Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
295,00 287,00 293,00
GO MT RJ
286,00 278,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2500,00
Garrote 18m 2940,00
Boi Magro 30m 3620,00
Bezerra 12m 2190,00
Novilha 18m 2620,00
Vaca Boiadeira 2840,00

Atualizado em: 17/9/2021 08:46

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China embarga a BRF: estratégia para baixar preço?

 
 
 
Publicado em 04/08/2021

O governo chinês suspendeu as importações de carne suína e de aves da unidade da BRF em Lucas do Rio Verde (MT), conforme comunicado no site oficial da Administração Geral de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês) publicado nesta terça-feira, 3. Os chineses informaram que a interrupção das compras entra em vigor hoje, sem sinalizar quando os negócios podem ser retomados. Segundo o Ministério da Agricultura, problemas no transporte dos produtos até o país asiático teriam motivado a decisão.

Em nota, a BRF disse que soube da decisão por meio do site da Gacc e que tomará as medidas cabíveis e “trabalhará na reversão da situação com as autoridades chinesas e brasileiras”. A empresa ressaltou, porém, que ainda não foi notificada oficialmente sobre a suspensão. “A BRF reforça que possui confiança em seus rigorosos processos de segurança de alimentos e de qualidade e reafirma seu compromisso em continuar aprimorando os controles internos para garantir os mais elevados padrões de qualidade e segurança.”

Em nota enviada ao Estadão e ao Valor Econômico, o Ministério da Agricultura disse que a suspensão anunciada hoje teria sido causada por problemas identificados no transporte dos produtos até o país asiático. Segundo a pasta, a informação foi dada por uma autoridade chinesa, após a publicação do embargo no site oficial do Gacc. “A empresa irá elaborar um plano de ação para evitar que fatos como esses voltem a ocorrer e essa informação será encaminhada às autoridades chinesas com a agilidade necessária”, acrescentou no comunicado.

Já a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse, também em nota enviada ao Estadão/Broadcast, que vai apoiar a BRF na reversão da suspensão de importações da sua unidade de Lucas do Rio Verde. “A ABPA reforça os elevados padrões de qualidade do setor e da BRF e a excelência dos produtos brasileiros exportados para mais de 150 nações nos cinco continentes, apoiando a segurança alimentar de milhões de pessoas em todo o mundo”, afirmou. E acrescentou que confia que as exportações para o mercado chinês serão restabelecidas em breve.

A planta da BRF em Lucas do Rio Verde foi habilitada para exportar para a China em setembro de 2019 e também produz para a África do Sul e Canadá. É uma das unidades da empresa cuja operação é 100% digitalizada e recebe investimentos constantes. No início do mês passado, por exemplo, a companhia anunciou que vai investir R$ 670 milhões na operação de Mato Grosso, entre as fábricas de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, para modernização e ampliação da produção.

Processos de habilitação e Ministério tenta intervir

O país asiático vem suspendendo, desde o ano passado, as compras de frigoríficos de vários países. A justificativa seria o maior controle sanitário, em razão da pandemia da covid-19. A última suspensão de um frigorífico brasileiro ocorreu em setembro do ano passado, porém em caráter temporário. Na época, a Gacc paralisou as compras de uma planta de bovinos da Minerva Foods por uma semana.

As relações de frigoríficos com a China têm sido discutidas pelo setor com a ministra Tereza Cristina. Na última semana ela se reuniu com representantes de frigoríficos para tratar de novas habilitações. Também na semana passada o Ministério da Agricultura informou ao Estadão/Broadcast que a China havia concordado em retomar a análise de pedidos de habilitação de frigoríficos brasileiros. De acordo com a nota, esse trabalho tinha sido suspenso desde o início da pandemia, com a Gacc mais focada na prevenção e controle da covid-19.

Na ocasião, a pasta disse também que 56 plantas aguardam análise para habilitação pelo governo chinês, mas, para dar continuidade ao processo, elas precisam atualizar informações técnicas, incluindo controles implementados para prevenção do coronavírus. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[17/09/2021] - O que os frigoríficos pretendem fazer agora?
[17/09/2021] - Rússia restringe compras de MG e MT
[17/09/2021] - Arroba: frigoríficos derrubam as cotações em SP
[17/09/2021] - Carne estocada pode ir para o mercado interno
[17/09/2021] - Empregos: Agro já recuperou o nível pré-pandemia
[17/09/2021] - Agro será o setor mais beneficiado com o 5G
[16/09/2021] - Arábia Saudita retira embargo ao Brasil

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[16/09/2021] - CEPEA: embargo chinês deve ser revertido logo
[16/09/2021] - Boi caiu, mas preço da carne continua o mesmo
[16/09/2021] - Arroba: incerteza ainda trava negociações
[16/09/2021] - Pedido de vistas interrompe julgamento no STF
[16/09/2021] - MST abraça capitalismo e capta dinheiro no mercado
[15/09/2021] - Arroba: pecuaristas recusam valores menores em SP
[15/09/2021] - Frigoríficos e pecuaristas travam disputa em MT
[15/09/2021] - Em Goiás, o PIB do Agro deve registrar alta de 11%
[15/09/2021] - Prévia do PIB sobe acima das previsões
[15/09/2021] - Governo renova programa de promoção do Agro
[15/09/2021] - Julgamento do marco temporal deve ser interrompido
[14/09/2021] - Exportações de carne bovina: 83% de alta em 1 ano
[14/09/2021] - Exportações do Agro: o maior valor desde 2013
[14/09/2021] - PIB da Pecuária: alta de mais de 5% em 2021
[14/09/2021] - Sauditas embargam frigoríficos de Minas Gerais
[14/09/2021] - Chineses podem usar EEB para renegociar preços
[14/09/2021] - Arroba: negócios não acontecem a valores menores
[14/09/2021] - Arroba: frigoríficos tentam forçar baixa
[14/09/2021] - Produtor de leite sente o peso dos custos altos
[13/09/2021] - Brasil deve enviar missão do MAPA à China
[13/09/2021] - Arroba: bloqueio chinês deve acabar logo
[13/09/2021] - Arroba: cenário de estabilidade em SP
[13/09/2021] - Milho: mercado aposta em queda de preço
[13/09/2021] - Entrega de fertilizantes dispararam em junho
[13/09/2021] - Bolsonaro: fim do marco temporal é o fim do Agro
[10/09/2021] - Pecuaristas acusam JBS de manipulação da arroba
[10/09/2021] - Arroba: entregar boi só por necessidade
[10/09/2021] - Arroba: frigoríficos culpam caminhoneiros
[10/09/2021] - Movimento dos caminhoneiros acabou
[10/09/2021] - Abates caíram, retenção de fêmeas continua
[10/09/2021] - Consultorias debatem: quantos bois há no Brasil?
[10/09/2021] - Leite: aquisição cai 1% no trimestre
[10/09/2021] - MAPA proíbe a entrada de produtos suínos no Brasil
[10/09/2021] - STF: primeiro voto é contra marco temporal
[10/09/2021] - Pecuaristas argentinos ameaçam nova greve
[09/09/2021] - Arroba: pecuarista não aceita menos pelo boi
[09/09/2021] - CEPEA: exportações devem voltar logo
[09/09/2021] - Arroba: boi já reage no mercado futuro
[09/09/2021] - Nos EUA, carne cara, boi barato
[09/09/2021] - Frigoríficos: governo dos EUA prepara ação
[09/09/2021] - Polícia garante livre fluxo de cargas nas estradas
[09/09/2021] - Bolsonaro conversa com caminhoneiros
[09/09/2021] - Frigoríficos: transporte está normal
[08/09/2021] - Vaca louca: produção brasileira não está em risco
[08/09/2021] - Pecuarista é quem vai assumir prejuízo?
[08/09/2021] - Ações de frigoríficos subiram na segunda
[08/09/2021] - Exportações de carne bateram recorde em agosto
[08/09/2021] - Arroba: frigoríficos travam as compras
[08/09/2021] - Frigol dá férias coletivas
[08/09/2021] - Brasil está importando mais lácteos

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br