Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
154,00 142,00 148,00
GO MT RJ
138,00 141,00 144,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1500,00
Garrote 18m 1830,00
Boi Magro 30m 2170,00
Bezerra 12m 1200,00
Novilha 18m 1400,00
Vaca Boiadeira 1550,00

Atualizado em: 24/5/2019 11:45

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China nega habilitação de novos frigoríficos

 
 
 
Publicado em 20/03/2019

O serviço sanitário da China recusou a proposta feita pelo Ministério da Agricultura do Brasil para autorizar mais frigoríficos do país a exportar carnes ao país asiático, conforme três fontes consultadas pelo Valor.

A China lidera as importações de carnes do Brasil. No ano passado, gastou US$ 2,5 bilhões com as compras dos produtos brasileiros e, com isso, representou 17% da receita total de US$ 14,7 bilhões das exportações de carnes, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura.

A decisão da China frustra grandes frigoríficos como JBS, Marfrig e Minerva, que demonstravam otimismo com o resultado da visita feita por técnicos sanitários do país asiático em novembro do ano passado. Na ocasião, os chineses visitaram dez abatedouros de aves e bovinos.

No segmento, havia esperança de que as habilitações fossem até mais numerosas do que o total de plantas visitadas. Pequim chegou a sinalizar que as visitas serviriam como amostragem para as autoridades sanitárias do país apreciarem uma lista de mais de 70 abatedouros que estavam em processo mais avançado para a habilitação.

Neste momento, o relatório da visita sanitária da China está sendo traduzido no Brasil, mas fontes a par da resposta chinesa dizem que Pequim exigirá um novo plano de ação para os frigoríficos exportadores. Só depois disso o processo de habilitação de novas unidades será retomado. Com isso, as novas habilitações devem demorar mais.

Nesse processo, os frigoríficos brasileiros perdem oportunidades de ocupar -- ainda mais -- o espaço aberto pelo surto de peste suína africana na China. Na semana passada, o presidente da Minerva Foods, Fernado Galletti de Queiroz, afirmou que os abatedouros atualmente habilitados estão no limite da capacidade. Hoje, 16 abatedouros de bovinos, 33 de frango e nove de suínos estão autorizados a vender carnes à China.

Além dos impactos comerciais, a decisão do país asiático levantou preocupações do ponto de vista diplomático. Uma fonte do setor privado ouvida pela reportagem teme que a postura de Pequim seja uma resposta do país às declarações hostis feitas por representantes do governo brasileiro -- inclusive o presidente Jair Bolsonaro, que criticou a China durante a campanha eleitoral.

Na semana passada, o chanceler Ernesto Araújo provocou irritação em representantes do agronegócio ao dizer, em cerimônia no Instituto Rio Branco, que o Brasil não vai "vender a alma" para exportar soja e minério de ferro, produtos que têm a China como maior país comprador. A bancada ruralista enviou uma carta criticando as declarações.

Em meio à preocupação com a relações entre Brasil e China, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse no domingo, em evento em Washington, que pretende visitar o país asiático no início de maio para ampliar o número de frigoríficos autorizados.

No médio prazo, porém, representantes do setor privado seguem otimistas com as exportações para a China mesmo com as tensões diplomáticas. "Eles vão precisar de carne no segundo semestre", afirmou uma fonte, citando a drástica redução do plantel de suínos. A China já sacrificou quase 1 milhão de animais em razão da peste suína.

Uma das fontes ponderou, ainda, que as declarações feitas na última segunda-feira pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em Washington, podem amenizar a situação com os chineses. "Eu digo ao presidente: amamos os americanos, mas me deixe fazer comércio com quem for mais vantajoso", afirmou o ministro a investidores. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[24/05/2019] - Brasil tem a maior criação de empregos desde 2013
[24/05/2019] - China quer comprar carne mais cara do Brasil
[24/05/2019] - MAPA envia 30 frigoríficos para liberação da China
[24/05/2019] - Marfrig otimista com mercado da China
[24/05/2019] - Carne: um novo mercado com 100 milhões de pessoas
[24/05/2019] - Arroba: frigoríficos tentam nova pressão
[24/05/2019] - Arroba não dá sinais de queda no norte do MT
[24/05/2019] - Abates cresceram quase 7% no MS
[24/05/2019] - Preço do milho tem recuperação
[24/05/2019] - Mantega vira réu por empréstimo bilionário à JBS
[24/05/2019] - Produtor poderá portar armas em toda propriedade
[24/05/2019] - Como a guerra EUA-China afeta o produtor do Brasil
[24/05/2019] - EUA anunciam ajuda bilionária a produtores rurais
[24/05/2019] - Produtor rural: cuidado com a Certidão Negativa

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/05/2019] - Reposição está movimentada: preço subiu
[23/05/2019] - Arroba: oferta aumentou mas preço segue estável
[23/05/2019] - CEPEA confirma força das exportações de carne
[23/05/2019] - Brasil já é o maior exportador de carne à China
[23/05/2019] - China queria habilitar somente 20 frigoríficos
[23/05/2019] - Pecuarista vira refém por 10h em roubo de gado
[23/05/2019] - Aftosa: Colômbia quer voltar a ser área livre
[22/05/2019] - Arroba do boi: nem pra lá, nem pra cá
[22/05/2019] - Exportações de carne seguem fortes e devem crescer
[22/05/2019] - Irã pode aumentar importações do Agro
[22/05/2019] - O acordo que pode render R$ 12 bi ao Brasil
[22/05/2019] - Japão deve puxar em 10% as exportações dos EUA
[22/05/2019] - Leite: alta de mais de 2% em maio
[22/05/2019] - Bolsonaro altera decreto das armas
[21/05/2019] - Exportações de carne sinalizam alta forte
[21/05/2019] - Arroba: poucos negócios
[21/05/2019] - A arroba do boi vai chegar aos R$ 165?
[21/05/2019] - CNA pede que STF suspenda tabela de frete
[21/05/2019] - Farelo de soja: preço caiu
[21/05/2019] - Reposição está valorizada no Paraná
[21/05/2019] - Aftosa: governador do PR promete ouvir produtores
[21/05/2019] - Sinal ruim ainda limita internet no campo
[20/05/2019] - A arroba do boi vai voltar a subir?
[20/05/2019] - Ajuda em dinheiro à JBS revolta pecuaristas
[20/05/2019] - Frigoríficos otimistas com exportações à China
[20/05/2019] - Preço do milho voltou a subir
[20/05/2019] - PIB do Agro teve leve alta em fevereiro
[20/05/2019] - Empresas do Agro continuam comprando caminhões
[17/05/2019] - Arroba: pressão de baixa perdeu força
[17/05/2019] - Exportações de carne bovina seguem em alta
[17/05/2019] - Marfrig crê em abertura breve dos EUA
[17/05/2019] - Otimismo com a China puxa ações do Marfrig
[17/05/2019] - JBS: Wesley Batista é réu em mais um processo
[17/05/2019] - Japão fecha acordo para importar carne dos EUA
[16/05/2019] - Arroba: frigoríficos continuam forçando queda
[16/05/2019] - Bezerro subiu e a arroba não acompanhou
[16/05/2019] - Reposição: vacinação reduz negócios
[16/05/2019] - Exportações de gado em pé sobem 27%
[16/05/2019] - China: MAPA espera habilitação de 78 frigoríficos
[16/05/2019] - Marfrig sai do prejuízo e registra lucro em 2019
[16/05/2019] - Marfrig vê melhora nas exportações de carne
[16/05/2019] - Lácteos sobem no atacado
[16/05/2019] - Exportações do agro batem US$ 30 bilhões
[16/05/2019] - Desemprego sobe e dificulta retomada do consumo
[16/05/2019] - Aftosa: fronteira é risco para o rebanho do MS
[16/05/2019] - Produtores rurais apoiam decreto das armas
[15/05/2019] - Arroba: preço do boi cai com demanda fraca
[15/05/2019] - MT: arroba segue firme com boi a termo
[15/05/2019] - Minerva fecha trimestre com prejuízo
[15/05/2019] - Minerva se diz otimista, mesmo após prejuízo

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br