Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
309,00 304,00 304,00
GO MT RJ
299,00 294,00 294,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3980,00
Bezerra 12m 2190,00
Novilha 18m 2800,00
Vaca Boiadeira 3090,00

Atualizado em: 27/7/2021 09:43

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Geada pode trazer mais perdas para o milho

 
 
 
Publicado em 21/07/2021

Uma nova frente fria causou geadas na região centro-sul do Brasil nesta semana, gerando riscos para lavouras de café, cana-de-açúcar, milho segunda safra e trigo, menos de um mês após uma onda de frio excessivo que já prejudicou algumas destas culturas.

A Rural Clima informou em boletim que importantes áreas produtoras de cana e café foram atingidas pelo fenômeno climático, nos Estados de São Paulo e Minas Gerais. No Paraná, que acaba de concluir o plantio de trigo, também houve impacto que ainda será mensurado.

"O estrago foi feio. Não dá para quantificar de fato o tamanho desta geada, mas a gente sabe que foi feia sim. E só ao longo dos próximos dias que vamos ter uma dimensão das reais condições", disse o diretor da consultoria de serviços meteorológicos, Marco Antonio dos Santos.

Segundo ele, a massa de ar polar vai começar a perder força a partir desta quarta-feira (21/7), mas, no próximo sábado, uma nova frente fria deve avançar pelo Rio Grande do Sul -onde também há trigo em fases iniciais de desenvolvimento.

O meteorologista da Somar Celso Oliveira disse que as atenções estariam no café, já que o ápice do frio seria visto nas áreas de cultivo do grão na terça-feira (20/7). "O produtor está quieto nas vendas, apostando no frio", acrescentou o analista da consultoria Safras & Mercado Gil Barabach, estratégia que contribui para impulsionar as cotações da commodity.

Na bolsa de Nova York, o mercado reagiu ao movimento ocorrido no Brasil. Os contratos do café arábica para setembro fecharam em alta de 10,4 centavos de dólar, ou 6,6%, a 1,668 dólar por libra-peso, próximos de um pico de quatro anos e meio.

Para a cana-de-açúcar, o efeito das geadas só será precisamente sabido em alguns dias, quando as usinas e produtores apurarem as áreas afetadas, afirmou a analista da IHS Markit Leydiane Brito. Ela acredita que, a princípio, Paraná e Centro-Oeste foram as regiões mais atingidas.

"A percepção nesse primeiro momento é de que poderá sim, acentuar uma já prevista redução de moagem da atual safra (2021/22), à medida que compromete índices de produtividade e de teor de açúcar da cana", disse a analista.

Cereais

O milho segunda safra foi atingido na geada anterior, no fim de junho. Agora, a nova ocorrência de frio excessivo torna mais complicado o cenário para as lavouras que já haviam sido afetadas, de acordo com a consultoria AgRural.

"Para a safrinha, uma área ou outra que não pegou a geada do fim de junho e que foi atingida agora deve ter perdas, principalmente se a lavoura estiver ainda em enchimento de grãos", afirmou o analista da AgRural Adriano Gomes.

Ele disse que as lavouras que ainda não estão em fase de maturação são as que sofrem maior dano por geada, dependendo da intensidade do fenômeno.

No Paraná, dados do Departamento de Economia Rural (Deral) divulgados na terça-feira indicam que pouco mais de 40% das áreas de milho safrinha estão nestas etapas mais suscetíveis a perda pelo frio, sendo 4% em floração e 37% em frutificação.

O analista de milho do Deral Edmar Gervásio disse que o impacto das geadas desta semana só poderá ser avaliado a partir de sete dias do fenômeno. "No momento, (há) somente relatos que pode ter impactado pontualmente", adiantou.

Já para o trigo, o analista do Deral Carlos Hugo Godinho ressaltou que 9% das lavouras do Paraná - principal Estado produtor da cultura - estão em fase de floração, período em que a planta está mais exposta a danos pelo frio.

"Desses 9%, uma boa parte está na faixa norte do Estado, que foi menos castigada com essas primeiras geadas. Deve ter muitas áreas ainda que escapam de ter problemas", estimou.

"Mas indo para o sul, centro-oeste e sudoeste (paranaense), tinham algumas lavouras adiantadas e essas devem ter algum problema. Com certeza haverá alguma interferência na produção, mas fica limitada a essas áreas por enquanto." Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[27/07/2021] - Exportações podem bater novo recorde em julho
[27/07/2021] - Bezerro dispara nos EUA e indica boi mais caro
[27/07/2021] - Virada do mês deve trazer alta para o boi
[27/07/2021] - Arroba: pecuarista precisa endurecer o jogo
[27/07/2021] - Como estão o mercado do boi e reposição em Goiás?
[27/07/2021] - Milho: preço volta a bater os R$ 100
[27/07/2021] - Milho: indústrias buscam cereal na Argentina
[27/07/2021] - Frio polar: veja onde a geada será mais forte

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[26/07/2021] - Arroba: frigoríficos podem tentar derrubar o boi
[26/07/2021] - Milho: preocupações dominam o mercado
[26/07/2021] - Greve dos caminhoneiros aconteceu?
[26/07/2021] - Ministro e governador defendem a Ferrogrão
[26/07/2021] - Confiança do consumidor: maior nível em 9 meses
[23/07/2021] - Contrabando de bois: ação da polícia apreende gado
[23/07/2021] - Arroba: não está sobrando boi
[23/07/2021] - Arroba: onde o boi subiu?
[23/07/2021] - Como deve ser esta sexta no mercado do boi?
[23/07/2021] - Situação difícil para quem precisa comprar milho
[23/07/2021] - China jura que peste suína está sob controle
[23/07/2021] - JBS convoca funcionários para trabalho presencial
[22/07/2021] - China pode habilitar novos frigoríficos no Brasil
[22/07/2021] - Arroba: confinamento dá uma mão aos frigoríficos
[22/07/2021] - Exportações recordes aos EUA surpreendem o setor
[22/07/2021] - Laticínios falam em colapso do setor do leite
[22/07/2021] - SC terá a menor safra de milho da história
[22/07/2021] - Ministro não acredita em greve dos caminhoneiros
[22/07/2021] - Produtores rurais são vítimas de onda de golpes
[21/07/2021] - Ministro Tarcísio defende construção da Ferrogrão
[21/07/2021] - MT anuncia projeto que pode prejudicar a Ferrogrão
[21/07/2021] - Caminhoneiros voltam a ameaçar governo
[21/07/2021] - Arroba: frigoríficos tentam segurar boi na unha
[21/07/2021] - Tem como a arroba do boi subir mais?
[21/07/2021] - Leite: alta para o produtor chegou ao fim?
[21/07/2021] - Geada pode trazer mais perdas para o milho
[20/07/2021] - Unidade do Marfrig é interditada
[20/07/2021] - Massa de ar polar provoca neve e geada no Sul
[20/07/2021] - Exportações de carne seguem em ritmo forte
[20/07/2021] - Arroba: pressão continua
[20/07/2021] - Arroba: frigoríficos seguem segurando compras
[20/07/2021] - Milho: agência prevê quebra histórica na safra
[20/07/2021] - Milho volta a subir no Brasil e no exterior
[20/07/2021] - Agro ajuda a reduzir a inflação no Brasil
[19/07/2021] - Arroba: compras travadas
[19/07/2021] - Arroba: frigoríficos testam o mercado
[19/07/2021] - Leite: produtor precisa ter cautela
[19/07/2021] - Milho: preços perto dos R$ 100 a saca
[19/07/2021] - Importação ilegal de bezerros preocupa pecuaristas
[19/07/2021] - INMET emite alerta para onda de frio
[19/07/2021] - Militantes vêm ao Brasil tentar barrar a Ferrogrão
[16/07/2021] - Massa de ar polar chega ao Brasil no fim de semana
[16/07/2021] - Arroba: frigoríficos tentam forçar baixa
[16/07/2021] - Leite: dá para acreditar em melhora do lucro?
[16/07/2021] - Peste suína africana avança na Alemanha
[16/07/2021] - Agro ajuda a segurar a inflação medida pelo IGP
[15/07/2021] - Arroba: escalas confortáveis em SP
[15/07/2021] - Dá para ganhar dinheiro com confinamento em 2021?
[15/07/2021] - China: rebanho não vai se recuperar tão cedo
[15/07/2021] - Leite: preço sobe e alivia um pouco o produtor

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br