Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
270,00 256,00 260,00
GO MT RJ
252,00 251,00 256,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2330,00
Garrote 18m 2840,00
Boi Magro 30m 3660,00
Bezerra 12m 2010,00
Novilha 18m 2490,00
Vaca Boiadeira 2840,00

Atualizado em: 30/10/2020 09:51

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

O tombo forte do confinamento

 
 
 
Publicado em 14/10/2020

Equivalente a cerca de um sexto da oferta nacional de gado, o confinamento de bovinos no Brasil ficou entre 17% e 30% menor, a depender dos custos de produção em cada região, segundo estimativa do presidente da Associação Nacional da Pecuária Intensiva (Assocon), Maurício Velloso. “Se tem uma coisa acontecendo de muito significativa na pecuária moderna hoje é que o pecuarista passou a fazer conta. Por isso houve tanta resistência de ingresso no confinamento”, aponta Velloso.

Ele lembra que, no primeiro giro de confinamento, ainda em março, o preço futuro da arroba bovina com entrega para outubro chegou a atingir R$ 176 na B3 no início da pandemia, queda de mais de 16% em 30 dias e abaixo do valor pago pelos animais naquele mês, cotado a R$ 186 a arroba na própria B3. “Naquela época, o grão já não estava barato e o pecuarista ficou sem nenhuma condição de travar seus custos ou a venda dos animais”, observa o presidente da Assocon.

No segundo giro, em julho e agosto, embora o valor da arroba já tivesse reagido, a alta dos grãos foi o novo fato desanimador para o confinamento. Em plena colheita da safrinha, as cotações do grão alcançaram o seu recorde histórico, ultrapassando a marca dos R$ 60 a saca de 60 quilos. “O pecuarista ficou apavorado, porque o bezerro, o boi magro, todos os insumos que ele iria usar certo que ficariam mais baratos, subiram muito”, lembra Velloso, ao classificar o segundo giro como “diminuto”.

Mesmo assim, as expectativas são de que, com a valorização dos animais, o segundo giro de confinamento tenha sido melhor que o primeiro - embora ainda abaixo do observado no ano passado. “Os custos continuaram subindo, mas o boi subiu mais. Ficou bonita a conta de novo”, explica Cesar de Castro Alves, consultor de agronegócio do Itaú BBA. Segundo ele, a alta da arroba neste segundo semestre deve trazer resultados “excepcionais” a quem realizou o confinamento.

“O bom negócio vai acontecer pra quem tomou esse risco e já tem tudo. Até porque nem tem mais animais disponíveis neste momento em que as margens ficaram ótimas e não dá mais tempo de alojar para entregar no pico do preço esperado para o início de dezembro”, explica Alves.

Velloso, preisidente da Assocon, alerta, contudo, que esse perfil de pecuarista é um grupo pequeno de criadores, o que explica a falta de animais no mercado. “A oferta de animais existe, mas é restrita. De Rondônia ao Rio Grande do Sul tem gente com gado terminado, mas são animais excepcionais. Novos, muito bem conduzidos, e a um custo de produção superior ao custo dessa arroba colocada”, ressalta o presidente da Assocon ao alertar que “se a indústria não remunerar aquele pecuarista que investiu muito pesado e obviamente se expôs ao risco para ter animais terminados, ele não vai entregar o animais”. “É uma oferta restrita em pari passu com a demanda. Existe gado? Claro que existe, mas não está sobrando”, conclui. Com informações do Globo Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[30/10/2020] - JBS vai processar Joesley e Wesley Batista
[30/10/2020] - Para os Batista, ressarcir é multiplicar
[30/10/2020] - Milho: disparada começa afetar a produção de carne
[30/10/2020] - É hora de vender boi?
[30/10/2020] - Arroba: escalada do boi continua em todo o Brasil
[30/10/2020] - Reposição: escalada agora é puxada pelas fêmeas
[30/10/2020] - Leite: movimento de alta vai continuar?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[30/10/2020] - Agro brasileiro abriu 100 novos mercados
[30/10/2020] - Agro foi o único setor a contratar
[30/10/2020] - Aumento na procura faz desemprego disparar
[29/10/2020] - Reposição dispara e pressiona margem de lucro
[29/10/2020] - Arroba: frigoríficos não conseguem fechar escalas
[29/10/2020] - CEPEA: arroba bate novo recorde
[29/10/2020] - Pecuarista poderá emitir GTA logo após vacinar
[29/10/2020] - Tocantins suspende aglomeração de cavalos
[29/10/2020] - Guedes: criação de empregos está impressionante
[28/10/2020] - Arroba pode bater os R$ 300?
[28/10/2020] - Arroba: frigoríficos com dificuldade para comprar
[28/10/2020] - BNDES acusa JBS de beneficiar os irmãos Batista
[28/10/2020] - Frigol reforça do caixa para enfrentar o mercado
[28/10/2020] - Relação boi x frango é a mais baixa da história
[28/10/2020] - Milho: CEPEA registra preço de R$ 80/sc em SP
[28/10/2020] - Milho dispara quase 10% e bate R$ 70 em MS
[27/10/2020] - Exportações podem bater recorde histórico
[27/10/2020] - Arroba avança rumo aos R$ 280
[27/10/2020] - Boi China é disputado pelos frigoríficos
[27/10/2020] - Frigoríficos voltam a subir valor pago pela vaca
[27/10/2020] - Goiás libera a realização de exposições pecuárias
[27/10/2020] - Leite: pecuaristas preocupados com alta dos custos
[27/10/2020] - Milho: preço bate novos recordes em Mato Grosso
[27/10/2020] - Internet: conexão boa ainda é problema no campo
[27/10/2020] - Vaca é resgatada de telhado em Santa Catarina
[26/10/2020] - Arroba: qual a expectativa para a semana?
[26/10/2020] - Carne: alta no atacado continua
[26/10/2020] - China retira embargo de unidade da Marfrig
[26/10/2020] - Carne: importações chinesas subiram 63%
[26/10/2020] - Leite: alta está acima da média em 2020
[26/10/2020] - CEPEA: disparada do milho segue forte
[26/10/2020] - JBS Friboi inaugura três confinamentos próprios
[26/10/2020] - UE permite que produtos vegetais se chamem carne
[26/10/2020] - Marfrig é sócia em empresa de carne vegetal
[26/10/2020] - Bandidos levam terror a produtores rurais do PR
[23/10/2020] - Arroba: frigoríficos sobem ofertas e não acham boi
[23/10/2020] - Consultor acredita que confinamento caiu 25%
[23/10/2020] - Acionista da JBS pede que Batistas a indenizem
[23/10/2020] - Confiança do consumidor caiu em outubro
[23/10/2020] - Aftosa: Mato Grosso deve adiar retirada da vacina
[22/10/2020] - Mercado já projeta arroba acima de R$ 290
[22/10/2020] - Arroba do boi: alta vai parar nos R$ 270?
[22/10/2020] - Alta do boi alivia custos que não param de subir
[22/10/2020] - China pede correções em frigoríficos embargados
[22/10/2020] - Disparada do milho não dá sinal de trégua
[22/10/2020] - Feiras do Pró-Genética chegarão a São Paulo
[21/10/2020] - Arroba: alta do boi continua
[21/10/2020] - Arroba dispara na Bolsa e passa de R$ 280
[21/10/2020] - Exportações seguem fortes
[21/10/2020] - JBS vai emitir dívida para comprar bois

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br