Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
 
 
 
 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Quadrilha de roubo de gado age em Campo Grande
 
 
Publicado em 28/11/2007
Utilizando até cinco caminhões e peões a cavalo, quadrilha especializada em furto de gado vem atacando propriedades rurais em Campo Grande e municípios vizinhos. A forma de agir dos bandidos demonstra que eles contam com apoio de abatedouros clandestinos.

Na quinta-feira da semana passada, por exemplo, quadrilha utilizou dois caminhões e peões a cavalo para atacar a Fazenda Coração de Jesus, situada na saída para São Paulo. Os criminosos chegaram por volta das 21h, arrombando duas porteiras. Eles conseguiram levar 37 cabeças, avaliadas em aproximadamente R$ 37 mil.

O pecuarista Luiz Carlos Pereira, 34 anos, reclama que há necessidade de o Governo do Estado investigar os abatedouros clandestinos que existem na Capital, pois caso contrário será difícil descobrir quem está por trás destes criminosos. "O Estado depende da pecuária. Precisamos de mais segurança. Por meio do sindicato, pretendemos nos reunir com o secretário de Segurança, colocar esse problema", informou. Ele lembra que o Estado chegou a contar com uma delegacia especializada em roubo de gado nos ano 90 e isso conseguiu inibir a ação dos criminosos.

Em setembro, a quadrilha roubou 42 cabeças de gado da Fazenda Três Irmãos, situada na BR-163, a 12 quilômetros do Distrito de Anhanduí, pertencente a Orlando Chweszczuk, 63 anos. De acordo com seu depoimento na delegacia, vizinhos viram um cavaleiro levando o seu gado.

Outra vítima foi José Antonio Martins Ribeiro, 47 anos, proprietário da Chácara Novo Horizonte, localizada na saída para São Paulo. Os criminosos cortaram a cerca de sua propriedade e roubaram várias cabeças de gado, cuja quantia não foi especificada.

Camapuã

Em Camapuã, uma das vítimas foi o pecuarista Celso Pess Junior. Sua propriedade foi atacada em julho deste ano. Na oportunidade, os criminosos chegaram com cinco caminhões e cavalos, furtando 93 cabeças de gado, representando um prejuízo de R$ 85 mil. "Minha propriedade fica a 150 metros da rodovia. Acredito que os criminosos têm conhecimento da pecuária e agem com a certeza que vão conseguir abater o gado rapidamente.

Na região de Camapuã, em maio deste ano, os criminosos também atacaram a propriedade rural arrendada pela Agropecuária São Miguel da Catequese. Segundo o empresário João Luis Mella, os criminosos roubaram 60 animais. Ele não soube precisar se a ação foi de dia ou à noite, tendo em vista que o furto foi praticado em época de feriado, a propriedade fica situada à beira de rodovia e não havia ninguém no local.

"São todos gados prontos para o abate. Isso demonstra que eles realizam uma sondagem antes de praticar o crime", lembra o pecuarista Celso Pess. Não bastasse o prejuízo com o furto de seus animais, o produtor foi surpreendido com a cobrança por parte do Governo de R$ 2,3 mil referente à cobrança do ICMS dos animais que foram levados pelos criminosos. "Isso é um absurdo. Não vou pagar. Quero que eles descubram quem roubou meu gado", protesta. Com informações do Correio do Estado/MS.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir


   Leia também:
 
[25/07/2014] - Demanda fraca prejudica arroba do boi
[25/07/2014] - Entidade pede mudança na lei da tuberculose
[25/07/2014] - MPF e Abiec assinam acordo por sustentabilidade
[25/07/2014] - Farelo e caroço de algodão mais baratos
[24/07/2014] - Pressão de baixa no boi é maior em São Paulo
[24/07/2014] - CEPEA: com confinamento, frigoríficos pressionam
[24/07/2014] - Economia piora e pressiona frigoríficos

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[24/07/2014] - Pecuária cresce 15,6% e puxa PIB do agro
[24/07/2014] - Multinacionais de lácteos de olho no Brasil
[24/07/2014] - Entidade pede Zona de Alta Vigilância para aftosa
[24/07/2014] - Reação à vacina: prejuízo para o pecuarista
[24/07/2014] - Como combater lagartas nas pastagens?
[24/07/2014] - Governo publica regras para o ITR 2014
[23/07/2014] - Confinamento começa a afetar preço da arroba
[23/07/2014] - Após bater recorde, preço do bezerro cai
[23/07/2014] - Imea: economia pode prejudicar demanda por carne
[23/07/2014] - Pecuarista já se prepara para a estação de monta
[23/07/2014] - Polpa cítrica em falta
[23/07/2014] - Foco de estomatite já traz prejuízos no MT
[22/07/2014] - Acordo com EUA poderá prejudicar carne do Brasil
[22/07/2014] - Pressão e lentidão no mercado do boi
[22/07/2014] - Indea confirma estomatite e descarta aftosa no MT
[22/07/2014] - O boi em xeque
[22/07/2014] - Governo destina R$ 25 mi à qualidade do leite
[22/07/2014] - Escândalo da carne se espalha na China
[21/07/2014] - Exportações aos países árabes crescem 18,4%
[21/07/2014] - Situação econômica já afeta vendas de carne
[21/07/2014] - Oferta de boi encurta, escalas ainda confortáveis
[21/07/2014] - Reposição: fêmeas têm queda de preço
[21/07/2014] - No Triângulo Mineiro, o problema é a seca
[21/07/2014] - Cheias destroem pastos e lavouras no RS
[21/07/2014] - Superavit do agro continua em alta: US$ 8,4 bi
[21/07/2014] - Venda de adubo bate recorde
[21/07/2014] - CAR avança, mas ainda tem problemas
[21/07/2014] - Fazendas sofrem com falta de mão-de-obra
[18/07/2014] - China derruba embargo à carne brasileira
[18/07/2014] - Brasil espera vender R$ 1 bi de carne à China
[18/07/2014] - ABIEC: abertura chinesa é estratégica
[18/07/2014] - Economia afeta consumo e segura a arroba
[18/07/2014] - Milho abaixo de R$ 10 a saca
[17/07/2014] - Pressão de baixa sobre a arroba não é generalizada
[17/07/2014] - CEPEA: arroba cai, custos em alta
[17/07/2014] - Embargos derrubam exportações do Mato Grosso
[17/07/2014] - Reposição está até 26% mais cara no MT
[17/07/2014] - Alta das carnes ajuda a reduzir deflação
[17/07/2014] - Produtores denunciam abates clandestinos de índios
[17/07/2014] - Lácteos Brasil pode se tornar venezuelana?
[16/07/2014] - Mercado do boi continua devagar
[16/07/2014] - Reposição: só bezerro caiu no MS
[16/07/2014] - Laboratório tenta relançar promotor polêmico
[16/07/2014] - BNDES: quebra do Independência foi surpresa
[16/07/2014] - LBR pode arrecadar R$ 740 mi com ativos
[15/07/2014] - Exportações de carne: alta forte e novos recordes
[15/07/2014] - Frigoríficos mantém pressão de baixa
[15/07/2014] - Vendas de carne melhoram
[15/07/2014] - China dificulta compras de produtos elaborados
[15/07/2014] - Lei contra a tuberculose já vale no Mato Grosso

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br