Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
191,00 177,00 188,00
GO MT RJ
180,00 171,00 179,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1790,00
Garrote 18m 2100,00
Boi Magro 30m 2610,00
Bezerra 12m 1380,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1890,00

Atualizado em: 2/6/2020 11:31

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Votação da regularização fundiária é adiada

 
 
 
Publicado em 21/05/2020

A votação do projeto de lei que trata da regularização fundiária na Câmara dos Deputados, prevista para esta quarta-feira, foi adiada diante da pressão de setores do governo para a retomada de pontos já modificados no texto, como o tamanho das propriedades a serem dispensadas de vistoria prévia e o marco temporal de ocupação.

O relator do projeto, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse à Reuters que estava tudo "tranquilo" e caminhando para a votação, já que havia construído um acordo com o autor do projeto, Zé Silva (SD-MG), e com vários setores envolvidos na proposta. Apontou, no entanto, para interferência de alas do governo, que resultaram no adiamento.

Em nota, Ramos afirmou que "é um direito legítimo do governo apresentar a sua pauta", acrescentando que seu relatório "será mantido nos limites já impostos pelo projeto do deputado Zé Silva", tendo 2008 como marco temporal para a comprovação da ocupação de terras e a dispensa de vistoria prévia para regularização de imóveis com até 6 módulos fiscais.

A pauta da sessão desta quarta trazia um requerimento para conferir regime de urgência ao projeto, o que permitiria a votação da proposta em seguida. Mas, logo ao iniciar a sessão, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que trabalhava pela votação na tarde de ontem, anunciou a falta de acordo para votar a urgência.

"Tinha combinado de votar duas urgências. Acho que uma das duas não tem acordo com o governo", disse, referindo-se à que trata do projeto da regularização fundiária.

O texto original sobre o tema, editado na forma de uma medida provisória, adotava 2014 como marco temporal e estabelecia a dispensa para propriedades de até 15 módulos fiscais. Os dois termos, considerados já vencidos no início da discussão, são defendidos por setores do governo nas negociações, segundo Zé Silva, autor do projeto que seria votado nesta quarta.

"O governo propõe um substitutivo com marco temporal de ocupação para 2014 e que passa a vistoria por sensoriamento remoto de 6 para 15 módulos fiscais", disse à Reuters o deputado.

Para Silva, o texto a que se chegou após muito debate é uma "síntese de teses divergentes sobre o tema". Zé Silva era o relator da MP e transformou seu parecer sobre o tema no projeto, agora a cargo de Marcelo Ramos.

De acordo com o deputado, mesmo discordando de alguns pontos, até mesmo a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) defendia a votação da proposta.

O grupo parlamentar já pressionava pela votação da então MP e chegou a enviar ofício aos presidentes da Câmara e do Senado para que dessem celeridade à tramitação da medida. O grupo parlamentar argumentou, na ocasião, que a regularização fundiária "envolve famílias brasileiras que aguardam a atuação do Congresso Nacional para continuar o cultivo da terra e a contribuição para o desenvolvimento do Brasil".

Na tarde desta quarta, o coordenador da FPA, deputado Alceu Moreira (MDB-RS), afirmou que nenhum integrante do grupo tem interesse em aprovar qualquer matéria que implique em desmatamento ilegal ou grilagem de terra.

"Eu tenho que ouvir que nós estamos protegendo grileiros. Eu me nego a votar um projeto de texto com essa compreensão. Nós não queremos proteger grileiro algum.... nós queremos é dar escritura pública e registro ao cidadão que ocupa essa terra", argumentou, da tribuna da Câmara. Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[02/06/2020] - Exportações de carne bovina batem novo recorde
[02/06/2020] - Arroba: mercado firme, porém cauteloso
[02/06/2020] - Reposição: aumentou a procura em Rondônia
[02/06/2020] - Marfrig fecha acordo e testará funcionários
[02/06/2020] - Justiça manda JBS testar funcionários
[02/06/2020] - Leite: produtor recebeu menos em maio
[02/06/2020] - Qual será o preço pago pelo leite em junho?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[02/06/2020] - Mais um dia de forte queda para o dólar
[01/06/2020] - China pára compra de produtos agrícolas dos EUA
[01/06/2020] - Produtores fazem greve contra baixo preço do leite
[01/06/2020] - Leite: produtores de MG também protestam
[01/06/2020] - Arroba: mercado firme com pouca oferta de boi
[01/06/2020] - Carne recua no atacado
[01/06/2020] - Mais uma unidade da JBS com surto de coronavírus
[01/06/2020] - Para onde vai o preço do farelo de soja?
[01/06/2020] - Milho: preços caem com colheita
[01/06/2020] - Julgamento do Funrural empata no STF
[29/05/2020] - China compra metade das exportações do Brasil
[29/05/2020] - China pode reduzir compras do Agro dos EUA
[29/05/2020] - Sem acordo, unidade da JBS continuará fechada
[29/05/2020] - Frigoríficos querem protocolo único para Covid-19
[29/05/2020] - Arroba: fim da quarentena pode puxar preço do boi
[29/05/2020] - Reposição: procura aumenta e preços sobem
[29/05/2020] - Confinamento: entidade prevê queda de 10%
[29/05/2020] - JBS: irmãos Batista tentam evitar volta à prisão
[29/05/2020] - Preço do leite caiu 5% em maio. Como ficará junho?
[29/05/2020] - PIB recua 1,5% no primeiro trimestre de 2020
[29/05/2020] - IBGE: agronegócio foi o único setor a crescer
[29/05/2020] - Dólar volta a subir com tensões EUA-China
[28/05/2020] - Unidades fechadas: pecuarista deve se preocupar?
[28/05/2020] - Arroba: frigoríficos aumentam ofertas pelo boi
[28/05/2020] - Exportações recordes sustentam o preço do boi
[28/05/2020] - Como está o mercado do leite?
[28/05/2020] - Desemprego sobe e volta ao nível de abril de 2019
[28/05/2020] - Maia adia projeto da regularização fundiária
[28/05/2020] - FPA agiliza emissão de certidão negativa de débito
[27/05/2020] - Justiça interdita unidade de bovinos da JBS
[27/05/2020] - Justiça permite que Joesley volte à JBS
[27/05/2020] - Brasil bem posicionado para exportar mais carne
[27/05/2020] - Carne já falta nos supermercados dos EUA
[27/05/2020] - Arroba: procura maior pelo boi para exportação
[27/05/2020] - Quais unidades foram habilitadas pela Tailândia?
[27/05/2020] - Pecuária evita, e não aumenta, o desmatamento
[27/05/2020] - Senado aprova prorrogação de dívidas rurais
[27/05/2020] - Doria anuncia reabertura gradual da economia em SP
[27/05/2020] - Brasil perde mais de 860 mil empregos em abril
[26/05/2020] - Exportações podem fechar maio com alta de 22,6%
[26/05/2020] - Tailândia abre mercado e pode começar a comprar
[26/05/2020] - PIB do Agro crescerá 1,3% no pior caso, diz Ipea
[26/05/2020] - É hora de repor o gado?
[26/05/2020] - Frigoríficos pagam até R$ 10 a mais pelo boi China
[26/05/2020] - Arroba: mercado vive calmaria
[26/05/2020] - Justiça manda Marfrig mudar processos em unidade
[26/05/2020] - Leite: pandemia preocupa muito os produtores
[26/05/2020] - Milho: preço firme
[26/05/2020] - Dólar amplia queda em relação ao real
[25/05/2020] - Agronegócio será o único setor a crescer em 2020

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br