Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
197,00 176,00 188,00
GO MT RJ
181,00 181,00 181,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1870,00
Garrote 18m 2100,00
Boi Magro 30m 2700,00
Bezerra 12m 1270,00
Novilha 18m 1580,00
Vaca Boiadeira 1860,00

Atualizado em: 6/4/2020 10:02

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China: Vírus atrasa compras de produtos agrícolas

 
 
 
Publicado em 21/02/2020

O surto de coronavírus que se espalha pela China tem atrasado as compras de produtos agrícolas dos Estados Unidos. Mas o maior importador de alimentos do mundo está preparado para cumprir as promessas do acordo comercial, segundo o Departamento de Agricultura dos EUA.

O coronavírus, que já matou mais de 2 mil pessoas, afetou a operação de portos chineses, o que atrasou as promessas de compras sob o acordo de primeira fase, disse Steve Censky, vice-secretário do USDA, em entrevista em Arlington, Virgínia. Ainda assim, o governo chinês não pediu permissão para recorrer à cláusula que permite adiar ou reduzir compromissos.

A China concordou em aumentar as compras de commodities agrícolas dos EUA em US$ 12,5 bilhões este ano em relação aos níveis de 2017, o que elevaria o total para US$ 36,5 bilhões. Mas a propagação do vírus atingiu a demanda por vários produtos, como carne, cobre e petróleo, e alimentou a expectativa de que o país não cumprirá as promessas.

“Esperávamos ver uma recuperação mais rápida do que vimos, mas é claro que o coronavírus causa algum impacto”, disse Censky em entrevista durante o Outlook Forum do USDA, na quinta-feira.

“O que sabemos, observando o que tem acontecido em alguns portos, é que eles enfrentam falta de espaço para congelamento, falta de trabalhadores nos portos para fazer o descarregamento e, por isso, vemos um atraso.”

Congestionamento de contêineres

Milhares de contêineres com carne de porco, de frango e bovina congeladas se acumulam em alguns dos maiores portos chineses, por causa de bloqueios no transporte e falta de funcionários, como em Tianjin, Xangai e Ningbo.

Não há motoristas de caminhão suficientes para coletar os contêineres devido às restrições de viagens, e os portos também começam a ficar sem pontos de eletricidade para congelar os contêineres. Alguns navios foram instruídos a redirecionar para outros destinos na China continental e Hong Kong.

A China tem “todo incentivo” para cumprir as metas descritas no acordo e, embora a demanda possa ser atingida no curto prazo porque as pessoas estão em casa, o país ainda precisará comprar alimentos, disse Censky.

Os EUA podem impor tarifas à China se o governo não cumprir as promessas, disse o secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, na quinta-feira.

“Eles assinaram um acordo, sabem que é aplicável”, disse Censky. “Dada a economia e tudo o mais, não querem se complicar ao guerrear com os EUA sobre tarifas.”

Censky disse que não espera que a China acione uma cláusula no acordo que permitiria ao país reduzir as compras. Embora o USDA não consiga prever o desenrolar do surto de coronavírus, ele espera que as compras aumentem no segundo trimestre, afirmou.

“A demanda por alimentos é inelástica, as pessoas ainda precisam comer”, disse. “Essa demanda existe, talvez tenha desviado um pouco, pois as pessoas não saem, não vão a restaurantes, não vão ao supermercado com tanta frequência, talvez tenha havido um pouco de desaceleração, mas esperamos uma retomada.”

“Nossa esperança é que em abril, maio, o vírus estará sob controle e realmente veremos um aumento”, afirmou. Com informações do Money Times.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[03/04/2020] - Arroba: frigoríficos acham boi e seguram compras
[03/04/2020] - O boi vai cair mesmo em abril?
[03/04/2020] - Exportações de carne bovina bateram recorde
[03/04/2020] - JBS anuncia a contratação de 3 mil funcionários
[03/04/2020] - Milho passa de R$ 60 a saca
[03/04/2020] - China importa suínos por avião
[03/04/2020] - Bolsonaro pode determinar volta ao trabalho

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[02/04/2020] - Exportações de carne cresceram com força em março
[02/04/2020] - Alta do boi vai continuar?
[02/04/2020] - Mercado do boi está instável
[02/04/2020] - Custo de produção do leite continua subindo
[02/04/2020] - MAPA diz que abastecimento está tranquilo
[02/04/2020] - Bolsonaro quer reunião para retorno às atividades
[02/04/2020] - Dólar perde força após atuação do BC
[02/04/2020] - MP corta contribuição de produtores ao Senar
[01/04/2020] - Governo estuda pacote bilionário para o agro
[01/04/2020] - Arroba: compras da China trazem firmeza ao mercado
[01/04/2020] - Abates tiveram forte queda em março
[01/04/2020] - Boi magro dispara no Paraná
[01/04/2020] - Supermercados e indústrias travam guerra por preço
[01/04/2020] - Leite: MAPA muda normas para beneficiar pequenos
[01/04/2020] - MAPA vai monitorar abastecimento no País
[01/04/2020] - Aftosa: parte de MT interromperá vacinação
[01/04/2020] - Governo argentino quer intervir no preço da carne
[31/03/2020] - Brasil faz a maior exportação de bois da história
[31/03/2020] - Arroba: preço do boi está subindo
[31/03/2020] - Já tem frigorífico pagando R$ 205 pela arroba
[31/03/2020] - A demanda da China vai puxar o preço do boi?
[31/03/2020] - China: habilitação de novas unidades travou
[31/03/2020] - A quarentena afetou o preço da carne bovina?
[31/03/2020] - Leite: preço ao produtor subiu
[31/03/2020] - Supermercados se queixam de forte alta do leite
[31/03/2020] - Consumo de queijo desaba com coronavírus
[31/03/2020] - Milho sobe quase 4% em Mato Grosso
[31/03/2020] - Dólar volta a bater os R$ 5,20
[31/03/2020] - Como prevenir o coronavirus em propriedades rurais
[31/03/2020] - PGR pede liberação das estradas
[30/03/2020] - Exportações à China voltaram a ganhar força
[30/03/2020] - Arroba: pressão dos frigoríficos não funcionou
[30/03/2020] - Carne: consumidor muda e mercado tenta se adaptar
[30/03/2020] - Milho: vendedores esperam que preços subam mais
[30/03/2020] - Atacado puxa para cima índice de inflação
[30/03/2020] - Dólar abre a semana em alta
[30/03/2020] - MS não adiará vacinação contra a aftosa
[27/03/2020] - China voltou a comprar e frigoríficos sobem oferta
[27/03/2020] - Arroba volta ao patamar de R$ 200
[27/03/2020] - Mercado de reposição segue travado
[27/03/2020] - Polpa cítrica subiu com força no último ano
[27/03/2020] - MAPA define serviços essenciais para o setor
[27/03/2020] - MAPA pede apoio para garantir abastecimento
[27/03/2020] - Abrafrigo: mercado não aguenta mais 10 dias
[27/03/2020] - Cidade fecha comércio mesmo sem casos do vírus
[27/03/2020] - Funai anula demarcação de terras no Paraná
[27/03/2020] - MAPA adia prazo para comprovar vacinação
[26/03/2020] - Arroba: frigoríficos já pagam até R$ 6 a mais
[26/03/2020] - Preço da carne não cedeu no atacado
[26/03/2020] - JBS: compras da China voltaram com força

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br