Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
311,00 306,00 308,00
GO MT RJ
301,00 295,00 296,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3980,00
Bezerra 12m 2190,00
Novilha 18m 2800,00
Vaca Boiadeira 3090,00

Atualizado em: 4/8/2021 09:34

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Milho: tarifa zero não afetou preços

 
 
 
Publicado em 28/04/2021

Anunciada na última semana e válida a partir desta terça-feira, a suspensão do imposto de importação de milho de países de fora do Mercosul até o fim do ano não surtiu efeito no mercado interno do país, de acordo com analistas consultados pelo Valor. A expectativa da indústria da carne era de que, com a mudança, os preços do grão, matéria-prima utilizada para produzir ração para os animais, caíssem. No entanto, com as fortes altas do milho no mercado internacional, o impacto da medida foi nulo.

De acordo com o monitoramento de preços da consultoria StoneX, entre os dias 16 – data de seu último levantamento antes do anúncio da medida – e 23 de abril, a cotação do grão subiu em praticamente todas as praças que a empresa monitora no país. A maior alta, de 5,13%, ocorreu em Lucas do Rio Verde (MT), onde o preço passou de R$ 78 a R$ 82 por saca de 60 quilos. Na sequência apareceu a região da Mogiana (SP), na qual o aumento foi de 3,16%, de R$ 95 para R$ 98 a saca. O maior valor nominal, de R$ 103 a saca, foi registrado em Maringá (PR) – o aumento foi de 3%. Em Rio Verde (GO), o preço da saca passou de R$ 88 a R$ 90 (+2,27%), e em Passo Fundo (RS) ele ficou estável, em R$ 95 a saca.

“Temos preços elevadíssimos em Chicago (os maiores em oito anos), estoques apertados e um alto custo logístico. O milho de fora do Mercosul não chega em um patamar tão atrativo”, afirma João Lopes, analista da StoneX.

O governo federal suspendeu a cobrança da Tarifa Externa Comum (TEC), e voltaram a cair as tarifas de 8% sobre as importações de soja em grão e de milho, de 10% sobre óleo de soja e de 6% sobre farinha e pellets. Não foram estabelecidas cotas para as compras.

“Esperava-se um efeito de baixa ou, pelo menos, de interrupção das altas para que, em um segundo momento, os preços se estabilizassem. O que se viu é que a medida não conseguiu nenhuma das duas coisas”, diz o analista de mercado Carlos Cogo, da Cogo Inteligência em Agronegócio.

Segundo cálculos da consultoria, a paridade de exportação do cereal dos EUA – hoje o fornecedor mais viável – não está mesmo atrativa para os criadores brasileiros. Enquanto seria possível trazer milho da Argentina por cerca de R$ 100 a saca de 60 quilos, o grão americano chegaria aos compradores do Brasil custando em torno de R$ 108 por saca.

Além dos custos, há restrições ao milho dos EUA, já que algumas variedades plantadas pelos americanos não são autorizadas no Brasil. A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa a Sadia (BRF) e a Seara (JBS), tenta desde 2016 obter da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) a liberação desses grãos exclusivamente como ração, até agora sem sucesso.

Outra alternativa seria utilizar o trigo como ração, em substituição ao milho. Porém, em meio à valorização dos grãos em Chicago, os preços do cereal também estão altos, além de a oferta no mercado interno ser muito pequena.

As incertezas da safrinha de milho relacionadas ao clima e o forte movimento de vendas antecipadas, que passam de 50% da produção prevista, também dão suporte aos preços do grão. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[04/08/2021] - China embarga a BRF: estratégia para baixar preço?
[04/08/2021] - Arroba: exportações dão firmeza ao preço do boi
[04/08/2021] - Exportação de milho cai com força
[04/08/2021] - Câmara aprova regularização fundiária
[04/08/2021] - Crédito rural já bate recorde em 2021
[03/08/2021] - Preço da carne bovina exportada dispara 30%
[03/08/2021] - Boi já sinaliza para alta em Rondônia e no Pará

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/08/2021] - Arroba: semana começou firme
[03/08/2021] - Pecuarista continua perdendo poder de compra
[03/08/2021] - Importações de milho dispararam
[03/08/2021] - Milho: safrinha em Mato Grosso será 10% menor
[02/08/2021] - Arroba: Dia dos Pais pode puxar cotações
[02/08/2021] - Arroba: no compasso do consumidor
[02/08/2021] - Milho já é negociado a R$ 107 a saca
[02/08/2021] - Quebra da safra de milho foi pior que o esperado
[02/08/2021] - Fundos de investimento no Agro começam a valer
[02/08/2021] - FGV: confiança empresarial em alta
[02/08/2021] - Indústria brasileira: maior crescimento em 5 meses
[30/07/2021] - ALERTA: Peste suína africana chega à América
[30/07/2021] - Leite: preço recorde não ajuda o produtor
[30/07/2021] - Arroba: agosto deve começar com boi em alta
[30/07/2021] - Arroba: frigoríficos reduzem ofertas pela vaca
[30/07/2021] - Agro liderou a criação de empregos em junho
[30/07/2021] - Leite: Governo de MT quer intervir no mercado
[30/07/2021] - Vai faltar adubo no Brasil?
[30/07/2021] - Governo muda classificação de produtores rurais
[29/07/2021] - Brasil criou mais de 1,5 mi de empregos em 2021
[29/07/2021] - Arroba: frigoríficos até pagam mais, mas não falam
[29/07/2021] - Arroba: onda de frio deixa frigoríficos em alerta
[29/07/2021] - CEPEA: mercado firme para o boi
[29/07/2021] - China: queda da carne suína bate na carne bovina
[29/07/2021] - China promete intervir no mercado da carne
[29/07/2021] - Concentração de frigoríficos na mira dos EUA
[29/07/2021] - Leite: setor vive momento de guerra
[29/07/2021] - Milho: a maior quebra de safra da história no PR
[29/07/2021] - Carne bovina movimentou R$ 747 bi em 2020
[29/07/2021] - Setor de máquinas cresce, puxado pelo Agro
[29/07/2021] - IGP-M vem menor que o esperado em julho
[28/07/2021] - Boatos são espalhados para derrubar o preço do boi
[28/07/2021] - Analistas já prevêem a arroba a R$ 350
[28/07/2021] - Frigoríficos pedem socorro ao governo
[28/07/2021] - Arroba: mercado começa a virar para alta
[28/07/2021] - Arroba: preço do boi recua em Mato Grosso
[28/07/2021] - Leite: produtores deixaram a atividade no RS
[28/07/2021] - Milho: pequeno produtor é refém do preço alto?
[27/07/2021] - Exportações podem bater novo recorde em julho
[27/07/2021] - Bezerro dispara nos EUA e indica boi mais caro
[27/07/2021] - Virada do mês deve trazer alta para o boi
[27/07/2021] - Arroba: pecuarista precisa endurecer o jogo
[27/07/2021] - Como estão o mercado do boi e reposição em Goiás?
[27/07/2021] - Milho: preço volta a bater os R$ 100
[27/07/2021] - Milho: indústrias buscam cereal na Argentina
[27/07/2021] - Frio polar: veja onde a geada será mais forte
[26/07/2021] - Arroba: frigoríficos podem tentar derrubar o boi
[26/07/2021] - Milho: preocupações dominam o mercado
[26/07/2021] - Greve dos caminhoneiros aconteceu?
[26/07/2021] - Ministro e governador defendem a Ferrogrão

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br