Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
247,00 242,00 245,00
GO MT RJ
235,00 230,00 237,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2180,00
Garrote 18m 2430,00
Boi Magro 30m 3010,00
Bezerra 12m 1860,00
Novilha 18m 2330,00
Vaca Boiadeira 2440,00

Atualizado em: 18/9/2020 11:14

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Empresa da Minerva pode ir à bolsa dos EUA

 
 
 
Publicado em 16/09/2020

A Minerva Foods, maior exportadora de carne bovina da América do Sul, assinou uma carta de intenções não vinculativa com uma sociedade de propósito específico (Spac) que deve levar 23,3% das ações da Athena Foods direto para a bolsa americana Nasdaq. “Mas não se trata de uma oferta pública de ações, IPO”, esclareceu o diretor financeiro da Minerva, Edison Ticle, ao Valor.

Comum nos Estados Unidos, esse tipo de veículo de investimento, chamado Spac, busca recursos no mercado para fazer aquisições com prazo definido, mas às cegas – isto é, os investidores assinam um “cheque em branco”.

Sobre esta Spac especificamente, foi revelado até agora apenas que tem experiência no mercado latino-americano de alimentos e agronegócios e que está listada na Nasdaq. Assim, diante de um aporte na Athena Foods, seus investidores passariam a deter, além de ações da Spac, ações da subsidiária da Minerva.

Nas palavras de Ticle, o que a Minerva está fazendo é avaliar uma oportunidade de fusão. “Na combinação dos negócios, a Athena, que é uma empresa fechada, subsidiária 100% pertencente à Minerva, se uniria a um veículo já listado na Nasdaq”, diz.

Com sede no Chile e frigoríficos na Argentina, no Paraguai, no Uruguai e na Colômbia, a Athena é avaliada em US$ 1,5 bilhão (equity value), ou US$ 1,354 bilhão (enterprise value) e tem dívida líquida negativa de US$ 146 milhões.

Pelo acordo, a sociedade de propósito específico deverá investir US$ 200 milhões, que já tem disponíveis em caixa, na Athena – que serão pagos em dinheiro à Minerva -, além de outros US$ 100 milhões captados em oferta privada.

A transação ainda tem que passar pelo crivo dos acionistas da Spac e a expectativa da Minerva é que a confirmação do negócio saia em três ou quatro semanas.

Com o valor que deverá receber em dinheiro, a Minerva pretende reduzir seu próprio endividamento. De acordo com Edison Ticle, se consumada a operação permitirá que a alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda em 12 meses) da companhia não supere 1,5 vez no curto prazo e até caia para 1 vez em três anos.

“Esse negócio abre a oportunidade para a Athena continuar expandindo os negócios em 2023 e em 2024. Listada nos EUA, a companhia terá uma estrutura de capital mais saudável, podendo gerar resultados de médio e longo prazo e crescer mais rapidamente que a Minerva”, disse Ticle.

Os planos para isso já estão claros. Para 2020, a expectativa é que o lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) da Athena Foods some US$ 181 milhões, alta de 10% ante 2019, chegando a US$ 239 milhões em 2021. Isso graças a um contrato de prestação de serviços firmado em junho com o paraguaio Frigonorte; à aquisição, em agosto, do frigorífico colombiano Vijagual, por US$ 14 milhões; e à reabertura, prevista para a segunda metade do ano que vem, de uma planta na Argentina. Em 2022, já com Ebitda previsto em US$ 271 milhões, os investimentos da companhia devem se voltar a ativos no oeste australiano.

As ações da Minerva subiram ontem 4,3% na B3 e seu valor de mercado atingiu R$ 6,7 bilhões. Em 2019, a Minerva faturou R$ 18,2 bilhões, e a Athena Foods respondeu por 40%. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[18/09/2020] - Produção da Pecuária poderá bater os R$ 200 bi
[18/09/2020] - DISPARADA: bezerro já subiu quase 70%
[18/09/2020] - Arroba: mercado firme por falta de boi
[18/09/2020] - Comissão Europeia tenta aprovar acordo UE-Mercosul
[18/09/2020] - Bolsonaro: Brasil preserva e sofre ataques
[18/09/2020] - IGP-M dispara 4,5% na segunda prévia de setembro
[18/09/2020] - Produtor recebe sementes não-solicitadas

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[17/09/2020] - Preço do boi tem espaço para subir ainda mais?
[17/09/2020] - Arroba: ágio do boi China está cada vez menor
[17/09/2020] - Cepea: boi segue nas máximas históricas
[17/09/2020] - Minerva pode distribuir dividendo milionário
[17/09/2020] - Tereza: produtor sabe que preservar é importante
[17/09/2020] - Mourão: pressão européia tem fundo comercial
[16/09/2020] - Frigoríficos sofrem pressão nas vendas à China
[16/09/2020] - Arroba: frigoríficos reduzem ágio pelo boi China
[16/09/2020] - Bezerro vai continuar valorizado, prevê analista
[16/09/2020] - Frigoríficos preocupados com ameaça européia
[16/09/2020] - Minerva: banco diz que negócio não é tão bom
[16/09/2020] - Minerva prevê crescimento no exterior após negócio
[16/09/2020] - Empresa da Minerva pode ir à bolsa dos EUA
[16/09/2020] - Exportações de milho seguem firmes
[16/09/2020] - FGV diz que PIB teve forte recuperação em julho
[16/09/2020] - Entidade alerta contra sementes recebidas da China
[15/09/2020] - Minerva recebe oferta para venda parte de empresa
[15/09/2020] - JBS vai resgatar dívida de 2024
[15/09/2020] - Exportações mantém ritmo forte em setembro
[15/09/2020] - Arroba: ágio para boi China chega a R$ 5
[15/09/2020] - Arroba: boi subiu no Norte e no Centro-Oeste
[15/09/2020] - Boi teve forte alta em Mato Grosso
[15/09/2020] - Leite: preço ao produtor disparou em agosto
[15/09/2020] - Leite: importação de lácteos bate recorde do ano
[15/09/2020] - Rebanho bovino de Mato Grosso cresceu em 2020
[15/09/2020] - China: suspensões por Covid serão temporárias
[15/09/2020] - China volta a usar reserva estatal de carne
[15/09/2020] - MAPA prevê recorde para a produção do Agro
[14/09/2020] - Disponibilidade de carne aumentará no Brasil?
[14/09/2020] - Arroba: frigoríficos estão pagando mais por fêmeas
[14/09/2020] - JBS é acusada de não proteger empregados nos EUA
[14/09/2020] - Milho: compradores recuam e preços perdem força
[14/09/2020] - Brasil suspende importação de carne suína alemã
[14/09/2020] - Polícia recupera gado furtado em Mato Grosso
[14/09/2020] - Indicador do PIB cresce, abaixo do esperado
[11/09/2020] - Exportações de carne bovina: alta de 12% em 2020
[11/09/2020] - Arroba: alta continua com força em todo o País
[11/09/2020] - Carne bovina segue em alta no atacado
[11/09/2020] - Fundo saudita injeta R$ 400 mi no Minerva
[11/09/2020] - Peste suína chega à Alemanha e ameaça exportações
[10/09/2020] - Abates caíram e estão no menor nível desde 2011
[10/09/2020] - Arroba: boi China já passa de R$ 250
[10/09/2020] - Indicador CEPEA renova máximas nominais
[10/09/2020] - Produtor de leite deve ter cautela
[10/09/2020] - MAPA prorroga por um ano a validade dos RGN
[10/09/2020] - Goiás autoriza a realização de eventos pecuários
[10/09/2020] - Safra de grãos deve bater recorde histórico
[10/09/2020] - Vendas no varejo têm o melhor julho desde 2000
[10/09/2020] - Forte onda de calor em todo o Brasil
[10/09/2020] - Raios: ameaça constante ao pecuarista

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br