Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
272,00 259,00 274,00
GO MT RJ
269,00 260,00 274,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2380,00
Garrote 18m 2850,00
Boi Magro 30m 3460,00
Bezerra 12m 2100,00
Novilha 18m 2530,00
Vaca Boiadeira 2760,00

Atualizado em: 27/11/2020 10:08

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

A demanda da China vai puxar o preço do boi?

 
 
 
Publicado em 31/03/2020

A China e os frigoríficos têm dado sinais de novos negócios de carne bovina, porém à pergunta sobre se o fluxo é sólido e pode perdurar, ou se é uma necessidade momentânea, até que os estoques estratégicos voltem próximo à normalidade, é a reposta que “quem souber vale milhões”.

À analogia do consultor Rodrigo Albuquerque, do Notícias do Front, se estende a dúvida que o mercado está vivendo.

É preciso lembrar que a epidemia da covid-19 na China amainou e algumas regiões começaram a ser liberadas, mas a aceleração da economia depende muito das exportações. E o mundo não tem dado sinais positivos, inclusive como admitiu Pequim em informe despachado pelas agências de notícias.

Chegar perto das quase 100 mil toneladas mensais que os chineses compravam do Brasil no último trimestre de 2019 já se sabe que não se repetirá, avalia Gustavo Resende Machado, da Agrifatto. Mas qual poderá ser o teto? Em que prazo?

“Isso é algo que vai precisar se confirmar. Por enquanto, as indicações são de China voltando”, diz.

Acompanhe as cotações da arroba do boi gordo e da reposição em: www.pecuaria.com.br/cotacoes.php

Mas para Albuquerque, os cenários que estão colocados podem ser aproveitados pelo mercado: “Minha função como analista não é acertar preço. É ganhar dinheiro, independente dele”.

Curto prazo nas praças

Os preços estão mais firmes com a reentrada chinesa, apesar da fragilidade do mercado interno. Os frigoríficos estão cauteloso, tanto quanto os produtores, mais ainda, de acordo com o analista da Agrifatto, que a oferta ainda não está alargada e quem tem gado pronto tem capacidade de reter pelas pastagens boas.

Não seria momento de explosão, menos de viés de queda. R$ 200,00 ou R$ 200,00 e pouco em São Paulo é a média de balcão.

As escalas estão curtas.

No Mato Grosso houve uma melhora de R$ 8,00 a @ na região de Alta Floresta, segundo Walmir Coco, presidente do Sindicato Rural. Boi a R$ 173,00 e vaca R$ 163,00, no JBS de Colider. As escalas nessa região Norte do estado vão para dia 13, uma das mais folgadas do País.

O volume disponível de gado ainda é restrito.

E na região quase de pantaneira de Aquidauana, no Mato Grosso do Sul, também houve uma melhora, com o boi a R$ 185,00, vaca a R$ 170,00 e novilha a R$ 175,00. Para Frederico Stella, produtor e diretor da Federação da Agricultura do Estado, ainda os negócios estão meio travados e a programação de abate nos grandes frigoríficos está para a semana que vem.

No Pará, em R$160,00/R$ 165,00 na semana retrasada, no Pará, não teve comprador. Semana passada tiveram que pagar de R$ 185,00 a R$ 190,00 e nesta segunda (30) o mercado “começou animado”, viu Maurício Fraga Filho, presidente da Acripará.

“Quando a situação está boa é quando os frigoríficos ligam atrás de boi”, complementa Fraga, com uma máxima tradicional do setor. Com informações do Money Times.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[27/11/2020] - Arroba: queda de R$ 5 de um dia para o outro?
[27/11/2020] - Safras: frigoríficos seguem pressionando o boi
[27/11/2020] - Restaurantes mudam foco para cortes mais baratos
[27/11/2020] - Sêmen sexado ainda é pouco usado em gado de corte
[27/11/2020] - Agro puxou alta de 3,2% no IGP-M?
[27/11/2020] - Desemprego ainda está acima de 14%
[27/11/2020] - Indústria pede urgência no acordo UE-Mercosul

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[27/11/2020] - Frigoríficos vivem dias de caos na Alemanha
[26/11/2020] - Exportações podem crescer 5,5% em 2021
[26/11/2020] - Arroba: frigoríficos seguem tentando baixar o boi
[26/11/2020] - Boi está em falta. Tem como cair mais?
[26/11/2020] - Milho: preço caiu lá fora, mas não no Brasil
[26/11/2020] - Setor de máquinas tem o melhor desempenho do ano
[26/11/2020] - Sementes misteriosas contêm pragas, segundo o MAPA
[26/11/2020] - FPA: nova lei de falências é vitória para o Agro
[26/11/2020] - Brasil supera projeção e abre quase 400 mil vagas
[25/11/2020] - Qual a perspectiva para o boi em 2021?
[25/11/2020] - Arroba: pecuarista continua recusando oferta menor
[25/11/2020] - Alta na arroba não alivia situação do pecuarista
[25/11/2020] - Frigoríficos exportadores sob pressão
[25/11/2020] - Milho: preços futuros em queda
[25/11/2020] - Leite: preço subiu menos que o custo no RS
[25/11/2020] - Frigoríficos gaúchos cobram taxa do século passado
[25/11/2020] - IPEA prevê crescimento menor do Agro
[25/11/2020] - China ameaça Brasil por tuíte de Eduardo Bolsonaro
[24/11/2020] - Frigoríficos usam domínio para derrubar o boi
[24/11/2020] - Arroba: pecuaristas não aceitam ofertas menores
[24/11/2020] - Exportações perdem força mas recorde é provável
[24/11/2020] - Frigoríficos não conseguem alongar as escalas
[24/11/2020] - Consultoria prevê que pressão sobre o boi continua
[24/11/2020] - Seca leva produtores do RS ao desespero
[24/11/2020] - Governo vai cobrar IPVA de trator?
[23/11/2020] - Arroba: analista crê em alta do boi em dezembro
[23/11/2020] - Arroba: frigoríficos fora das compras
[23/11/2020] - Carne recua no atacado
[23/11/2020] - Milho: como está o mercado no início da semana?
[23/11/2020] - Bolsonaro: conservação ambiental com prosperidade
[23/11/2020] - Como registrar gratuitamente seu trator?
[23/11/2020] - Vândalos destroem silos com soja na Argentina
[20/11/2020] - Leite: deputados pedem travas às importações
[20/11/2020] - Arroba: frigoríficos conseguem pequena folga
[20/11/2020] - Semana foi de pressão dos frigoríficos
[20/11/2020] - Analista diz que tendência para o boi não mudou
[20/11/2020] - China continuará importando carne suína por anos
[20/11/2020] - Carne suína alemã pode ser banida por mais de ano
[19/11/2020] - SEM ALTERNATIVA, PRODUTOR DE LEITE ABATE VACAS
[19/11/2020] - Arroba: pecuarista não vende a preço menor
[19/11/2020] - CEPEA confirma queda de braço no boi
[19/11/2020] - Balança comercial do Agro bate novo recorde
[19/11/2020] - Produtores artesanais de carne têm novas regras
[18/11/2020] - Arroba: pecuaristas reagem e travam venda de bois
[18/11/2020] - China defende inspeções em embalagens de carne
[18/11/2020] - CEPEA: leite pode cair até 7% em novembro
[18/11/2020] - Leite: produtores do PR também prevêem queda forte
[18/11/2020] - Produtor de leite sofre com alta nos custos
[18/11/2020] - IGP-M sobe forte, sem sinal de alívio
[18/11/2020] - Dólar cai a R$ 5,30 com otimismo global

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br