Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
207,00 185,00 207,00
GO MT RJ
192,00 185,00 191,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1820,00
Garrote 18m 2300,00
Boi Magro 30m 2600,00
Bezerra 12m 1350,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1900,00

Atualizado em: 10/12/2019 11:58

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Raiva bovina põe o RS em alerta

 
 
 
Publicado em 22/07/2019

Criadores de gado do Centro Sul do Rio Grande do Sul estão preocupados com casos de raiva bovina registrados nos últimos dias. De acordo com a Secretaria da Agricultura do Estado foram confirmados ao menos cinco casos da doença em Barão do Triunfo. As localidades informadas são Serra do Herval e Zona dos Pachecos. Os casos foram confirmados por meio de exames.

No ano passado foram registrados casos de raiva bovina nos municípios de Camaquã, Arroio do Tigre, Chuvisca, Encruzilhada do Sul, Gramado, Itati, Pantano Grande, Riozinho, São Borja, São Lourenço, Tapes e Três Forquilhas. Em Barão do Triunfo o último surto, com cerca de 150 casos, foi registrado há 7 anos.

A raiva bovina é transmitida pelos morcegos hematófagos. O contágio geralmente ocorre por inoculação da saliva dos animais infectados, mas é possível contrair pelo contato com o sangue e saliva em mucosas. Na região, atualmente, são conhecidos 24 refúgios do morcego (locais onde os mamíferos habitam como cavernas, túneis, casas abandonadas, telhados e porões). São 11 em Tapes, 5 em Sentinela do Sul e 8 em Cerro Grande do Sul. Esses locais são periodicamente monitorados e quando os produtores localizam possíveis refúgios de morcegos devem comunicar a inspetoria.

O responsável pelo Escritório de Defesa Agropecuária de Barão do Triunfo, Paulo Storck, alerta que o produtor deve estar atento para identificar um animal doente e que de maneira nenhuma deve manipulá-lo e sim acionar um veterinário ou o órgão competente do seu município.“O animal doente se afasta do rebanho. Para de se alimentar. Começa a andar cambaleante e depois não consegue mais se locomover. Tudo isso acontece geralmente em três a sete dias dependendo do período que o produtor encontra o animal. É importante o produtor saber que não é para manusear o animal. Ele deve procurar um veterinário e o órgão responsável do seu município. Eles irão identificar se o animal tem sintomatologia compatível com a raiva, coletar material para ver o diagnóstico e depois fazer os procedimentos subsequentes para o controle”, explica.

A única forma de proteção contra a raiva bovina é a vacinação, que deve ser aplicada em duas doses na primeira vez (com intervalo de 21 dias) e, depois da primeira imunização, a vacina deve ser aplicada anualmente, em dose única. Por não ser obrigatória a vacina não é gratuita. Também é necessário que o produtor monitore possíveis mordidas de morcegos nos animais.

Embora menor, o risco de contaminação de raiva bovina em humanos existe. Se uma pessoa tiver contato com um animal doente, precisa recorrer a atendimento médico, para avaliar a necessidade de aplicação de soro e de vacina antirrábica. Com informações do Agrolink.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[10/12/2019] - Exportações de carne seguem fortes em dezembro
[10/12/2019] - ABIEC acredita em reabertura dos EUA até março
[10/12/2019] - Frigoríficos prevêem recordes para exportação
[10/12/2019] - Exportações do Agro sobem puxadas pela carne
[10/12/2019] - Pecuarista segura o boi e frigoríficos pressionam
[10/12/2019] - Arroba: frigoríficos seguram compras
[10/12/2019] - MT: arroba perdeu força
[10/12/2019] - Pecuarista está cauteloso na reposição
[10/12/2019] - FGV: alta das carnes não chegará à inflação
[10/12/2019] - MP cobra na Justiça R$ 21 bilhões da JBS
[10/12/2019] - PF acusa a JBS de pagar suborno a fiscais
[10/12/2019] - Bolsonaro assina MP da Regularização Fundiária
[10/12/2019] - Crédito rural cresceu 6% em 2019

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[09/12/2019] - Arroba: as quedas também não são para sempre
[09/12/2019] - Tereza Cristina falou sobre o futuro da arroba
[09/12/2019] - Arroba: preço do boi tenta estabilidade
[09/12/2019] - Carne parou de subir no atacado
[09/12/2019] - JBS tirará maior parte dos negócios do Brasil
[09/12/2019] - Marfrig anuncia investimento e retomada de unidade
[09/12/2019] - Marfrig oficializa oferta para saída do BNDES
[09/12/2019] - Frigoríficos querem liberação de crédito em SP
[09/12/2019] - Raiva: Tocantins tira obrigação de vacinar
[09/12/2019] - Milho subiu 28% em um ano
[06/12/2019] - Arroba: mercado busca nova referência
[06/12/2019] - China: quase metade das exportações brasileiras
[06/12/2019] - Alta das carnes puxou a alta da inflação no Brasil
[06/12/2019] - Preço da carne bovina subiu no mundo todo
[06/12/2019] - China tenta reativar mercado de suínos do país
[06/12/2019] - Marfrig: Molina não vai comprar parte do BNDES
[06/12/2019] - Banco prevê recuperação para o mercado do leite
[06/12/2019] - Leite: concorrência limita queda maior no preço
[06/12/2019] - Custos em alta pressionam produtor de leite
[06/12/2019] - Lácteos: demanda deve melhorar no fim de ano
[06/12/2019] - Rondônia anuncia fim da vacinação contra aftosa
[06/12/2019] - RS suspende multa para quem não vacinou
[06/12/2019] - O Brasil terá nova greve dos caminhoneiros?
[05/12/2019] - Até onde vai a queda do preço do boi?
[05/12/2019] - Arroba: vendas fracas de carne travam negócios
[05/12/2019] - Ministra prevê mais investimentos na pecuária
[05/12/2019] - CNA: pecuária deverá crescer 14% em 2020
[05/12/2019] - JBS: investimento maior em aves e suínos
[05/12/2019] - Custo de produção de leite volta a subir
[05/12/2019] - Exportações de milho em alta
[05/12/2019] - MP do Agro avança no Congresso
[04/12/2019] - Arroba: consumidor trava alta e mercado recua
[04/12/2019] - A disparada do boi em Mato Grosso
[04/12/2019] - Frigoríficos menores seguram compra de boi
[04/12/2019] - Frigorificos: exportações seguirão fortes em 2020
[04/12/2019] - Rússia barra compras de frigoríficos argentinos
[04/12/2019] - Tereza diz que mercado da carne voltará ao normal
[04/12/2019] - Júnior Friboi é alvo de operação da PF
[04/12/2019] - CVM rejeita acordo com irmãos Batista
[04/12/2019] - Cade aprova nova aquisição da JBS
[04/12/2019] - Leite: concorrência está maior em 2019
[04/12/2019] - Moro busca apoio de ruralistas para pacote
[04/12/2019] - Tereza: Agro é retratado de forma maldosa
[03/12/2019] - Arroba: frigoríficos pressionam por queda
[03/12/2019] - Qual a previsão da arroba para janeiro?
[03/12/2019] - Exportações de carne bovina: alta de 45%
[03/12/2019] - Por que as exportações caíram em relação a outubro
[03/12/2019] - Governo esclarece revisão das exportações
[03/12/2019] - Agro ganha força e ajuda na alta do PIB
[03/12/2019] - Economia saiu do fundo do poço, segundo ministério

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br