Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
303,00 291,00 299,00
GO MT RJ
286,00 294,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2940,00
Garrote 18m 3360,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2610,00
Novilha 18m 3190,00
Vaca Boiadeira 3300,00

Atualizado em: 5/5/2021 09:49

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Impasse no orçamento ameaça Plano Safra

 
 
 
Publicado em 16/04/2021

Os cortes implementados para o orçamento da União em 2021, aprovados pelo Congresso e no aguardo de sanção presidencial, ameaçam liberações de recursos para os cerca de 75 dias finais do Plano Safra 2020/21 e também devem comprometer o programa governamental de 2021/22, que se inicia em julho, afirmou um representante do Ministério da Economia, em audiência pública extraordinária na Câmara nesta sexta-feira.

Segundo dados apresentados na audiência, foram cancelados recursos da ordem de quase 2,6 bilhões de reais no orçamento de 2021, especialmente para a agricultura familiar (Pronaf).

Caso não seja encontrada uma solução orçamentária, poderia ainda haver implicações mais amplas para o segmento que, com exportações fortes, evitou maior derrocada econômica na pandemia.

Como o Plano Safra vai de julho a junho, e o orçamento segue o ano calendário, o cancelamento dos recursos no projeto aprovado e a situação fiscal do país têm potencial de afetar já o final do programa atual (2020/21) de financiamentos para a agropecuária, além do futuro, concordaram os participantes na audiência, que buscam solução junto aos parlamentares.

"Temos uma visão um pouco mais sombria da história toda, infelizmente. Além de todos esses problemas relatados... o Tesouro Nacional está esperando a sanção do orçamento para parar a safra, parar de enviar os ofícios aos bancos... para que não façam mais operações por ausência de orçamento", disse o subsecretário de Política Agrícola e Negócios Agroambientais do Ministério da Economia, Rogério Boueri, após fala de integrante do Ministério da Agricultura.

Segundo Boueri, os recursos cortados pelo Congresso fazem falta para pagar operações passadas, e os cálculos preliminares do Tesouro indicam um déficit de 1,4 bilhão de reais.

"Então, quer dizer, não tendo esse recurso, o Tesouro fica em déficit nessas rubricas, e a notícia é que, assim que for sancionado o orçamento, deverão ser paralisadas as operações na safra 2020/21."

Boueri ressaltou também que, se os poderes Executivo e Legislativo não conseguirem "ajeitar" a situação, "não há recurso para plano safra em 2021".

"A situação é crítica... os recursos que sobraram no orçamento já não são suficientes para as operações no passado, quanto mais para poder viabilizar novas operações."

Ele comentou ainda que não se pode "fechar os olhos para a realidade fiscal brasileira", e a recomposição tem que ser feita com muito critério, para não implicar em aumento acima do gasto permitido pela PEC do Teto.

O técnico sugeriu uma solução "que não seria ideal para ninguém, mas que se adequaria ao regime fiscal e minimamente às necessidades do Ministério da Agricultura e do setor". Isso passaria por recompor pelo menos os recursos do Pronaf e investimentos.

"Se a gente olhar os valores de recomposição, nós tivemos cancelamentos do plano safra de cerca de 2,6 bilhões de reais, sendo que desses 1,35 bilhão foram do Pronaf, 550 milhões de custeio e 600 milhões de investimentos. Se a gente conseguisse solução em que pelo menos 1,7 a 1,8 bilhão fossem recompostos para o Pronaf e para investimentos, sobraria ainda 700-800 milhões de recursos para o Ministério da Agricultura", afirmou.

"Sei que não é suficiente para fazer tudo da melhor forma possível, mas mantém as luzes acesas", declarou.

Ele argumentou ainda que "é consensual que não podemos parar o apoio ao pequeno produtor, ao pronafiano". "Isso seria um desastre para a agricultura e para a segurança alimentar em cenário de preços agropecuários subindo no mundo todo".

Segundo o coordenador do Núcleo Econômico da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), Renato Conchon, as principais dúvidas são sobre os recursos que estão comprometidos até o momento. "As instituições financeiras deverão paralisar as operações, comprometendo assim o custeio da atividade agropecuária?"

"Outra dúvida, as operações contratadas pelas instituições financeiras estão com recursos garantidos, ou existe risco de crédito?"

Segundo ele, o governo e o Parlamento devem agir logo para resolver a situação principalmente porque os custos estão consideravelmente mais altos. "Justamente nesta safra vamos reduzir os recursos destinados ao custeio?"

O especialista lembrou que os custos de insumos estão mais altos por questões cambiais, principalmente.

Para o secretário-executivo-adjunto do Ministério da Agricultura, Márcio Eli, a posição da pasta é de que não se pode perder as emendas obtidas no orçamento discricionário, "fundamentais para funcionamento do sistema de defesa agropecuária, para ações do Incra, Embrapa, Conab".

Ele disse ainda que a situação ocorre em momento em o ministério buscava uma ampliação do plano safra para 2021/22 e mais recursos para a equalização de juros. Comentou também que uma solução é urgente, uma vez que o país está a poucos meses da nova temporada. Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[05/05/2021] - Arroba: pressão continua
[05/05/2021] - Arroba: frigoríficos compram pouco
[05/05/2021] - Frigoríficos: unidades em férias já voltaram
[05/05/2021] - Lácteos têm pequena alta, mas cenário preocupa
[05/05/2021] - Lucro do Minerva cai com alta do boi
[05/05/2021] - Inseminação pode crescer 25% em 2021
[05/05/2021] - Europeus não querem regularização no Brasil
[05/05/2021] - Regularização fundiária não favorece a grilagem

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[04/05/2021] - Frigoríficos seguram as compras
[04/05/2021] - Preço do boi tem pequena queda em Goiás
[04/05/2021] - Arroba: boi não cai em Mato Grosso
[04/05/2021] - Safra de milho deverá ser menor que o esperado
[04/05/2021] - Preço do milho pode subir ainda mais
[03/05/2021] - Exportações de carnes: o melhor abril da história
[03/05/2021] - Bolsonaro defende direito de propriedade
[03/05/2021] - Arroba: frigoríficos já escalados para esta semana
[03/05/2021] - Confinadores tentam reduzir custos
[03/05/2021] - Milho: produtores continuam segurando vendas
[03/05/2021] - Deputado quer criar mais despesa para pecuarista
[03/05/2021] - Criminosos simulam compra e roubam gado
[03/05/2021] - Governo prorroga dívidas de produtores rurais
[30/04/2021] - Força Nacional vai atuar contra grupo armado em RO
[30/04/2021] - Agro: maior geração de empregos desde 2007
[30/04/2021] - Arroba: pressão aumenta mas pecuarista resiste
[30/04/2021] - Leite: preço reage e volta a subir
[30/04/2021] - Milho: governo anuncia medidas para ampliar oferta
[30/04/2021] - Milho: já tem gente querendo R$ 110 pela saca
[30/04/2021] - Vacinação contra aftosa começa amanhã
[29/04/2021] - Queda do boi não deve durar muito
[29/04/2021] - Scot: oferta aumentou, mas boi segue a R$ 312
[29/04/2021] - Alta do boi não compensa valorização do milho
[29/04/2021] - Custo da recria e engorda disparou em MT
[29/04/2021] - Pressão de ambientalistas atrasa regularização
[28/04/2021] - Roubo de gado atrai crime organizado
[28/04/2021] - Grupo armado invade fazenda e tortura funcionários
[28/04/2021] - Polícia faz operação contra carne de gado roubado
[28/04/2021] - Arroba: boi China continua em alta
[28/04/2021] - Arroba: frigoríficos testam preços menores
[28/04/2021] - Leite não sobe mesmo na entressafra
[28/04/2021] - Milho: tarifa zero não afetou preços
[28/04/2021] - Preço do milho segue em disparada na bolsa
[28/04/2021] - Milho: baixo volume de chuvas em Goiás
[28/04/2021] - BNDES pode vender fatia da JBS nos próximos meses
[28/04/2021] - Criação de emprego perde ritmo em março
[27/04/2021] - Pecuarista pode virar refém dos grandes frigos
[27/04/2021] - Exportações devem ter o melhor abril da história
[27/04/2021] - Arroba: oferta aumenta e boi recua em SP
[27/04/2021] - Boi subiu em Goiás
[27/04/2021] - Será que compensa confinar em 2021?
[27/04/2021] - Como está o preço do milho hoje?
[27/04/2021] - Gado de produtor recém-falecido é furtado em GO
[26/04/2021] - Arroba: oferta tem leve melhora em MS e GO
[26/04/2021] - Arroba: frigoríficos aumentam pressão em SP
[26/04/2021] - Leite: preços devem começar uma recuperação
[26/04/2021] - Preço do milho segue renovando máximas
[26/04/2021] - Trigo pode substituir o milho na ração?
[23/04/2021] - Arroba: vai faltar muito boi na entressafra
[23/04/2021] - Frigoríficos pressionam o boi em São Paulo

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br