Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
299,00 288,00 294,00
GO MT RJ
285,00 294,00 290,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3110,00
Boi Magro 30m 3890,00
Bezerra 12m 2520,00
Novilha 18m 2870,00
Vaca Boiadeira 3140,00

Atualizado em: 17/5/2021 10:10

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Arroba do boi já chegou no limite?

 
 
 
Publicado em 04/02/2021

Principal matéria-prima da indústria frigorífica, a arroba bovina atingiu nesta semana recorde de R$ 300, segundo indicador Esalq/B3. O preço, que considera a média das negociações de cinco regiões de São Paulo, acende um alerta no setor – que enfrenta dificuldades, em meio à crise econômica, de repassar a alta dos custos de produção ao consumidor final.

“O mercado doméstico está bastante enfraquecido. Agora teve o corte do auxílio emergencial e algo que já estava acontecendo tem se intensificado, que é o consumidor migrando para proteínas mais baratas”, observa diretora executiva da Agrifatto, Lygia Pimentel.

A projeção da consultoria, com base nos dados do Sistema de Inspeção Federal e de órgãos estaduais ,é de que os abates em 2020 cheguem a 36 milhões de cabeças, o menor desde 2015. Naquele ano, o mercado também enfrentava um contexto de retenção de fêmeas e baixa oferta de animais.

O diferencial de 2021, contudo, é uma forte crise econômica agravada pela pandemia de Covid-19. “O boi casado, a carne, tudo está no maior preço da história e a consequência disso é que o consumo está ficando cada vez menor”, destaca César de Castro Alves, consultor de agronegócio do Itaú BBA.

Segundo ele, o consumo interno só voltará a reagir quando os preços caírem – o que, afirma, está longe de acontecer. “Aqui a gente não tem um ambiente de aceitação de preço. Mas acontece que a oferta está tão baixa que o preço se impõe”, explica Alves ao lembrar que “o ciclo pecuário é soberano”. “É um momento de muito pouca oferta e quem vai continuar pagando por isso somos nós”, destaca o analista.

Com a economia ainda em recuperação, ele acredita que o consumo deve se concentrar entre uma parcela cada vez menor da população brasileira enquanto os preços seguirão sustentados pelas exportações e menor oferta de animais. “O consumo já está muito menor e a tendência é de que fique ainda menor nos próximos anos”, aponta Alves.

Com o mercado interno respondendo por 70% das vendas da indústria, as perspectivas são de margens também historicamente baixas. “De modo geral, não dá pra dizer que a indústria doméstica está bem. Em geral, ela está com margens apertadas e ociosidade elevada”, aponta o analista da Scot Consultoria, Hyberville Neto.

Segundo levantamento feito pela empresa, a relação entre o preço pago pela indústria pelo boi e a venda da carcaça no mercado doméstico iniciou este ano em 12,9%, abaixo da média histórica de 16%. Entre aquelas que atuam com desossa, essa margem é ainda menor, de 3,5% ante média histórica de mais de 18%.

“Em termos de preço, esse teto dos R$ 300 já está claro para o mercado de que não tem como aumentar muito mais que isso. É insustentável o repasse de preços ao consumidor final e, em novembro, a gente já viu isso”, observa o analista de proteína animal do Rabobank, Wagner Yanaguizawa.

Segundo ele, já era esperada uma queda no consumo entre dezembro e janeiro, quando sazonalmente há uma menor demanda interna e externa. O que chama atenção, contudo, é a valorização da arroba neste momento.

“O grande ponto mesmo é o mercado doméstico. A gente precisa de um cenário mais confortável para recuperação econômica para dar suporte para incrementos e consumo doméstico. Principalmente pensando num cenário em que os preços ao consumidor final estão em patamares elevados”, avalia o analista. Com informações do Globo Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[14/05/2021] - Boi chegou ao limite de baixa?
[14/05/2021] - Arroba: poucos negócios no mercado do boi
[14/05/2021] - Unidade da Marfrig é liberada a exportar aos EUA
[14/05/2021] - Milho: produtores estão segurando vendas
[14/05/2021] - MAPA abre novos mercados para o gado brasileiro
[14/05/2021] - Produtores vão a manifestação a favor de Bolsonaro
[13/05/2021] - Quebra de safra de milho preocupa frigoríficos

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[13/05/2021] - Prefeito é condenado por receptação de gado
[13/05/2021] - Quanto valerá o boi no final de 2021?
[13/05/2021] - Arroba: pressão de baixa ainda segue
[13/05/2021] - Arroba: mercado paulista está bem lento
[13/05/2021] - Arroba: situação melhorou para os frigoríficos
[13/05/2021] - JBS lucrou R$ 2 bilhões em um trimestre, recorde
[13/05/2021] - Marfrig prioriza exportações a partir do Uruguai
[13/05/2021] - Leite: Mercosul tem concorrência desleal
[13/05/2021] - Expoinel 2021 deve ser presencial, diz ACNB
[13/05/2021] - Câmara aprova novo licenciamento ambiental
[13/05/2021] - Fábrica de ração gera economia para família em SC
[13/05/2021] - Hoje é o Dia do Zootecnista
[13/05/2021] - Argentina volta a travar exportação de carne
[12/05/2021] - Arroba: escalas alongadas não vão durar
[12/05/2021] - Arroba: pecuaristas travam as vendas em SP
[12/05/2021] - Abate de bovinos caiu 10% em 2021
[12/05/2021] - Marfrig tem resultado recorde no trimestre
[12/05/2021] - Sauditas querem travar importações do Brasil
[12/05/2021] - Safra brasileira será a maior da história em 2021
[12/05/2021] - Conab prevê milho safrinha menor
[12/05/2021] - Quanto está valendo o milho hoje?
[11/05/2021] - Arroba: boi começou a semana em queda
[11/05/2021] - Arroba: frigoríficos reduzem oferta por fêmeas
[11/05/2021] - Exportações de carne bovina caem em maio
[11/05/2021] - Abates cresceram em Mato Grosso
[11/05/2021] - Sauditas tentam explicar embargo ao Brasil
[11/05/2021] - Câmara discute importação de leite do Mercosul
[11/05/2021] - Novo licenciamento ambiental pode ser votado hoje
[10/05/2021] - Arroba: boi parou de cair
[10/05/2021] - Arroba: frigoríficos seguraram compras em SP
[10/05/2021] - Quando o boi volta a subir?
[10/05/2021] - Milho: safrinha pode ser 7% menor
[10/05/2021] - Milho: saca já bate os R$ 110
[10/05/2021] - Preço da terra dispara 50% no Paraná
[10/05/2021] - CNA: retirar vacinação abrirá novos mercados
[07/05/2021] - Arroba: volume de negócios está fraco
[07/05/2021] - Quanto está valendo o boi em São Paulo?
[07/05/2021] - China: importações de carne próximas a recorde
[07/05/2021] - Arábia Saudita embarga frigoríficos brasileiros
[07/05/2021] - O que está por trás do embargo saudita?
[07/05/2021] - Câmara aprova cota para leite nacional na merenda
[07/05/2021] - Polícia faz operação contra roubo de gado em MS
[07/05/2021] - Bolsonaro vai a manifestação de produtores rurais
[06/05/2021] - Queda do boi não vai durar muito
[06/05/2021] - Arroba: frigoríficos pagam menos em SP
[06/05/2021] - Leite: produtor recebeu mais, mas riscos continuam
[06/05/2021] - Custo de produção do leite segue nas alturas
[06/05/2021] - Qual a previsão para o preço do milho?
[06/05/2021] - Governo esgota orçamento para crédito subsidiado
[06/05/2021] - Crédito rural cresceu 12% em um ano

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br