Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
294,00 279,00 277,00
GO MT RJ
281,00 279,00 288,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2380,00
Garrote 18m 2790,00
Boi Magro 30m 3700,00
Bezerra 12m 1820,00
Novilha 18m 2400,00
Vaca Boiadeira 2820,00

Atualizado em: 15/8/2022 10:41

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Briga entre pecuaristas vai parar na Justiça

 
 
 
Publicado em 13/06/2022

A rotulagem de cortes nobres de carne bovina está colocando em lados opostos duas das principais entidades de pecuaristas do Brasil. A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) informou ter acionado o Ministério Público Federal (MPF) contra a Associação Brasileira dos Criadores de Angus, sob a argumentação de que o programa de carne certificada com origem na raça taurina omite a presença de genética zebuína nos produtos vendidos ao mercado.

“Desde o início da atual gestão, como meta clara estabelecida, a ABCZ tem tentado de forma consensual, junto às instituições competentes, garantir o reconhecimento da presença da genética zebuína na carne certificada comercializada no país. Sem sucesso nas tratativas, nos vimos obrigados a buscar a via judicial para validar o trabalho e a dedicação do criador de carne de Zebu”, diz a ABCZ, em nota.

A intenção da ABCZ, de procurar a via judicial, havia sido informada à Globo Rural, pelo presidente da entidade, Rivaldo Machado Borges Júnior, durante a última edição da Expozebu, em Uberaba (MG). Ele disse, na entrevista, que a entidade contratou um estudo da Universidade Federal de Viçosa, que constatou nos produtos, a predominância de animais meio-sangue, cruzamento de angus e nelore.

Os criadores de zebu reclamam que, na embalagem, é citada, no entanto, apenas a genética angus nos cortes. Desta forma, sem a identificação dos animais meio-sangue, os pecuaristas que criam as matrizes zebuínas dizem ser prejudicados, já que a presença dessa genética não é valorizada no produto final.

“Com mais essa ação, reforçamos nosso empenho e dedicação na defesa dos nossos mais de 24 mil associados e reafirmamos nosso compromisso de continuar lutando pela pecuária zebuína brasileira”, diz a ABCZ, em seu comunicado.

A Associação Brasileira de Angus também se manifestou por meio de nota oficial. Informa que ainda não foi notificada oficialmente sobre a ação movida pela ABCZ. O comunicado também não faz menção direta ao questionamento sobre a indicação da genética zebuína nos rótulos das embalagens.

A Angus ressalta apenas que o programa Carne Angus Certificada tem respaldo do Ministério da Agricultura (Mapa) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A Associação diz ainda que seu programa existe desde 2003 e se tornou referência no mercado brasileiro, lastreado nas características inerentes à carne angus, que se manifestam tanto em animais puros quanto nos cruzados.

“O Programa Carne Angus Certificada possui um protocolo claro, transparente, de conhecimento público e rotineiramente publicizado. Além das exigências técnicas de acabamento e idade, todos os animais a serem abatidos precisam ter, no mínimo, 50% de genética Angus, admitindo-se, desta forma, presença de composição sanguínea de diversas outras raças, com exceção das leiteiras”, argumenta a associação, no comunicado. Com informações do Globo Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[15/08/2022] - Guerra no mercado do boi
[15/08/2022] - Arroba: semana fechou em tom pessimista
[15/08/2022] - Arroba: mercado parado em São Paulo
[15/08/2022] - Deflação já chega à carne bovina
[15/08/2022] - Frigorífico tenta reverter suspensão chinesa
[15/08/2022] - China: desemprego entre jovens bate recorde
[15/08/2022] - Importações de adubo estão acima de 2021
[15/08/2022] - Prévia do PIB sobe acima da expectativa
[15/08/2022] - Desemprego caiu em 22 estados
[15/08/2022] - Milho: preços variam conforme a região
[15/08/2022] - Milho: colheita quase concluída em Mato Grosso

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[12/08/2022] - Mercado tenta entender debandada de frigoríficos
[12/08/2022] - JBS prevê demanda forte da China
[12/08/2022] - Frigorífico desconhece razão de suspensão chinesa
[12/08/2022] - Marfrig: lucro dobrou no segundo trimestre
[12/08/2022] - Lucro no Brasil puxa resultados da JBS
[12/08/2022] - Agro faz MS ter segundo maior crescimento do país
[11/08/2022] - Japão e Coreia procuraram Brasil por carne bovina
[11/08/2022] - Frigoríficos saíram das compras juntos?
[11/08/2022] - Férias em frigoríficos derrubam cotação do boi
[11/08/2022] - Abates de bovinos em alta
[11/08/2022] - Minerva registra lucro 264% maior
[11/08/2022] - Preço médio da carcaça é o menor desde 2019
[11/08/2022] - Reino Unido aumenta importações pós-Brexit
[11/08/2022] - Leite: disparada de preço cobre os custos?
[11/08/2022] - Guedes: Europa vai ficar irrelevante para o Brasil
[11/08/2022] - Agro bate recorde de exportação em julho
[10/08/2022] - JBS dá férias coletivas e pecuaristas protestam
[10/08/2022] - Arroba: preço do boi subiu em duas praças
[10/08/2022] - Arroba: com exportação recorde, boi China caiu
[10/08/2022] - JBS já fecha contrato de exportação ao Uruguai
[10/08/2022] - Brasil pode bater recorde na exportação de milho
[10/08/2022] - Frigorífico brasileiro quer ter sócio chinês
[10/08/2022] - FPA: banir defensivos significa alimento mais caro
[09/08/2022] - Pecuarista de MT paga frete do boi até SP
[09/08/2022] - Exportações de carne: volume menor, preço maior
[09/08/2022] - Frigoríficos testam preços menores para o boi
[09/08/2022] - Arroba: mercado devagar em São Paulo
[09/08/2022] - Exportações de carne do MT seguem fortes
[09/08/2022] - Situação nos EUA deve prejudicar Marfrig e JBS
[09/08/2022] - China suspende mais um frigorífico brasileiro
[09/08/2022] - Agro brasileiro exporta 21% a mais em julho
[09/08/2022] - Exportações do agro gaúcho recuam em julho
[09/08/2022] - Logística atrapalha importação de fertilizantes
[08/08/2022] - Arroba: mercado da carne ainda sugere alta
[08/08/2022] - Arroba: semana acabou devagar
[08/08/2022] - Importações de carne chinesas continuam subindo
[08/08/2022] - Deputados do PT querem taxar exportação de carne
[08/08/2022] - Milho: mercado está sem referência
[08/08/2022] - Brasil já fecha embarques de milho à China
[08/08/2022] - Produtores rurais recorrem à recuperação judicial
[08/08/2022] - Crédito rural já movimentou R$ 25 bi em julho
[05/08/2022] - Arroba: frigorífico seguem segurando as compras
[05/08/2022] - ASSOCON: produto à base de plantas não é carne
[05/08/2022] - Pecuaristas do RS querem união para faturar mais
[05/08/2022] - Como estão as exportações argentinas de carne?
[05/08/2022] - China compra mais produtos do agro dos EUA
[04/08/2022] - Arroba: boi em queda e carne em alta
[04/08/2022] - Arroba: frigoríficos ampliam queda do boi em SP
[04/08/2022] - Brasil vai exportar carne com osso ao Uruguai
[04/08/2022] - Arroba: indicador está abaixo de julho de 2021

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br