Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
163,00 153,00 158,00
GO MT RJ
148,00 147,00 156,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1540,00
Garrote 18m 1850,00
Boi Magro 30m 2160,00
Bezerra 12m 1200,00
Novilha 18m 1410,00
Vaca Boiadeira 1540,00

Atualizado em: 23/10/2019 10:13

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Pagamento de propinas era comum

 
 
 
Publicado em 02/10/2019

O pagamento de propina a fiscais agropecuários não era uma exclusividade da BRF. No passado recente, JBS e Minerva Foods também admitiram a prática ilegal.

Oficialmente, a JBS foi a primeira a admitir o pagamento de mesada a fiscais. A confissão ocorreu no âmbito da delação premiada de Wesley Batista, fechada em maio de 2017. Na ocasião, o empresário disse que os pagamentos mensais variavam entre R$ 1 mil e R$ 20 mil. Em um dos anexos de sua delação, ele afirmou que os pagamentos constituiam uma “prática corrente” do setor frigorífico brasileiro.

Poucos meses depois, em agosto de 2017, veio à tona o caso da Minerva. Em depoimento espontâneo à Polícia Federal, o empresário Edvair Vilela de Queiroz - membro da família que controla a Minerva - admitiu o pagamento de mesadas de R$ 1 mil a R$ 8 mil em Tocantins.

Em entrevista concedida ontem, em Curitiba, o delegado responsável pela Operação Carne Fraca, Mauricio Moscardi, tratou o pagamento de propinas pela BRF como uma “cultura antiga”.

“Até antes da fusão entre Sadia e Perdigão havia pagamento de fiscais para facilitar a atividade da empresa”, afirmou o delegado. A BRF foi criada em 2009, fruto da incorporação da Sadia pela Perdigão. A empresa é a maior produtora de carnes de frango e suína do país.

No entender do investigador, os pagamentos de propinas a fiscais eram uma política da companhia que contava com o aval do “alto escalão” das antigas gestões.

O Valor procurou ex-presidentes da BRF Pedro Faria e José Antônio Fay para comentar as declarações do delegado, mas eles não responderam. Nildemar Secches, ex-presidente da Perdigão, e Luiz Fernando Furlan, membro do conselho de administração da BRF e ex-presidente do conselho de administração da Sadia, também não comentaram.

Também procurada pela reportagem, a JBS não comentou. A Minerva informou ontem que o caso não gerou “indiciamento ou denúncia” contra a empresa, diretores ou membros do conselho. “A Minerva reafirma o seu compromisso em observar as melhores práticas de governança corporativa, bem como zelar pelo fiel cumprimento da legislação e do manual de ética da companhia”.

À reportagem, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou que a quarta fase da Operação Carne Fraca, deflagrada ontem, é um “resquício do passado”.

Apesar disso, o afastamento dos 31 auditores fiscais agropecuários que teriam recebido vantagens indevidas da BRF podem causar problemas operacionais ao Ministério da Agricultura. “Vamos ter dificuldade na reposição [dos fiscais]. Mas cumpriremos de imediato a decisão judicial”, reconheceu o secretário de Defesa Agropecuária do ministério, José Guilherme Leal. 

A área de defesa agropecuária sofre há anos com o déficit de funcionários. Atualmente, há 2,5 mil fiscais federais no país. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[23/10/2019] - Alta do boi deve continuar
[23/10/2019] - Exportações e entressafra estão puxando a arroba
[23/10/2019] - Arroba do boi continua em alta
[23/10/2019] - Carne sobe e reforça otimismo com o boi
[23/10/2019] - Quais negócios Bolsonaro planeja fechar na China?
[23/10/2019] - Polícia fecha frigorífico clandestino em fazenda
[23/10/2019] - CPI aprova relatório sem PT mas com JBS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/10/2019] - Chineses compram frigorífico na Argentina
[22/10/2019] - Frigorífico é salvo por exportações à China
[22/10/2019] - Investidores otimistas com frigoríficos
[22/10/2019] - Exportações de carne caem, mas projetam recorde
[22/10/2019] - Carne sobe forte no atacado
[22/10/2019] - Arroba: confinamento não segura a alta do boi
[22/10/2019] - Mercado está otimista com o preço futuro do boi
[22/10/2019] - Está faltando boi no Mato Grosso
[22/10/2019] - CPI do BNDES pode ficar sem relatório final
[22/10/2019] - Preço do leite cai no RS
[22/10/2019] - Tereza chega à China para discutir exportações
[22/10/2019] - Aprovada renegociação de dívidas ruraiis
[21/10/2019] - Arroba: mercado vai para onde?
[21/10/2019] - Especulação no mercado de reposição
[21/10/2019] - Bolsonaro vai ao Oriente em busca de mercados
[21/10/2019] - JBS confirma que estuda venda de ações em NY
[21/10/2019] - Mercado reduz previsão de inflação
[21/10/2019] - Milho:preços sobem há 5 semanas
[21/10/2019] - Bolsonaro dá prazo para regularização ambiental
[18/10/2019] - O boi vai parar de subir?
[18/10/2019] - Arroba: boi segue em alta firme
[18/10/2019] - Americanos estimam que Brasil baterá recordes
[18/10/2019] - Como está o preço do boi em Santa Catarina?
[18/10/2019] - MP investigará incentivos dados à JBS
[18/10/2019] - CPI tentará aprovar relatório sem petistas
[18/10/2019] - Preço da uréia está menor em 2019
[18/10/2019] - Prioridade do Incra é a regularização de terras
[17/10/2019] - Arroba: boi sobe e frigoríficos oferecem mais
[17/10/2019] - CEPEA: boi e carne batem recordes de preço
[17/10/2019] - Preço do boi dispara também nos Estados Unidos
[17/10/2019] - Relator tira Lula e Dilma da CPI do BNDES
[17/10/2019] - Justiça absolve Temer em conversa com Joesley
[17/10/2019] - JBS prepara reestruturação
[17/10/2019] - Novo presidente do INCRA é pecuarista
[16/10/2019] - Mercado futuro já sinaliza arroba a R$ 170
[16/10/2019] - Estiagem prolongada preocupa pecuaristas no MS
[16/10/2019] - Qual a tendência para a arroba do boi?
[16/10/2019] - Reposição: oferta está curta em Goiás
[16/10/2019] - Varejo tenta puxar para cima o preço da carne
[16/10/2019] - BNDES: funcionários estariam travando venda da JBS
[16/10/2019] - Presidente da CPI do BNDES acusa Batistas e PT
[16/10/2019] - Bolsonaro tentará negociar acordo com o Japão
[16/10/2019] - O que muda com o fim da vacinação no Paraná?
[16/10/2019] - Milho está mais caro que em 2018
[16/10/2019] - Sérgio Moro atuará contra venda casada no crédito
[15/10/2019] - Exportações de carne bovina devem bater recorde
[15/10/2019] - China aumenta importação de carne bovina
[15/10/2019] - Arroba do boi volta a subir
[15/10/2019] - Arroba: diminui a diferença entre o MS e SP
[15/10/2019] - Preço da carne reage e sobe

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br