Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
294,00 279,00 277,00
GO MT RJ
281,00 277,00 288,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2380,00
Garrote 18m 2790,00
Boi Magro 30m 3700,00
Bezerra 12m 1820,00
Novilha 18m 2400,00
Vaca Boiadeira 2820,00

Atualizado em: 16/8/2022 09:20

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

CEPEA: momento é típico de final de safra

 
 
 
Publicado em 07/06/2022

De acordo com o levantamento realizado pelo o Cepea, os preços do boi gordo oscilaram ao longo de maio, mas o movimento predominante no mês foi de queda. No acumulado (entre 29 de abril e 31 de maio), o indicador Cepea teve um recuo de 4% e encerrou o mês precificado em R$ 321,40/@ no estado de São Paulo.

A pressão negativa nos preços da arroba veio do crescimento na oferta de boi, como típico neste período do ano, quando as pastagens começam a se deteriorar e o pecuarista acaba disponibilizando os animais para abate, visando evitar gastos com suplementação – ressalta-se que os custos com a alimentação pecuária estão bastante elevados.

Acompanhe as cotações da arroba do boi gordo e da reposição em: www.pecuaria.com.br/cotacoes.php

Além disso, a demanda doméstica fraca também reforçou o movimento de queda nos preços do boi gordo neste mês. Com a inflação alta, o poder de compra da população brasileira está fragilizado, e demandantes buscam proteínas mais baratas, como ovos e frango, em detrimento da carne bovina.

Neste cenário, as vendas de carne no mercado atacadista estiveram tão lentas, que a carcaça casada do boi se desvalorizou 6,3% no acumulado de maio. Trata-se da maior baixa no acumulado de um mês, desde janeiro de 2020, quando a retração foi de 8,16%.

Considerando-se as médias mensais, a do boi gordo (Indicador CEPEA/B3) foi de R$ 323,10 em maio, queda de 3,6% frente à do mês anterior e de 5,21% em relação à de maio do ano passado, em termos reais (as médias foram deflacionadas pelo IGP-DI). Para a carne (carcaça casada do boi, no mercado atacadista), a média do mês foi de R$ 20,86/kg (ou de R$ 312,90/@), com recuos de 2,9% na comparação mensal e de 4,62% na anual, também em termos reais.

Diante disso, em maio, a diferença entre os preços da arroba do boi gordo e da carne foi de 10,2 reais/arroba, com vantagem para o animal para abate. Esta é a menor diferença desde novembro de 2021 e evidencia a pressão sobre os valores da carne.

Abate

A aquecida demanda internacional pela carne bovina brasileira e o – consequente – elevado patamar de preço do boi gordo observados nos últimos anos têm levado pecuaristas a realizarem investimentos no setor.

E os resultados começam a ser observados. Segundo dados preliminares do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no primeiro trimestre de 2022, foram abatidos no Brasil 6,907 milhões de animais, 4,73% a mais que em 2021. Já frente ao mesmo período de 2020, observa-se baixa no volume abatido, de 5,07%.

O movimento no primeiro trimestre de 2022 pode ser considerado uma recuperação. Vale lembrar que, de janeiro a março de 2021, o volume de animais abatidos no Brasil somou apenas 6,595 milhões de cabeças, a menor quantidade para um primeiro trimestre desde 2009, ainda de acordo com dados do IBGE. Além disso, a quantidade abatida de janeiro a março de 2022 ficou 2,02% acima da registrada no último trimestre do ano passado. Ressalta-se, neste ponto, que um movimento de avanço no número de abate entre os trimestres outubro-novembro-dezembro e janeiro-fevereiro-março não era registrado desde 2006 para 2007. E, naquele período, a expansão foi menor que a atual reação, de apenas 1,65%, ainda de acordo com dados do IBGE. Com informações do CEPEA.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[16/08/2022] - UE procura o Brasil para fechar acordo comercial
[16/08/2022] - Como estão as exportações de carne em agosto?
[16/08/2022] - Arroba: boatos agitam o mercado do boi
[16/08/2022] - Austrália reage a suposto embargo chinês
[16/08/2022] - Arroba: frigoríficos fora das compras em SP
[16/08/2022] - Arroba chega a R$ 258 em Rondônia
[15/08/2022] - Guerra no mercado do boi

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[15/08/2022] - Arroba: semana fechou em tom pessimista
[15/08/2022] - Arroba: mercado parado em São Paulo
[15/08/2022] - Deflação já chega à carne bovina
[15/08/2022] - Frigorífico tenta reverter suspensão chinesa
[15/08/2022] - China: desemprego entre jovens bate recorde
[15/08/2022] - Importações de adubo estão acima de 2021
[15/08/2022] - Prévia do PIB sobe acima da expectativa
[15/08/2022] - Desemprego caiu em 22 estados
[15/08/2022] - Milho: preços variam conforme a região
[15/08/2022] - Milho: colheita quase concluída em Mato Grosso
[12/08/2022] - Mercado tenta entender debandada de frigoríficos
[12/08/2022] - JBS prevê demanda forte da China
[12/08/2022] - Frigorífico desconhece razão de suspensão chinesa
[12/08/2022] - Marfrig: lucro dobrou no segundo trimestre
[12/08/2022] - Lucro no Brasil puxa resultados da JBS
[12/08/2022] - Agro faz MS ter segundo maior crescimento do país
[11/08/2022] - Japão e Coreia procuraram Brasil por carne bovina
[11/08/2022] - Frigoríficos saíram das compras juntos?
[11/08/2022] - Férias em frigoríficos derrubam cotação do boi
[11/08/2022] - Abates de bovinos em alta
[11/08/2022] - Minerva registra lucro 264% maior
[11/08/2022] - Preço médio da carcaça é o menor desde 2019
[11/08/2022] - Reino Unido aumenta importações pós-Brexit
[11/08/2022] - Leite: disparada de preço cobre os custos?
[11/08/2022] - Guedes: Europa vai ficar irrelevante para o Brasil
[11/08/2022] - Agro bate recorde de exportação em julho
[10/08/2022] - JBS dá férias coletivas e pecuaristas protestam
[10/08/2022] - Arroba: preço do boi subiu em duas praças
[10/08/2022] - Arroba: com exportação recorde, boi China caiu
[10/08/2022] - JBS já fecha contrato de exportação ao Uruguai
[10/08/2022] - Brasil pode bater recorde na exportação de milho
[10/08/2022] - Frigorífico brasileiro quer ter sócio chinês
[10/08/2022] - FPA: banir defensivos significa alimento mais caro
[09/08/2022] - Pecuarista de MT paga frete do boi até SP
[09/08/2022] - Exportações de carne: volume menor, preço maior
[09/08/2022] - Frigoríficos testam preços menores para o boi
[09/08/2022] - Arroba: mercado devagar em São Paulo
[09/08/2022] - Exportações de carne do MT seguem fortes
[09/08/2022] - Situação nos EUA deve prejudicar Marfrig e JBS
[09/08/2022] - China suspende mais um frigorífico brasileiro
[09/08/2022] - Agro brasileiro exporta 21% a mais em julho
[09/08/2022] - Exportações do agro gaúcho recuam em julho
[09/08/2022] - Logística atrapalha importação de fertilizantes
[08/08/2022] - Arroba: mercado da carne ainda sugere alta
[08/08/2022] - Arroba: semana acabou devagar
[08/08/2022] - Importações de carne chinesas continuam subindo
[08/08/2022] - Deputados do PT querem taxar exportação de carne
[08/08/2022] - Milho: mercado está sem referência
[08/08/2022] - Brasil já fecha embarques de milho à China
[08/08/2022] - Produtores rurais recorrem à recuperação judicial

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br