Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
191,00 176,00 187,00
GO MT RJ
179,00 171,00 179,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1790,00
Garrote 18m 2100,00
Boi Magro 30m 2610,00
Bezerra 12m 1380,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1890,00

Atualizado em: 29/5/2020 10:38

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Mercado futuro já sinaliza arroba a R$ 170

 
 
 
Publicado em 16/10/2019

Nesta terça-feira (15), o fechamento do mercado futuro do boi gordo registrou valorizações nos principais contratos na Bolsa Brasileira (B3). O contrato Outubro/19 encerrou o dia com uma alta de 0,58%, cotado a R$ 163,85/@. No caso do vencimento Novembro/19, a valorização foi de 0,63% e está precificado a R$ 168,35/@. Já o dezembro/19, a alta foi de 0,65% e a arroba está em torno de R$ 171,50/@.

O pecuarista da região de Cascavel/PR, Erni Erico Bublitz, informou em entrevista ao Notícias Agrícolas que a arroba está cotada a R$ 155,00/@ a R$ 158,00/@. “Nós últimos quinze dias, as referências tiveram um aumento significativo que pode ter sido motivada pela a suspensão da vacinação da febre aftosa e também do poder aquisitivo do consumidor”, conta Bublitz.

As notícias sobre o forte encurtamento dos estoques globais de proteínas animais mantém fortalecidos os contratos futuros para 2020, mas o alto grau de incertezas devido à falta de precedentes para a situação faz com que a liquidez siga limitada, informou a Agrifatto em seu boletim diário.

Acompanhe as cotações da arroba do boi gordo e da reposição em: www.pecuaria.com.br/cotacoes.php

Segundo a análise de mercado Scot Consultoria, as escalas dos frigoríficos paulistas atendem, em média, seis dias, mas existem indústrias que saíram das compras por estarem com programações cheias até o final deste mês. “As ofertas de preços maiores não devem ser disseminadas, e, provavelmente, virão das indústrias com escalas menores, principalmente daquelas que têm bois escalados somente por três dias”, apontou a consultoria.

A Informa Economics FNP ressaltou que em diversas praças, as plantas frigoríficas não estão abatendo o máximo de animais que a estrutura produtiva suporta, a fim de evitar maiores altas nos preços da arroba e gerar uma inflação no mercado doméstico, que não tem uma demanda tão aquecida quanto o mercado externo.

A XP Investimentos destacou em seu acompanhamento de mercado que as recentes valorizações da carne em nível de atacado e varejo chamaram a atenção dos agentes. “O início do mês, período em que a demanda interna melhora, serviu para enxugar ainda mais os estoques das indústrias, que já vinham trabalhando com fortes volumes para exportação”, afirmou a consultoria.

Exportações

A Radar Investimentos apontou que as informações de exportações de carne bovina in natura vieram em linha com as expectativas de mercado. “Caso este ritmo persista, o volume embarcado neste mês deve ser recorde. Isto mantém a carne no mercado interno enxuta e também colabora com o apetite da indústria, principalmente daquelas que acessam o mercado asiático”, destacou.

Nesta segunda-feira (14), a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) divulgou os volumes embarcados de carne bovina in natura até a segunda semana de outubro, na qual já foram vendidas 73,86 mil toneladas em 9 dias úteis. Até o final do mês, as projeções indicam que o total embarcado será entre 176,1 mil a 188,76 mil toneladas, caso se confirme será o maior volume exportado pelo o Brasil.   Com informações do Notícias Agrícolas.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[29/05/2020] - China compra metade das exportações do Brasil
[29/05/2020] - China pode reduzir compras do Agro dos EUA
[29/05/2020] - Sem acordo, unidade da JBS continuará fechada
[29/05/2020] - Frigoríficos querem protocolo único para Covid-19
[29/05/2020] - Arroba: fim da quarentena pode puxar preço do boi
[29/05/2020] - Reposição: procura aumenta e preços sobem
[29/05/2020] - Confinamento: entidade prevê queda de 10%

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[29/05/2020] - JBS: irmãos Batista tentam evitar volta à prisão
[29/05/2020] - Preço do leite caiu 5% em maio. Como ficará junho?
[29/05/2020] - PIB recua 1,5% no primeiro trimestre de 2020
[29/05/2020] - IBGE: agronegócio foi o único setor a crescer
[29/05/2020] - Dólar volta a subir com tensões EUA-China
[28/05/2020] - Unidades fechadas: pecuarista deve se preocupar?
[28/05/2020] - Arroba: frigoríficos aumentam ofertas pelo boi
[28/05/2020] - Exportações recordes sustentam o preço do boi
[28/05/2020] - Como está o mercado do leite?
[28/05/2020] - Desemprego sobe e volta ao nível de abril de 2019
[28/05/2020] - Maia adia projeto da regularização fundiária
[28/05/2020] - FPA agiliza emissão de certidão negativa de débito
[27/05/2020] - Justiça interdita unidade de bovinos da JBS
[27/05/2020] - Justiça permite que Joesley volte à JBS
[27/05/2020] - Brasil bem posicionado para exportar mais carne
[27/05/2020] - Carne já falta nos supermercados dos EUA
[27/05/2020] - Arroba: procura maior pelo boi para exportação
[27/05/2020] - Quais unidades foram habilitadas pela Tailândia?
[27/05/2020] - Pecuária evita, e não aumenta, o desmatamento
[27/05/2020] - Senado aprova prorrogação de dívidas rurais
[27/05/2020] - Doria anuncia reabertura gradual da economia em SP
[27/05/2020] - Brasil perde mais de 860 mil empregos em abril
[26/05/2020] - Exportações podem fechar maio com alta de 22,6%
[26/05/2020] - Tailândia abre mercado e pode começar a comprar
[26/05/2020] - PIB do Agro crescerá 1,3% no pior caso, diz Ipea
[26/05/2020] - É hora de repor o gado?
[26/05/2020] - Frigoríficos pagam até R$ 10 a mais pelo boi China
[26/05/2020] - Arroba: mercado vive calmaria
[26/05/2020] - Justiça manda Marfrig mudar processos em unidade
[26/05/2020] - Leite: pandemia preocupa muito os produtores
[26/05/2020] - Milho: preço firme
[26/05/2020] - Dólar amplia queda em relação ao real
[25/05/2020] - Agronegócio será o único setor a crescer em 2020
[25/05/2020] - China: importações de carne bovina cresceram 28%
[25/05/2020] - Produção de carne caiu com força nos EUA
[25/05/2020] - Preço da carne continuará alto
[25/05/2020] - Atacado da carne segue firme
[25/05/2020] - Arroba: mercado prevê oferta curta na entressafra
[25/05/2020] - Marfrig: 25 funcionários afastados em Mato Grosso
[25/05/2020] - Carne contaminada transmite o coronavírus?
[25/05/2020] - Segurança em frigoríficos ficará melhor
[25/05/2020] - ACNB diz que Expoinel 2020 está mantida
[25/05/2020] - Relação de troca do boi com milho segue ruim
[25/05/2020] - Dólar tem nova queda forte
[22/05/2020] - Carne brasileira começa a chegar aos EUA
[22/05/2020] - EUA: estoques de carne caíram
[22/05/2020] - China vai aumentar a importação de carne
[22/05/2020] - PIB da Pecuária bateu R$ 600 bi em 2019
[22/05/2020] - Arroba: como ficará o boi com o fim da safra?
[22/05/2020] - Preço da carne tem leve queda no varejo

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br