Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
191,00 177,00 188,00
GO MT RJ
181,00 175,00 181,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1790,00
Garrote 18m 2100,00
Boi Magro 30m 2610,00
Bezerra 12m 1380,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1890,00

Atualizado em: 3/6/2020 11:55

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Exportações à China voltaram a ganhar força

 
 
 
Publicado em 30/03/2020

Principal compradora de carne bovina do Brasil, a China começa a retomar importações da proteína a níveis elevados, depois de uma desaceleração ocorrida no primeiro bimestre em meio à crise do coronavírus, de acordo com integrantes do mercado consultados pela Reuters nesta sexta-feira.

“Os chineses voltaram a comprar com mais intensidade, voltaram a fazer pedidos (maiores). Os preços não são os mesmos do fim do ano passado, mas são bons preços e com esse (patamar de) câmbio ajuda muito”, disse à Reuters uma fonte de uma grande exportadora sob condição de anonimato.

Um movimento mais agressivo dos chineses no Brasil, maior exportador global de carne bovina, potencialmente deve beneficiar empresas como Marfrig, JBS e Minerva  –no caso das duas últimas companhias, elas chegaram a dar férias coletivas devido a impactos do coronavírus.

Cesar de Castro Alves, consultor de Agronegócio do Itaú BBA, concorda que houve uma melhora no ritmo de negócios entre Brasil e China recentemente, embora este movimento ainda não tenha aparecido nos últimos dados de exportação de carne.

Coronavírus começa a recuar

Até a terceira semana de março, os embarques totais da carne bovina in natura estavam, em média, 7% mais baixos na comparação com o mesmo período do ano anterior e eram 5% inferiores a fevereiro, ressaltou o Itaú BBA em levantamento.

Segundo a fonte da exportadora, a recente retomada de pedidos da China se deve aos sinais de arrefecimento do coronavírus no país e ao recuo nos níveis de estoques locais.

“O enfrentamento da peste suína africana (PSA) sugere necessidade (chinesa) de importação de 2,9 milhões de toneladas de carne bovina neste ano”, estima o Itaú BBA.

“Com a China indicando a volta à rotina, interrompida com a epidemia, a exportação de carne deverá continuar a ajudar no escoamento da produção”, informou a Scot Consultoria nesta sexta-feira em boletim.

No mercado físico, Gustavo Machado, analista da consultoria Agrifatto, disse que o prêmio pago pelo gado do “tipo China” já alcança 10 reais por arroba.

Retorno

Segundo Machado, no ano passado, este prêmio estava em 4 reais por arroba. “Desde o início de 2020, os chineses não tinham voltado a comprar com força e ficamos sem um padrão para o valor do prêmio.”

Na quinta-feira, o Indicador do Boi Gordo Cepea/B3 subiu 1,18% na variação diária e voltou a superar a marca de 200 reais por arroba, ao fechar cotado em 201,85 reais por arroba.

A volta da China com maior força ao mercado nacional é uma boa notícia, em um momento em que a economia brasileira é fragilizada pelos efeitos do coronavírus, acrescentou o analista da Agriffato.

“Com o coronavírus impactando poder de compra por aqui, a participação da China fica ainda mais importante.”

Risco econômico

O consultor do Itaú BBA pondera que o mercado chinês não terá a mesma força esperada antes do aparecimento do coronavírus, mas ainda assim é um grande comprador no Brasil, e precisa de proteína para lidar ainda com a redução da oferta de carne suína, em função do impacto nos plantéis da peste suína africana.

“Chama atenção a piora dos números previstos para o PIB chinês após o coronavírus, que no Itaú BBA foram revistos de 5,3% para 3,3%.”

A Scot Consultoria, por sua vez, aposta no retorno à normalidade da China e demais compradores da proteína brasileira, “conforme o controle da doença prevaleça”.

A fonte da exportadora, na mesma linha da Scot, acredita que a revisão negativa no PIB chinês pode prejudicar as importações de outras commodities, como petróleo e minério de ferro, mas a compra de alimentos não seria afetada devido à necessidade de segurança alimentar.  Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[03/06/2020] - Pecuarista poderia estar recebendo mais pelo boi
[03/06/2020] - Arroba do boi chega a valer até R$ 205 em SP
[03/06/2020] - Frigoríficos de Goiás aumentam oferta pelo boi
[03/06/2020] - MP diz que JBS demitiu indígenas em massa
[03/06/2020] - Frigoríficos concentram casos de Covid no RS
[03/06/2020] - Dólar tem nova queda e se aproxima dos R$ 5
[03/06/2020] - Queda da indústria não chega à área de alimentos

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[02/06/2020] - Exportações de carne bovina batem novo recorde
[02/06/2020] - Arroba: mercado firme, porém cauteloso
[02/06/2020] - Reposição: aumentou a procura em Rondônia
[02/06/2020] - Marfrig fecha acordo e testará funcionários
[02/06/2020] - Justiça manda JBS testar funcionários
[02/06/2020] - Leite: produtor recebeu menos em maio
[02/06/2020] - Qual será o preço pago pelo leite em junho?
[02/06/2020] - Mais um dia de forte queda para o dólar
[01/06/2020] - China pára compra de produtos agrícolas dos EUA
[01/06/2020] - Produtores fazem greve contra baixo preço do leite
[01/06/2020] - Leite: produtores de MG também protestam
[01/06/2020] - Arroba: mercado firme com pouca oferta de boi
[01/06/2020] - Carne recua no atacado
[01/06/2020] - Mais uma unidade da JBS com surto de coronavírus
[01/06/2020] - Para onde vai o preço do farelo de soja?
[01/06/2020] - Milho: preços caem com colheita
[01/06/2020] - Julgamento do Funrural empata no STF
[29/05/2020] - China compra metade das exportações do Brasil
[29/05/2020] - China pode reduzir compras do Agro dos EUA
[29/05/2020] - Sem acordo, unidade da JBS continuará fechada
[29/05/2020] - Frigoríficos querem protocolo único para Covid-19
[29/05/2020] - Arroba: fim da quarentena pode puxar preço do boi
[29/05/2020] - Reposição: procura aumenta e preços sobem
[29/05/2020] - Confinamento: entidade prevê queda de 10%
[29/05/2020] - JBS: irmãos Batista tentam evitar volta à prisão
[29/05/2020] - Preço do leite caiu 5% em maio. Como ficará junho?
[29/05/2020] - PIB recua 1,5% no primeiro trimestre de 2020
[29/05/2020] - IBGE: agronegócio foi o único setor a crescer
[29/05/2020] - Dólar volta a subir com tensões EUA-China
[28/05/2020] - Unidades fechadas: pecuarista deve se preocupar?
[28/05/2020] - Arroba: frigoríficos aumentam ofertas pelo boi
[28/05/2020] - Exportações recordes sustentam o preço do boi
[28/05/2020] - Como está o mercado do leite?
[28/05/2020] - Desemprego sobe e volta ao nível de abril de 2019
[28/05/2020] - Maia adia projeto da regularização fundiária
[28/05/2020] - FPA agiliza emissão de certidão negativa de débito
[27/05/2020] - Justiça interdita unidade de bovinos da JBS
[27/05/2020] - Justiça permite que Joesley volte à JBS
[27/05/2020] - Brasil bem posicionado para exportar mais carne
[27/05/2020] - Carne já falta nos supermercados dos EUA
[27/05/2020] - Arroba: procura maior pelo boi para exportação
[27/05/2020] - Quais unidades foram habilitadas pela Tailândia?
[27/05/2020] - Pecuária evita, e não aumenta, o desmatamento
[27/05/2020] - Senado aprova prorrogação de dívidas rurais
[27/05/2020] - Doria anuncia reabertura gradual da economia em SP
[27/05/2020] - Brasil perde mais de 860 mil empregos em abril
[26/05/2020] - Exportações podem fechar maio com alta de 22,6%
[26/05/2020] - Tailândia abre mercado e pode começar a comprar
[26/05/2020] - PIB do Agro crescerá 1,3% no pior caso, diz Ipea
[26/05/2020] - É hora de repor o gado?

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br