Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
147,00 143,00 140,00
GO MT RJ
136,00 133,00 143,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1370,00
Garrote 18m 1610,00
Boi Magro 30m 2000,00
Bezerra 12m 1020,00
Novilha 18m 1200,00
Vaca Boiadeira 1390,00

Atualizado em: 19/11/2018 10:37

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Bolsonaro: decisão sobre Israel não está tomada

 
 
 
Publicado em 07/11/2018

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse, nesta terça-feira (6/11), que a decisão de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e de transferir para a cidade a embaixada brasileira, anunciada na última quinta-feira (1/11), ainda não foi tomada.

Bolsonaro foi questionado sobre o assunto após sair de uma reunião no Ministério da Defesa, em Brasília, e se recusou a comentar a decisão do Egito, que comunicou ontem ao Brasil a decisão de cancelar a visita de uma missão brasileira ao país africano. "Não, outro assunto, outra pergunta aí", disse, de acordo com o site de notícias G1. Diante da insistência, ele encerrou dizendo: "Outra pergunta. Vamos embora".

Mais tarde, após um encontro no Ministério da Marinha, o presidente eleito foi novamente questionado sobre o tema e ressaltou que a sua decisão ainda não foi tomada. "Para nós, não é um ponto de honra essa decisão. Agora, quem decide onde é a capital de Israel é o povo, é o Estado de Israel", afirmou. "Questão de agenda. Seria prematuro um país anunciar uma retaliação em função de uma coisa que não foi decidida ainda", completou sobre a posição do Egito diante da sua declaração.

Ao declarar que pretende reconhecer Jerusalém como capital de Israel e transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para a cidade quando assumir a presidência da República, a exemplo do que fez o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, as relações diplomáticas do Brasil com o Egito entraram em crise.

Ontem, o Egito decidiu cancelar a visita oficial que o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, faria ao país na próxima quinta-feira (8/11). Segundo a chancelaria egípcia, o motivo do adiamento é a incompatibilidade de agenda das autoridades locais. O Itamaraty confirmou a versão dizendo que a viagem foi adiada por razões de agenda e informou que uma nova data será definida "de comum acordo entre as partes".

Nunes iria se encontrar com o presidente do país, o general Abdel Fattah al-Sisi, e com o chanceler Sameh Shoukry. Devido ao adiamento, uma comissão de pelo menos 20 empresários brasileiros que já se encontrava no Egito para fortalecer as relações comerciais entre os países deve retornar antecipadamente ao Brasil.

O 2º Fórum Econômico Brasil-Egito: Oportunidades de Negócios e Investimentos, que seria realizado nesta quarta-feira (7/11) pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, em São Paulo, também foi cancelado.

A declaração inicial de Bolsonaro desagradou os países árabes, que atualmente são o quinto destino de exportações brasileiras, especialmente de produtos agropecuários como carne, frango e açúcar.

Brasil e Egito firmaram um acordo de livre comércio em 2017. O Brasil exportou US$ 1,453 bilhão ao país entre janeiro e setembro deste ano, com destaque para carne, açúcar e milho. No mesmo período, as importações de produtos egípcios contabilizaram US$ 157 milhões, principalmente adubos e fertilizantes.

No ano passado, o Egito foi o segundo país que mais comprou carne bovina brasileira, de acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).  Com informações do Globo Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[19/11/2018] - Arroba: atenção para a cotação do boi
[19/11/2018] - Sinal de alta para a arroba?
[19/11/2018] - CEPEA: abates voltam a crescer
[19/11/2018] - Confinamento no MT bateu recorde
[19/11/2018] - Exportações: carne bovina foi a única que cresceu
[19/11/2018] - Minerva quer exportar bois para o Irã em 2019
[19/11/2018] - UE volta a criticar inspeção brasileira

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[19/11/2018] - Exportações do Agro sobem quase 6%
[19/11/2018] - Milho: procura aumenta e preço subiu
[19/11/2018] - Boi subiu mais que a reposição no Tocantins
[19/11/2018] - Adubos caem de preço
[19/11/2018] - Tereza Cristina nega que tenha favorecido a JBS
[19/11/2018] - JBS faz novo recall por suspeita de contaminação
[14/11/2018] - Exportações têm o terceiro maior valor da história
[14/11/2018] - Exportações puxam abates no terceiro trimestre
[14/11/2018] - Funrural leva JBS a prejuízo
[14/11/2018] - Arroba: feriado não puxou preço do boi
[14/11/2018] - Exportação de boi cai com crise na Turquia
[14/11/2018] - Paraná: está mais caro repor o gado
[14/11/2018] - CNA pede que multas por frete sejam suspensas
[14/11/2018] - Carne Fraca ainda preocupa o MAPA
[13/11/2018] - Qual a previsão para a pecuária em 2019?
[13/11/2018] - Frigoríficos crêem em ano bom para eles
[13/11/2018] - STJ manda soltar Joesley Batista
[13/11/2018] - Arroba: prisão de Batista não afetou cotações
[13/11/2018] - Reposição: preços firmes para quem vende
[13/11/2018] - Atacado da carne segue sem definição
[13/11/2018] - Como estão as exportações em novembro?
[13/11/2018] - MAPA começa a fazer a transição
[13/11/2018] - Brasileiros vão à Venezuela combater a aftosa
[12/11/2018] - Justiça solta dois presos da Operação Capitu
[12/11/2018] - Operação começou por gravação com Geller
[12/11/2018] - Arroba: pressão de baixa diminuiu
[12/11/2018] - Carne: varejo segue devagar
[12/11/2018] - Milho sobe, depois de três meses de queda
[12/11/2018] - Tereza Cristina fala sobre o futuro do MAPA
[12/11/2018] - Minerva negocia investimento com árabes
[12/11/2018] - Crise não reduz consumo de carne na Argentina
[12/11/2018] - Mosca-dos-estábulos: como controlar?
[09/11/2018] - PF: Batista pagava para garantir monopólio à JBS
[09/11/2018] - Com Joesley preso, desconfiança volta à JBS
[09/11/2018] - Arroba: confinamento pressiona e o boi cai
[09/11/2018] - Preço do boi firme no RS
[09/11/2018] - Leite: segundo mês de queda para o produtor
[09/11/2018] - Leite: custo de produção tem leve queda
[09/11/2018] - Milho: pressão de baixa pode acabar
[09/11/2018] - Funrural: governo oficializa prazo até 31/12
[09/11/2018] - Tereza: frete não pode esperar até janeiro
[09/11/2018] - Descumprir tabela do frete: multa de R$ 10,5 mil
[08/11/2018] - Arroba: mercado está devagar
[08/11/2018] - CEPEA: alguns frigoríficos pagam mais pelo boi
[08/11/2018] - Consumo de leite segue fraco
[08/11/2018] - Tereza Cristina será a nova titular do MAPA
[08/11/2018] - Nova ministra quer defender a propriedade
[07/11/2018] - Arroba: alta da carne pode puxar o preço do boi
[07/11/2018] - Reposição em alta em Rondônia
[07/11/2018] - Irã e Egito querem importar gado do RS

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br