Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
152,00 138,00 145,00
GO MT RJ
140,00 138,00 142,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1380,00
Garrote 18m 1650,00
Boi Magro 30m 2060,00
Bezerra 12m 1050,00
Novilha 18m 1300,00
Vaca Boiadeira 1480,00

Atualizado em: 21/2/2019 10:16

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China deve liberar mais frigoríficos em janeiro

 
 
 
Publicado em 30/11/2018

Uma missão técnica da China realiza auditorias em unidades frigoríficas de todo o país. Em Mato Grosso, duas indústrias foram vistoriadas na última semana, sendo uma de aves e uma de bovinos. A expectativa é que nas primeiras semanas do próximo ano os técnicos encaminhem os relatórios referentes às auditorias e, a partir de 20 de janeiro de 2019, se inicie o processo de habilitação. A última missão técnica chinesa é do início do ano 2000.

As informações foram confirmadas pelo Secretário de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Luís Eduardo Rangel. De acordo com o executivo, a missão vem sendo planejada desde 2015, quando as indústrias nacionais deram início ao preenchimento dos questionários exigidos pela China para se tornarem aptas à exportação.

“Esta missão era para ter acontecido ano passado, mas devido à uma reestruturação do órgão responsável pela aduana chinesa acabou sendo adiada. Este era um processo muito aguardado e que teve início em 2015. Trabalhamos para viabilizar a missão e temos condições de habilitar mais unidades”, afirma Luís Eduardo Rangel.

A unidade de abate e processamento de bovinos visitada em Mato Grosso está instalada no município de Tangará da Serra (a 240 km da capital). Esta indústria será a primeira planta ter o sistema de verificação de origem do Instituto Mato-Grossense da Carne (IMAC) em operação. O presidente do Instituto, Guilherme Linares Nolasco, explica que a ampliação das exportações de carne para a China vem sendo trabalhada pelo IMAC também.

“Este ano assinamos um protocolo de intenções com Centro Nacional de Melhoramento da Carne da China, da província de Shaanxi, para a habilitação de mais indústrias instaladas em Mato Grosso. É uma prerrogativa do IMAC divulgar a carne de Mato Grosso e se aproximar dos mercados consumidores”, explica Guilherme Nolasco.

A auditoria realizada pela China é por amostragem, ou seja, foram selecionadas algumas unidades que deverão representar todas as 78 indústrias em processo de habilitação. De acordo com Luís Eduardo Rangel, neste momento somente frigoríficos de aves e de bovinos passaram por auditorias e que as de suínos deverão passar por inspeção futuramente.

Somente depois da conclusão deste processo de certificação para exportação para a China, um novo programa deverá ser aberto para as indústrias que não preencheram os questionários desta edição possam requerer a habilitação.

China e Hong Kong foram responsáveis por 33% do comércio internacional da carne mato-grossense de janeiro a outubro deste ano, o equivalente a US$ 299,18 milhões de um total de US$ 893,2 milhões. Ano passado, os dois destinos somaram US$ 340,76 milhões.

“A China tem este peso nas nossas exportações com apenas uma unidade industrial habilitada, o que indica que podemos ampliar muito este mercado. O IMAC trabalha justamente para garantir comprados para nossa carne, agregando valor à produção em todas as etapas”, afirma Guilherme Nolasco, presidente do IMAC. Atualmente somente uma indústria instalada em Barra do Garças (a 515 km da capital) exporta carne bovina para a China.  Com informações do Diário de Cuiabá.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[21/02/2019] - Chuvas fortes dificultam entrega de boi no MT
[21/02/2019] - Frigoríficos não acham boi para comprar
[21/02/2019] - Carne: preços continuam caindo
[21/02/2019] - Tereza diz que previdência agrada ao setor
[21/02/2019] - MAPA pede solução para conflitos com índios
[20/02/2019] - Em Dubai, embaixada brasileira não é problema
[20/02/2019] - Arroba caiu em São Paulo

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[20/02/2019] - E os preços da reposição, para onde vão?
[20/02/2019] - Leite: Brasil notifica OMC para aumentar imposto
[20/02/2019] - Leite: greve travou crescimento em 2018
[20/02/2019] - Rússia inspeciona frigoríficos bolivianos
[20/02/2019] - O que muda na aposentadoria rural?
[20/02/2019] - Bancada ruralista promete apoio às reformas
[20/02/2019] - Bolsonaro a ruralistas: Brasil precisa da reforma
[19/02/2019] - Procuradoria deve cobrar R$ 2 bilhões da JBS
[19/02/2019] - Exportações de carne podem ter alta de quase 40%
[19/02/2019] - Frigoríficos tentam continuar a vender ao Irã
[19/02/2019] - Exportações de carne do MS batem recorde
[19/02/2019] - Arroba: pressão mesmo com oferta curta
[19/02/2019] - Leite longa vida sobe com menor produção
[19/02/2019] - Minerva tenta atrair interesse por ações
[18/02/2019] - Estados aumentam impostos sobre o Agro
[18/02/2019] - Arroba: frigoríficos seguem tentando pagar menos
[18/02/2019] - Milho: procura está em alta
[18/02/2019] - Leite: governo tentará retaliar a UE
[18/02/2019] - Enchente mata meio milhão de bois
[15/02/2019] - Frigoríficos aumentam a pressão sobre o boi
[15/02/2019] - Carne: será que as vendas melhoram no Carnaval?
[15/02/2019] - Leite: governo ainda não aumentou tarifa da UE
[15/02/2019] - Leite: CEPEA mudará cálculo do preço ao produtor
[15/02/2019] - China fecha acordo para importar frango do Brasil
[15/02/2019] - Acordo com China puxa ações de frigoríficos
[15/02/2019] - JBS substitui Marfrig e assina parceria com ACNB
[15/02/2019] - Empresa da JBS tem prejuízo nos EUA
[15/02/2019] - Marfrig já está exportando ao Japão
[14/02/2019] - Carne: margem de lucro do varejo aumentou
[14/02/2019] - Arroba: o mercado está devagar?
[14/02/2019] - CEPEA: produtividade aumentou nos últimos anos
[14/02/2019] - Justiça pede explicações sobre fim da tarifa
[14/02/2019] - Produtores de leite protestam por falta de energia
[14/02/2019] - Indígenas plantam 18 mil hectares de grãos
[14/02/2019] - Tereza defende o direito de índios de produzir
[14/02/2019] - Funrural: produtor tem dúvidas sobre o pagamento
[14/02/2019] - Governo incentiva financiamento rural
[14/02/2019] - Frio extremo mata gado leiteiro nos EUA
[13/02/2019] - Leite: como o governo aumentará a tarifa da UE?
[13/02/2019] - Reforma aumenta contribuição rural ao INSS
[13/02/2019] - Conta de luz rural pode aumentar
[13/02/2019] - Arroba: oferta curta está puxando preço do boi
[13/02/2019] - Exportações de couro em alta
[13/02/2019] - Oferta de gado pode diminuir
[13/02/2019] - MT: utilização de capacidade dos frigos é recorde
[13/02/2019] - Falta reposição no Pará
[13/02/2019] - Exportações do agro batem US$ 102 bi em 1 ano
[13/02/2019] - Minerva quer incentivo fiscal para reabrir unidade
[12/02/2019] - Exportações: fevereiro já começou com recordes?
[12/02/2019] - Exportações à Rússia em 2019 já batem 2018

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br