Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
309,00 304,00 304,00
GO MT RJ
299,00 296,00 294,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3980,00
Bezerra 12m 2190,00
Novilha 18m 2800,00
Vaca Boiadeira 3090,00

Atualizado em: 23/7/2021 09:41

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Milho: produtores pedem ação do governo

 
 
 
Publicado em 22/06/2021

Representantes do setor agropecuário defenderam nesta segunda-feira (21), em audiência na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados, que o problema da escassez de milho no mercado brasileiro passa pela adoção de políticas de incentivo à importação, renúncia fiscal por parte do governo, apoio à armazenagem e à irrigação. A falta de milho e sua consequente supervalorização tem afetado o abastecimento e o preço de ovos, carne de frango e de porco, uma vez que o grão é a base da dieta dos animais.

A escassez do milho, segundos os debatedores, é causada por diversos fatores como a alta nas exportações do produto, problemas climáticos e o surgimento de pragas nas plantações.

O diretor-executivo da Associação de Avicultores do Espírito Santo, Nélio Hand, comparou os preços do milho aos de outros produtos. Segundo ele, no início de 2020 era possível comprar uma saca com 17 dúzias de ovos. Hoje, para comprar a mesma saca de milho, são necessárias 27 dúzias de ovos. Hand disse que a mesma relação ocorre com a carne suína.

Repasse ao consumidor

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Ricardo Santin, a alta no preço do milho é parcialmente repassada ao consumidor, e a outra parte do prejuízo fica com o produtor. Ele também citou medidas consideradas essenciais para amenizar o problema.

“O frango subiu 15% e o suíno 20%, só que o custo subiu 40% para o frango e 44% para o suíno. Há um espaço ainda imenso só para chegar perto da sobrevivência das empresas", disse.

Santin defendeu retirar o adicional do frete da Marinha Mercante, suspender a cobrança do PIS e da Cofins para importação do milho de fora do Mercosul, e do PIS-Cofins sobre o frete do mercado interno, além de criar um sistema de informações que possa prever quanto vai ser exportado de milho em 2022.

Já o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Milho, Cesário Ramalho, pediu incentivos aos produtores. “Nós devíamos fazer um programa de incentivo a esse produtor, que já planta milho, para ele em vez de produzir cinco mil quilos, produzir seis mil quilos. Temos de bolar algum incentivo para que ele ganhe um extra para produzir, porque ele produz uma riqueza para o Brasil”, declarou.

Ramalho também citou a necessidade de mais armazenagem e de políticas de irrigação.

Medidas

De acordo com o diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura, Silvio Farnese, a pasta avalia soluções para resolver a crise. Segundo ele, o governo está discutindo uma medida provisória para adquirir milho diretamente do mercado para atender a operações de balcão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Ainda segundo ele, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, já encaminhou um ofício com uma nota técnica solicitando a suspensão de PIS-Cofins na importação de milho até 31 de dezembro.

"O Ministério da Economia, nas primeiras conversas, não teve muita dificuldade, mas ainda tem algumas discussões a serem feitas, considerando que isso é uma renúncia fiscal. Estamos também trabalhando com a questão do financiamento de armazéns”, disse Farnese.

A deputada Dra. Soraya Manato (PSL-ES), que sugeriu a audiência pública, citou entre as mudanças importantes para o setor um projeto que está no Senado (PLS 261/18), que disciplina o trânsito e o transporte ferroviário. A parlamentar lamentou que a proposta esteja parada, mas disse esperar, após promessa do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, uma medida provisória tratando do tema. Com informações da Agência Câmara.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[23/07/2021] - Contrabando de bois: ação da polícia apreende gado
[23/07/2021] - Arroba: não está sobrando boi
[23/07/2021] - Arroba: onde o boi subiu?
[23/07/2021] - Como deve ser esta sexta no mercado do boi?
[23/07/2021] - Situação difícil para quem precisa comprar milho
[23/07/2021] - China jura que peste suína está sob controle
[23/07/2021] - JBS convoca funcionários para trabalho presencial

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[22/07/2021] - China pode habilitar novos frigoríficos no Brasil
[22/07/2021] - Arroba: confinamento dá uma mão aos frigoríficos
[22/07/2021] - Exportações recordes aos EUA surpreendem o setor
[22/07/2021] - Laticínios falam em colapso do setor do leite
[22/07/2021] - SC terá a menor safra de milho da história
[22/07/2021] - Ministro não acredita em greve dos caminhoneiros
[22/07/2021] - Produtores rurais são vítimas de onda de golpes
[21/07/2021] - Ministro Tarcísio defende construção da Ferrogrão
[21/07/2021] - MT anuncia projeto que pode prejudicar a Ferrogrão
[21/07/2021] - Caminhoneiros voltam a ameaçar governo
[21/07/2021] - Arroba: frigoríficos tentam segurar boi na unha
[21/07/2021] - Tem como a arroba do boi subir mais?
[21/07/2021] - Leite: alta para o produtor chegou ao fim?
[21/07/2021] - Geada pode trazer mais perdas para o milho
[20/07/2021] - Unidade do Marfrig é interditada
[20/07/2021] - Massa de ar polar provoca neve e geada no Sul
[20/07/2021] - Exportações de carne seguem em ritmo forte
[20/07/2021] - Arroba: pressão continua
[20/07/2021] - Arroba: frigoríficos seguem segurando compras
[20/07/2021] - Milho: agência prevê quebra histórica na safra
[20/07/2021] - Milho volta a subir no Brasil e no exterior
[20/07/2021] - Agro ajuda a reduzir a inflação no Brasil
[19/07/2021] - Arroba: compras travadas
[19/07/2021] - Arroba: frigoríficos testam o mercado
[19/07/2021] - Leite: produtor precisa ter cautela
[19/07/2021] - Milho: preços perto dos R$ 100 a saca
[19/07/2021] - Importação ilegal de bezerros preocupa pecuaristas
[19/07/2021] - INMET emite alerta para onda de frio
[19/07/2021] - Militantes vêm ao Brasil tentar barrar a Ferrogrão
[16/07/2021] - Massa de ar polar chega ao Brasil no fim de semana
[16/07/2021] - Arroba: frigoríficos tentam forçar baixa
[16/07/2021] - Leite: dá para acreditar em melhora do lucro?
[16/07/2021] - Peste suína africana avança na Alemanha
[16/07/2021] - Agro ajuda a segurar a inflação medida pelo IGP
[15/07/2021] - Arroba: escalas confortáveis em SP
[15/07/2021] - Dá para ganhar dinheiro com confinamento em 2021?
[15/07/2021] - China: rebanho não vai se recuperar tão cedo
[15/07/2021] - Leite: preço sobe e alivia um pouco o produtor
[15/07/2021] - Raiva: 55 casos positivos em São Paulo
[15/07/2021] - FGV: indicador mostra que Agro deve crescer mais
[14/07/2021] - Arroba: oferta curta não permite queda do boi
[14/07/2021] - Arroba: frigoríficos seguram compras em SP
[14/07/2021] - Por que a arroba do boi não sobe?
[14/07/2021] - IMEA prevê crescimento de 25% na pecuária de MT
[14/07/2021] - Prévia do PiB surpreende e registra queda
[14/07/2021] - Governo aumenta estimativa para o PIB
[14/07/2021] - Câmara dá urgência à regularização fundiária
[13/07/2021] - Chineses tentam renegociar preço da carne
[13/07/2021] - Exportações de carne começam julho firmes
[13/07/2021] - Arroba: escalas aumentam e seguram o preço do boi

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br