Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
190,00 173,00 188,00
GO MT RJ
179,00 171,00 179,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1790,00
Garrote 18m 2100,00
Boi Magro 30m 2610,00
Bezerra 12m 1320,00
Novilha 18m 1610,00
Vaca Boiadeira 1860,00

Atualizado em: 26/5/2020 11:27

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Evento discute problema de segurança no campo

 
 
 
Publicado em 03/10/2019

O 2º Painel sobre Segurança Rural promovido pela CNA começou na quarta (2). O evento reuniu especialistas das Polícias Militares de 14 estados e do Distrito Federal, que apresentaram ações voltadas ao policiamento rural e trocaram experiências estaduais, além de discutirem a criação de uma rede de contatos entre as corporações.

O painel pretende fomentar políticas de governo em segurança pública e disseminar as práticas bem-sucedidas, como em Goiás, que criou em 2017 o patrulhamento rural georreferenciado e o Centro de Comando e Controle Rural, iniciativas pioneiras no País.

"Abrimos o leque da segurança pública no campo. Hoje protegemos não só o produtor rural, mas a economia do estado. Onde o programa é implementado já reduzimos em 60% o índice de roubos e furtos. A gente tem o envolvimento massivo dos produtores, uma rede de segurança muito forte e os resultados são significativos. Nosso desafio é ampliá-lo para todo o estado o quanto antes", afirmou o tenente-coronel Daniel Moreira Galvão, da Polícia Militar de Goiás.

Em Rondônia, o programa de patrulhamento rural foi construído com base no modelo de Goiás, mas adaptado à realidade local, destacou o major Robson Brancalhão, do 7º Batalhão da PM. Segundo ele, devido à extensão territorial, há dificuldades para fazer o policiamento no campo. No entanto, a corporação tem conseguido superar os problemas com ajuda dos produtores rurais.

“Contornamos as dificuldades por meio das parcerias com as associações de produtores e pecuaristas, que auxiliam na aquisição de telefones via satélite e rádio e na criação de grupos de WhatsApp com os produtores para que possamos identificar e reprimir a criminalidade. Uma reunião como essa é interessante porque é um amadurecimento no sentido de entender que o crime não tem fronteiras e essa articulação é fundamental.”

O capitão da Polícia Militar do Distrito Federal, Rafael Cunha, destacou a importância da proximidade com a comunidade rural para o trabalho que a corporação realiza desde maio do ano passado com o programa Guardião Rural.

"De uma forma sistematizada e organizada, o programa está trazendo excelentes resultados desde sua criação. Nosso programa é muito recente, mas já atingimos resultados significativos com 57% de redução nos índices de criminalidade. Alcançamos mais de 180 propriedades cadastradas e utilizamos o WhatsApp para contato direto."

A CNA desenvolve diversas ações para auxiliar o poder público na criação de políticas publicas de segurança no meio rural, como o Observatório da Criminalidade no Campo, que realizou um levantamento de dados sobre o tema e promoveu uma pesquisa piloto sobre vitimização rural com 141 produtores rurais do DF.

Segundo a pesquisa, quase 2/3 dos produtores entrevistados já foram vítimas de algum crime. A intenção da CNA é fazer esse levantamento periodicamente e ampliar a pesquisa para todos os estados do País. Com informações da CNA.

Na quinta (3), os debates continuam com as apresentações da Polícia Militar e os encaminhamentos do painel com as propostas de trabalho para avançar no tema.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[25/05/2020] - Agronegócio será o único setor a crescer em 2020
[25/05/2020] - China: importações de carne bovina cresceram 28%
[25/05/2020] - Produção de carne caiu com força nos EUA
[25/05/2020] - Preço da carne continuará alto
[25/05/2020] - Atacado da carne segue firme
[25/05/2020] - Arroba: mercado prevê oferta curta na entressafra
[25/05/2020] - Marfrig: 25 funcionários afastados em Mato Grosso

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[25/05/2020] - Carne contaminada transmite o coronavírus?
[25/05/2020] - Segurança em frigoríficos ficará melhor
[25/05/2020] - ACNB diz que Expoinel 2020 está mantida
[25/05/2020] - Relação de troca do boi com milho segue ruim
[25/05/2020] - Dólar tem nova queda forte
[22/05/2020] - Carne brasileira começa a chegar aos EUA
[22/05/2020] - EUA: estoques de carne caíram
[22/05/2020] - China vai aumentar a importação de carne
[22/05/2020] - PIB da Pecuária bateu R$ 600 bi em 2019
[22/05/2020] - Arroba: como ficará o boi com o fim da safra?
[22/05/2020] - Preço da carne tem leve queda no varejo
[22/05/2020] - Marfrig e Minerva registram casos de Covid-19
[22/05/2020] - Decreto deve evitar fechamento de frigoríficos
[22/05/2020] - Minerva cria fundo para apoiar o varejo
[21/05/2020] - Arroba: nem oferta maior derruba o boi
[21/05/2020] - CEPEA: preço do boi segue firme
[21/05/2020] - CNA: exportações do agro cresceram quase 6%
[21/05/2020] - Dólar cai mais de 1% após BC sinalizar intervenção
[21/05/2020] - JBS reabre unidade no RS
[21/05/2020] - Votação da regularização fundiária é adiada
[20/05/2020] - Frigoríficos aumentam as contratações em MS
[20/05/2020] - Recuperação dos frigoríficos dos EUA deve demorar
[20/05/2020] - Arroba: preços firmes para o boi
[20/05/2020] - Confinamento deve cair 16% em Mato Grosso
[20/05/2020] - Leite: alta do dólar reduz importações
[20/05/2020] - MT: comunicação de vacina pode ser feita por e-mai
[20/05/2020] - Doria promete afrouxar quarentena em junho
[19/05/2020] - Como estão as exportações de carne em maio?
[19/05/2020] - Marfrig: prejuízo com dólar apaga recorde
[19/05/2020] - Marfrig: Brasil tem clientes melhores que os EUA
[19/05/2020] - Arroba: consumo interno não empolga
[19/05/2020] - Boi: já tem frigorífico comprando para junho
[19/05/2020] - Preço do bezerro disparou em Mato Grosso
[19/05/2020] - Unidade da Marfrig tem 14 casos de Covid-19
[19/05/2020] - JBS obtém liminar para retomada de unidade no RS
[19/05/2020] - JBS vai à Justiça para reabrir unidade em SC
[19/05/2020] - Justiça condena responsáveis por leite adulterado
[19/05/2020] - Dólar tem a maior queda desde 29 de abril
[19/05/2020] - Agro responde por 80% das exportações do Paraná
[19/05/2020] - Câmara de SP aprova mega feriadão municipal
[19/05/2020] - China pode ampliar retaliação contra a Austrália
[18/05/2020] - Exportações do Agro batem recorde em abril
[18/05/2020] - Arroba: mercado movimentado na última sexta
[18/05/2020] - Reposição: mais uma semana devagar
[18/05/2020] - Unidade da JBS em SC também é interditada
[18/05/2020] - Milho: mercado sobe, de olho no clima
[18/05/2020] - Aftosa: retirada da vacina pode atrasar
[15/05/2020] - Preço do boi pode explodir em julho
[15/05/2020] - JBS tem prejuízo bilionário com a alta do dólar
[15/05/2020] - Embargo chinês já atinge frigoríficos da Austrália

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br