Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
311,00 294,00 301,00
GO MT RJ
296,00 302,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2890,00
Garrote 18m 3360,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2550,00
Novilha 18m 3090,00
Vaca Boiadeira 3300,00

Atualizado em: 15/4/2021 10:28

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

O que o produtor de leite deve fazer?

 
 
 
Publicado em 05/03/2021

Soeli Aparecida Lopes Zampieri é produtora de leite na pequena São Jorge, no Rio Grande do Sul. Ela tem 19 animais em lactação na propriedade da família e conta que teve que vender alguns para conseguir baixar os custos com produção de leite.

“Essa é uma das piores crises que estamos enfrentando devido aos altos custos de produção. O quilo do milho chegando aqui a R$ 1,40 e soja em torno de R$ 3,35. A gente está fazendo a ração em casa para tentar diminuir um pouco os custos, mas não estamos calculando a nossa mão de obra. O preço do litro que a gente recebeu no mês passado, dia 15 de fevereiro, foi em torno de R$1,80”, diz.

O sentimento de incerteza atinge também Volnei Schreiner, produtor em Victor Graeff, no noroeste do Rio Grande do Sul. Ele conta que o sentimento é de incerteza porque não sabe quanto vai receber pelo produto.

“A produção está muito difícil. No último dia 15 de fevereiro, quando fomos receber o pagamento do leite, tinha uma baixa 6,4% . No mesmo dia, a ração veio para nós com um aumento de 9,35%, isso dá uma diferença de mais de 15%. Com a estiagem, aumentou nosso custo de produção, pois tivemos que comprar silagem. Na última semana, tivemos que comprar adubo para fazer a nossa pastagem e para plantar o milho safrinha. O adubo teve um aumento de 37%”, reclama.

Amor à profissão

O presidente da Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando), Marcos Tang, afirma que a estiagem aumentou ainda mais os custos de produção e que o produtor não suporta mais a baixa remuneração pelo litro do leite.

“Eu sempre faço essa comparação: enquanto nós tivermos a remuneração pelo leite menor do que temos que pagar por um quilo de ração para nossas vacas, a coisa não está bem e estamos a perigo. Estamos no amor à profissão. Nós precisamos, sim, de uma política talvez de exceção. Manter os nossos produtores de leite vivos é uma questão de soberania nacional”, explicou.

União para mudar

Em Goiás, o produtor e um dos líderes do Movimento Construindo Leite Brasil Tiago Rodrigues explica que o setor precisa de condições mais claras para se desenvolver. “Aí vem a pergunta: vendemos, deixamos esse milho secar no campo para poder vender o grão ou vamos cortar e produzir comida para os animais? Muitos produtores têm secado animais, tem diminuído a produção. Consequentemente, diminuindo essa produção, a gente diminui também o nosso valor, já que ganhamos em cima de litros de leite produzido.”

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag), Carlos Joel da Silva, cobra atenção do governo federal para as importações, especialmente as de produtos do Mercosul. “Nós esperávamos que o governo fizesse a sua parte e resolvesse os problemas crônicos no leite, que são as importações. Aumentaram, de novo, muito as importações e o governo, até agora, não barrou. Por outro lado, as indústrias pressionadas pelo comércio, acabam fazendo leilão do leite e acabam jogando o preço do leite ao consumidor mais barato para os supermercadistas”, disse.

Já o presidente do Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Leite do Rio Grande do Sul (Conseleite), Rodrigo Rizzo, diz que os desafios crescem ainda mais por causa do câmbio. “Tivemos um aumento importante na manutenção dos equipamentos de ordenha. Isso se deve ao fato de nós estarmos com uma taxa de câmbio bastante elevada e a tendência é de se manter nesta alta. Enquanto estivermos vivendo essa pandemia e não tivermos a vacina para todos, nós acreditamos que a recuperação da nossa economia como um todo deve ser lenta e gradual”, falou.

Preço vai subir?

Glauco Rodrigues Carvalho, pesquisador da Embrapa Gado de Leite, acredita que os preços devem melhorar à medida que a oferta do produto diminuir.

“Olhando para frente, a gente tem uma perspectiva de entressafra. A gente tem uma perspectiva de recuo na oferta de leite e nós teremos, novamente, o auxílio emergencial. Acredito na recuperação da demanda, o impacto maior talvez venha da oferta, seja pela entressafra nossa ou seja pela redução e recuo no ritmo das importações“, explicou. Com informações do Canal Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[15/04/2021] - Frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[15/04/2021] - Arroba: frigoríficos conseguem alongar escalas
[15/04/2021] - Abates caíram 60% em Mato Grosso do Sul
[15/04/2021] - Bezerro: relação de troca é a pior da história
[15/04/2021] - Reposição cara pode derrubar o confinamento
[15/04/2021] - CNA pede acordo comercial com a Coréia do Sul
[15/04/2021] - Leite: Conseleite é fundado em Mato Grosso

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[15/04/2021] - Novela do Funrural acaba semana que vem?
[14/04/2021] - Brasil pode exportar 35% da carne bovina
[14/04/2021] - Frigoríficos grandes lucram com exportações
[14/04/2021] - Qual a saída para os pequenos frigoríficos?
[14/04/2021] - Arroba: boi China já vale R$ 325 em SP
[14/04/2021] - Frigoríficos seguram as compras em Goiás
[14/04/2021] - Boi subiu 60% em MT, custos também dispararam
[14/04/2021] - Exportações de carne de MT subiram quase 40%
[14/04/2021] - Milho dispara e saca já vale R$ 104
[14/04/2021] - MAPA renova facilidade para pequenos laticínios
[13/04/2021] - Importações de carne da China devem bater recorde
[13/04/2021] - Preço médio da carne exportada disparou em abril
[13/04/2021] - Arroba: boas notícias para o mercado
[13/04/2021] - Scot vê mercado do boi devagar em SP
[13/04/2021] - Rendimento de carcaça melhorou em 2020
[13/04/2021] - Milho dispara e vai além dos R$ 102
[13/04/2021] - Milho: produtividade da safrinha deve ser menor
[13/04/2021] - Existe alternativa pra alta do milho?
[12/04/2021] - Frigoríficos menores vivem crise gravíssima
[12/04/2021] - Exportações cada vez mais dependentes da China
[12/04/2021] - Arroba bate recorde histórico em São Paulo
[12/04/2021] - Arroba do boi volta a subir em Goiás e MT
[12/04/2021] - Oferta de boi segue curta em SP
[12/04/2021] - Minerva levanta dinheiro para alongar dívida
[12/04/2021] - CEPEA: preço do milho continua batendo recordes
[12/04/2021] - MAPA prevê PIB de R$ 330 bi para a pecuária
[12/04/2021] - Cinco mil casos de roubo de gado no RS
[12/04/2021] - Receita vai digitalizar cadastro de imóveis rurais
[09/04/2021] - Arroba: carne pode subir no mercado doméstico?
[09/04/2021] - Incertezas travam mercado do boi
[09/04/2021] - Preço do boi firme no Rio Grande do Sul
[09/04/2021] - JBS nega ter vendido carne imprópria
[09/04/2021] - Milho: preços seguem acima de R$ 100
[09/04/2021] - Alta de custos preocupa setor de aves e suínos
[09/04/2021] - Nelore: pesquisa acha gene de qualidade da carne
[09/04/2021] - Petrobras anuncia queda no preço do diesel
[09/04/2021] - Inflação: IPCA subiu menos que a expectativa
[09/04/2021] - IGP-M perde força em abril
[09/04/2021] - Austrália: exportações têm pior nível em 10 anos
[08/04/2021] - Arroba: frigoríficos pagam acima da referência
[08/04/2021] - Scot: boi China chega a R$ 320
[08/04/2021] - CEPEA: peste suína puxa vendas de carne do Brasil
[08/04/2021] - Carcaça bovina sobe com alta da arroba
[08/04/2021] - PIB da Pecuária deve crescer quase 30% em MT
[08/04/2021] - JBS: operação investiga venda de carne imprópria
[08/04/2021] - Falta de chuvas pode prejudicar ainda mais o milho
[08/04/2021] - Brasil baterá recorde na produção de grãos
[08/04/2021] - Agro responde por 82% das exportações de Goiás
[07/04/2021] - Arroba: frigoríficos não completam escala em SP
[07/04/2021] - Boi já chega a R$ 307 em Mato Grosso

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br