Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
207,00 185,00 214,00
GO MT RJ
191,00 185,00 185,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1820,00
Garrote 18m 2300,00
Boi Magro 30m 2600,00
Bezerra 12m 1350,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1900,00

Atualizado em: 9/12/2019 10:05

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Preservação ambiental tem que virar negócio

 
 
 
Publicado em 10/04/2019

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta terça-feira (9), durante audiência pública na Câmara dos Deputados, que, para se efetivar, a preservação ambiental precisa se tornar "um negócio".

A ministra disse não conhecer ninguém que preserve algo do qual não seja proprietário. Segundo ela, o produtor rural só terá interesse de preservar se ganhar com isso.

"Só assim nós vamos conseguir preservar boa parte do nosso território – se você tornar essa preservação um negócio, para que ele [produtor rural] tenha interesse", declarou. Para a ministra, "isso é humano".

"Eu não conheço ninguém que preserve sozinho alguma coisa que não é dele, que ele não ganhe por aquilo. Então, eu acho que isso aqui é muito importante que seja implementado o mais rápido possível. Agora, temos que fiscalizar", ressalvou.

O Código Florestal Brasileiro, atualizado em 2012, autoriza a criação de um programa de incentivo à conservação do meio ambiente que contemple o pagamento aos produtores rurais pelos serviços de preservação.

Conforme o código, se o programa for criado, agricultores familiares teriam prioridade para receber a compensação. Atividades de manutenção das áreas de preservação permanente e de reserva legal poderiam compor o programa.

O Congresso, porém, ainda não aprovou projeto de lei que regulamente os chamados Pagamentos por Serviços Ambientais (PAS).

O que há hoje no Brasil são iniciativas dos estados, como, por exemplo, o ICMS ecológico. Nesse caso, prefeituras que investem em preservação contam com um repasse maior do a parcela à qual têm direito do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) transferido pelo respectivo estado.

A Agência Nacional de Águas (ANA) criou um programa que utiliza o conceito de PAS. O Programa Produtor de Água estimula os agricultores a investirem no cuidado com as águas, recebendo apoio técnico e financeiro para implementação de práticas de conservação.

Empresas privadas também desenvolvem iniciativas de PAS. Mas, não há uma lei nacional que estabeleça normas para esse tipo de pagamento.

O Senado chegou a analisar em 2015 uma proposta que instituía a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (PNPSA), mas o projeto foi arquivado devido ao fim da última legislatura.

O texto disciplinava a classificação, o inventário, o cadastro, a avaliação e a valoração de bens e serviços ambientais e seus provedores.

Segundo Tereza Cristina, essa política de compensação precisa ser implementada "o mais rápido possível".

"Todo esse arcabouço de pagamentos de serviços ambientais, concessões florestais, nós vamos ter que pôr em prática o mais rápido possível", afirmou.

Ela disse que conversa "quase todos os dias" com o Ministério do Meio Ambiente "para que a gente tenha uma política conjunta sobre a legislação no que toca os produtores rurais".

Para a ministra, é "justo" que o produtor receba incentivo financeiro para preservar terras.

"Os produtores rurais têm uma importância muito grande na preservação. Esse pagamento dos serviços ambientais resolve para aqueles que queiram manter a preservação e até preservar mais", declarou. Com informações do G1.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[09/12/2019] - Arroba: as quedas também não são para sempre
[09/12/2019] - Tereza Cristina falou sobre o futuro da arroba
[09/12/2019] - Arroba: preço do boi tenta estabilidade
[09/12/2019] - Carne parou de subir no atacado
[09/12/2019] - JBS tirará maior parte dos negócios do Brasil
[09/12/2019] - Marfrig anuncia investimento e retomada de unidade
[09/12/2019] - Marfrig oficializa oferta para saída do BNDES

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[09/12/2019] - Frigoríficos querem liberação de crédito em SP
[09/12/2019] - Raiva: Tocantins tira obrigação de vacinar
[09/12/2019] - Milho subiu 28% em um ano
[06/12/2019] - Arroba: mercado busca nova referência
[06/12/2019] - China: quase metade das exportações brasileiras
[06/12/2019] - Alta das carnes puxou a alta da inflação no Brasil
[06/12/2019] - Preço da carne bovina subiu no mundo todo
[06/12/2019] - China tenta reativar mercado de suínos do país
[06/12/2019] - Marfrig: Molina não vai comprar parte do BNDES
[06/12/2019] - Banco prevê recuperação para o mercado do leite
[06/12/2019] - Leite: concorrência limita queda maior no preço
[06/12/2019] - Custos em alta pressionam produtor de leite
[06/12/2019] - Lácteos: demanda deve melhorar no fim de ano
[06/12/2019] - Rondônia anuncia fim da vacinação contra aftosa
[06/12/2019] - RS suspende multa para quem não vacinou
[06/12/2019] - O Brasil terá nova greve dos caminhoneiros?
[05/12/2019] - Até onde vai a queda do preço do boi?
[05/12/2019] - Arroba: vendas fracas de carne travam negócios
[05/12/2019] - Ministra prevê mais investimentos na pecuária
[05/12/2019] - CNA: pecuária deverá crescer 14% em 2020
[05/12/2019] - JBS: investimento maior em aves e suínos
[05/12/2019] - Custo de produção de leite volta a subir
[05/12/2019] - Exportações de milho em alta
[05/12/2019] - MP do Agro avança no Congresso
[04/12/2019] - Arroba: consumidor trava alta e mercado recua
[04/12/2019] - A disparada do boi em Mato Grosso
[04/12/2019] - Frigoríficos menores seguram compra de boi
[04/12/2019] - Frigorificos: exportações seguirão fortes em 2020
[04/12/2019] - Rússia barra compras de frigoríficos argentinos
[04/12/2019] - Tereza diz que mercado da carne voltará ao normal
[04/12/2019] - Júnior Friboi é alvo de operação da PF
[04/12/2019] - CVM rejeita acordo com irmãos Batista
[04/12/2019] - Cade aprova nova aquisição da JBS
[04/12/2019] - Leite: concorrência está maior em 2019
[04/12/2019] - Moro busca apoio de ruralistas para pacote
[04/12/2019] - Tereza: Agro é retratado de forma maldosa
[03/12/2019] - Arroba: frigoríficos pressionam por queda
[03/12/2019] - Qual a previsão da arroba para janeiro?
[03/12/2019] - Exportações de carne bovina: alta de 45%
[03/12/2019] - Por que as exportações caíram em relação a outubro
[03/12/2019] - Governo esclarece revisão das exportações
[03/12/2019] - Agro ganha força e ajuda na alta do PIB
[03/12/2019] - Economia saiu do fundo do poço, segundo ministério
[03/12/2019] - Confinamento: alta de 5% em 2019
[03/12/2019] - Leite: oferta curta segura preço
[02/12/2019] - Arroba cedeu. Os preços vão cair mais?
[02/12/2019] - Rússia libera unidades do JBS e do Minerva
[02/12/2019] - Erro nas exportações pode mudar mercado da carne
[02/12/2019] - Exportações à China devem continuar com força
[02/12/2019] - Alta da carne acelera fora de São Paulo

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br