Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
266,00 254,00 268,00
GO MT RJ
261,00 255,00 267,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2330,00
Garrote 18m 2770,00
Boi Magro 30m 3460,00
Bezerra 12m 2050,00
Novilha 18m 2530,00
Vaca Boiadeira 2760,00

Atualizado em: 4/12/2020 13:24

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

CEO da Marfrig nega contaminação na carne

 
 
 
Publicado em 17/11/2020

O coronavírus supostamente encontrado por autoridades chinesas em embalagens de produtos da Marfrig na semana passada não tem relação com a produção da companhia, segundo o CEO da empresa, Miguel Gularte. Ele afirmou que a brasileira toma todas as medidas de proteção e testagem dos funcionários e esterilização da linha de produção. Ele comentou que as exportações fortaleceram o balanço no terceiro trimestre, entre elas para a própria China.

“Na China, constantemente as autoridades estão fazendo buscas em termos de contaminação de produtos ou instalações. No caso da Marfrig foi na província de Wuhan, onde começou a crise sanitária, e em um depósito onde tinha carne nossa, que estava nacionalizada já há vários meses. Foi encontrada nas instalações do depósito Covid, ou resíduos da Covid. Esses resíduos da Covid estavam em pallets, em estruturas do depósito e em algumas caixas de produtos. Entre os produtos onde foi encontrado nas embalagens alguns resíduos de Covid, tinham alguns produtos que eram da Marfrig. Mas isso ai não tem nada a ver com a nossa produção e com a nossa carne”, disse.

“Nossa carne entrou [na China], foi testada. Importante dizer que dentro do protocolo sanitário da Marfrig, nós fomos pioneiros em assinar um TAG [Termo de Ajustamento de Gestão] com o Ministério Público do Trabalho, no qual testamos 100% dos nossos funcionários. A Marfrig testou 100% dos nossos funcionários e implementou um sistema muito interessante que se chama busca ativa, estar constantemente testando as pessoas na fábrica. Ele é um protocolo que impede que as pessoas sintomáticas adentrem o recinto industrial e impede que pessoas sem sintomas possam estar lá dentro trabalhando”, completou.

“Evidentemente quanto nós recebemos essa notícia sobre o problema em Wuhan, nós fomos atrás da informação, e o que nós recebemos foi de que em princípio não afeta em nada a nossa produção porque o vírus foi encontrado nas instalações e na parte externa do produto, não é um problema do produto. Até porque nós sabemos também que uma carne para chegar na China demora 60 dias. Um vírus sobreviver a 60 dias numa viagem de navio não é tão provável. É possível? É possível. Mas pouco provável”, disse Gularte. Com informações do Infomoney.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[04/12/2020] - Frigoríficos querem a arroba a R$ 260
[04/12/2020] - Arroba: frigoríficos testam valores menores
[04/12/2020] - China volta a falar de contaminação em carne
[04/12/2020] - Produtores do PR se unem contra aumento da energia
[04/12/2020] - Taxação do Agro pode se espalhar pelo Brasil
[03/12/2020] - Arroba: qual a estratégia dos frigoríficos?
[03/12/2020] - Agrifatto: pico da arroba pode ter passado

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/12/2020] - CEPEA: oferta curta e preços em baixa para o boi?
[03/12/2020] - Abates precoces disparam em Mato Grosso
[03/12/2020] - Queda do PIB do Agro no trimestre não é relevante
[03/12/2020] - Dólar cai com força ao menor valor em 4 meses
[03/12/2020] - Milho volta a cair no mercado brasileiro
[03/12/2020] - Aftosa: vacinação é prorrogada em 13 estados
[03/12/2020] - Produtor rural de SP vai pagar muito mais imposto
[02/12/2020] - Preço da carne exportada volta a cair em novembro
[02/12/2020] - Arroba: mercado do boi devagar
[02/12/2020] - Pecuaristas sofrerão pressão de custos em 2021
[02/12/2020] - Marfrig: trabalhadores protestam e param produção
[02/12/2020] - Pecuaristas vão à Justiça contra frigoríficos
[02/12/2020] - Leite: preços devem cair e pressionar produtor
[02/12/2020] - Bancada do Agro tem novo presidente
[02/12/2020] - Aglomeração de cavalos é proibida no Tocantins
[02/12/2020] - Milho cai com recuo do dólar
[02/12/2020] - Indústria já cresce acima do nível pré-pandemia
[02/12/2020] - Reino Unido aprova vacina contra Covid-19
[01/12/2020] - CNA prevê PIB do agro 3% maior em 2021
[01/12/2020] - Carne: mercado espera vendas aquecidas neste mês
[01/12/2020] - Arroba: não está sobrando boi
[01/12/2020] - Como ficará o mercado do leite neste fim de ano?
[01/12/2020] - Agrishow muda data do evento em 2021
[01/12/2020] - Produtores rurais terão aumento de custo no Paraná
[30/11/2020] - Arroba: frigoríficos continuam forçando a baixa
[30/11/2020] - Leite: imposto maior vai levar pecuarista ao preju
[30/11/2020] - Milho: preços caem e travam negociações
[30/11/2020] - Ladrões de gado são mortos pela PM
[30/11/2020] - IBGE: Agro gerou mais de 300 mil empregos
[30/11/2020] - Goiás: Agro criou vagas de emprego em 2020
[30/11/2020] - Mercado melhora previsões sobre o Brasil em 2021
[27/11/2020] - Arroba: queda de R$ 5 de um dia para o outro?
[27/11/2020] - Safras: frigoríficos seguem pressionando o boi
[27/11/2020] - Restaurantes mudam foco para cortes mais baratos
[27/11/2020] - Sêmen sexado ainda é pouco usado em gado de corte
[27/11/2020] - Agro puxou alta de 3,2% no IGP-M?
[27/11/2020] - Desemprego ainda está acima de 14%
[27/11/2020] - Indústria pede urgência no acordo UE-Mercosul
[27/11/2020] - Frigoríficos vivem dias de caos na Alemanha
[26/11/2020] - Exportações podem crescer 5,5% em 2021
[26/11/2020] - Arroba: frigoríficos seguem tentando baixar o boi
[26/11/2020] - Boi está em falta. Tem como cair mais?
[26/11/2020] - Milho: preço caiu lá fora, mas não no Brasil
[26/11/2020] - Setor de máquinas tem o melhor desempenho do ano
[26/11/2020] - Sementes misteriosas contêm pragas, segundo o MAPA
[26/11/2020] - FPA: nova lei de falências é vitória para o Agro
[26/11/2020] - Brasil supera projeção e abre quase 400 mil vagas
[25/11/2020] - Qual a perspectiva para o boi em 2021?
[25/11/2020] - Arroba: pecuarista continua recusando oferta menor
[25/11/2020] - Alta na arroba não alivia situação do pecuarista

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br