwan e Brasil.

O acordo comercial é visto como essencial para o setor, já que pode levar a carne paraguaia a outros mercados, como os de Estados Unidos, Canadá, Japão e Turquia.

Para isso, porém, o presidente da ARP destaca a necessidade da criação do Instituto Paraguaio da Carne, instituição que permitirá que os produtores obtenham os certificados internacionais do produto. A iniciativa ainda será avaliada no Congresso.

"A chegada a novos mercados nos ajudaria a atravessar esse mau momento", projetou Villasanti.  Com informações da EFE.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[13/12/2019] - Arroba: espaço para queda é pequeno, diz Marfrig
[13/12/2019] - Arroba: pressão dos frigoríficos aumenta
[13/12/2019] - Reposição perde força com dúvidas sobre o boi
[13/12/2019] - China e EUA anunciam acordo que impacta Agro
[13/12/2019] - Dados do BC confirmam recuperação da economia

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[12/12/2019] - JBS paralisa abates para pressionar a arroba
[12/12/2019] - MP pede bloqueio de quase R$ 1 bilhão da JBS
[12/12/2019] - Arroba: frigoríficos seguem pressionando
[12/12/2019] - Pecuaristas: atenção à reposição
[12/12/2019] - Varejo fraco pressiona preço do boi casado
[12/12/2019] - Abates continuam em alta, segundo o IBGE
[12/12/2019] - Exportações de carne batem recorde em MG
[12/12/2019] - Pecuarista será indenizada por morte de bois
[12/12/2019] - Qual a perspectiva para o preço do milho?
[12/12/2019] - Caminhonete pode ficar isenta de IPI
[12/12/2019] - Pesquisador do CEPEA vai para a equipe do MAPA
[11/12/2019] - Arroba caiu: qual o ponto de equilíbrio?
[11/12/2019] - Como está a previsão do mercado futuro do boi?
[11/12/2019] - Arroba cai a R$ 192 em Mato Grosso
[11/12/2019] - Quanto está a arroba do boi em Rondônia?
[11/12/2019] - Carne: vendas melhoram e preço sobe no varejo
[11/12/2019] - IGP-M acelera alta puxada pelo boi
[11/12/2019] - Onde a reposição ainda está subindo?
[11/12/2019] - MPF pede sequestro de R$ 5 milhões de fiscais
[11/12/2019] - JBS: MAPA acompanha as investigações
[11/12/2019] - O que muda com a MP da regularização fundiária?
[10/12/2019] - Exportações de carne seguem fortes em dezembro
[10/12/2019] - ABIEC acredita em reabertura dos EUA até março
[10/12/2019] - Frigoríficos prevêem recordes para exportação
[10/12/2019] - Exportações do Agro sobem puxadas pela carne
[10/12/2019] - Pecuarista segura o boi e frigoríficos pressionam
[10/12/2019] - Arroba: frigoríficos seguram compras
[10/12/2019] - MT: arroba perdeu força
[10/12/2019] - Pecuarista está cauteloso na reposição
[10/12/2019] - FGV: alta das carnes não chegará à inflação
[10/12/2019] - MP cobra na Justiça R$ 21 bilhões da JBS
[10/12/2019] - PF acusa a JBS de pagar suborno a fiscais
[10/12/2019] - Bolsonaro assina MP da Regularização Fundiária
[10/12/2019] - Crédito rural cresceu 6% em 2019
[09/12/2019] - Arroba: as quedas também não são para sempre
[09/12/2019] - Tereza Cristina falou sobre o futuro da arroba
[09/12/2019] - Arroba: preço do boi tenta estabilidade
[09/12/2019] - Carne parou de subir no atacado
[09/12/2019] - JBS tirará maior parte dos negócios do Brasil
[09/12/2019] - Marfrig anuncia investimento e retomada de unidade
[09/12/2019] - Marfrig oficializa oferta para saída do BNDES
[09/12/2019] - Frigoríficos querem liberação de crédito em SP
[09/12/2019] - Raiva: Tocantins tira obrigação de vacinar
[09/12/2019] - Milho subiu 28% em um ano
[06/12/2019] - Arroba: mercado busca nova referência
[06/12/2019] - China: quase metade das exportações brasileiras
[06/12/2019] - Alta das carnes puxou a alta da inflação no Brasil
[06/12/2019] - Preço da carne bovina subiu no mundo todo
[06/12/2019] - China tenta reativar mercado de suínos do país
[06/12/2019] - Marfrig: Molina não vai comprar parte do BNDES

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br