Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
151,00 138,00 145,00
GO MT RJ
137,00 137,00 144,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1380,00
Garrote 18m 1650,00
Boi Magro 30m 2000,00
Bezerra 12m 1020,00
Novilha 18m 1280,00
Vaca Boiadeira 1430,00

Atualizado em: 21/1/2019 09:46

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Marfrig culpa frango por queda da carne bovina

 
 
 
Publicado em 15/05/2018

"Atípico". Assim o presidente-executivo da Marfrig Global Foods, Martín Secco, descreveu ontem o primeiro trimestre da empresa, que fechou o período com um prejuízo líquido de R$ 201 milhões. Em entrevista ao Valor, o executivo sustentou que o "mais importante" não foi o resultado em si, embora a companhia tenha reduzido seu prejuízo em 9,2%.

De fato, os investidores da Marfrig na bolsa estão mais interessados nos desdobramentos da venda da subsidiária americana Keystone e na conclusão da aquisição do National Beef, que transformará a empresa brasileira na segunda maior produtora de carne bovina do mundo. As duas transações foram anunciadas em abril e deverão ser efetivadas até junho, reiterou o vice-presidente de finanças da Marfrig, Eduardo Miron.

Combinados, os dois negócios deverão fazer da Marfrig uma empresa estruturalmente rentável, com dívida menor e geração de lucro. Nesse sentido, o prejuízo do primeiro trimestre é menos importante, reforçou Miron. Segundo ele, a venda da Keystone fará com que a empresa brasileira deixe os problemas com "alto custo financeiro" no passado.

Confiante na venda da Keystone, a Marfrig já retirou os números da empresa do resultado - a subsidiária aparece no balanço como uma "operação descontinuada". Considerando apenas o negócio de carne bovina - a operação continuada -, a Marfrig obteve receita líquida de R$ 2,9 bilhões, avanço de 44,1%.

O aumento das vendas é resultado de um agressivo movimento de ampliação da capacidade de abates no Brasil no ano passado, com a reabertura de cinco frigoríficos. No primeiro trimestre, os abates de bovinos nos frigoríficos da Marfrig aumentaram 42%, a 887 mil cabeças.

Por outro lado, a rentabilidade do negócio de carne bovina piorou. Nos três primeiros meses do ano, a margem Ebitda ajustada caiu 0,7 ponto percentual, para 6,5%. Segundo Martín Secco, a piora reflete as dificuldades do mercado brasileiro. Em razão dos problemas da indústria de carne de frango - líder no setor, a BRF foi proibida de exportar para a União Europeia -, os preços da carne bovina no Brasil também caíram, pressionados pela proteína concorrente. Do lado dos custos, o preço do gado ficou estável no trimestre, mas isso já era esperado, argumentou o CEO.

De acordo com Secco, a oferta de frango ainda prejudicou o desempenho no segundo trimestre, mas aos poucos a situação está melhorando. Além disso, a Marfrig quer aumentar a participação das exportações de carne bovina para se beneficiar da apreciação do dólar. Atualmente, o mercado externo representa 45,3% da receita da companhia.

Financeiramente, a Marfrig ratificou o objetivo de reduzir o índice de alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda em doze meses) para 2,5 vezes até o fim do ano. Em 31 de março, o índice pro forma (que inclui a National Beef) ficou em 3,62 vezes. O índice deve cair para menos de 2 vezes após a venda da Keystone. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[21/01/2019] - Exportações do Agro passam de US$ 100 bi
[21/01/2019] - Arroba: como está o boi em 2019?
[21/01/2019] - Após denúncias, fiscalização está mais rigorosa
[21/01/2019] - JBS: frigorífico reabre após ser fechado pelo MAPA
[21/01/2019] - Como está o preço do milho?
[21/01/2019] - ANTT publica nova tabela de frete
[21/01/2019] - Armas: produtor rural aprovou a liberalização?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[14/12/2018] - Arroba: frigoríficos continuam procurando boi
[14/12/2018] - Arroba sobe forte no RJ
[14/12/2018] - Agência otimista com a situação do Minerva
[14/12/2018] - Leite: importações podem ser suspensas
[14/12/2018] - CNA pede ao STF decisão urgente sobre frete
[14/12/2018] - Incerteza sobre frete trava negócios
[13/12/2018] - Fux volta atrás e tabela de fretes volta a valer
[13/12/2018] - CNA recorrerá contra tabela do frete
[13/12/2018] - Líder dos caminhoneiros agradece Fux
[13/12/2018] - Exportações de gado em pé cresceram 80%
[13/12/2018] - Arroba chega ao maior valor do ano
[13/12/2018] - Abates de novilhas batem recorde
[13/12/2018] - Abates bovinos cresceram 7% em um ano
[13/12/2018] - Exportações poderiam ter crescido mais
[13/12/2018] - Leite: longa vida tem preços estáveis
[13/12/2018] - Mercado do leite está estagnado
[13/12/2018] - Onde criar gado é correr risco de vida
[12/12/2018] - Exportações devem bater recorde em 2019
[12/12/2018] - Arroba: frigoríficos precisam de boi para o Natal
[12/12/2018] - Para onde vai o preço da reposição?
[12/12/2018] - Fracassa leilão de frigorífico em SP
[12/12/2018] - Venda da parte do BNDES na JBS ficou para 2019
[12/12/2018] - Ruralistas nunca foram contra ambiente e índios
[12/12/2018] - Deputados querem prorrogar o Refis do Funrural
[11/12/2018] - PF investiga propina da JBS a Aécio Neves
[11/12/2018] - Árabes aumentam pressão sobre Bolsonaro
[11/12/2018] - Caminhoneiros temem falta de apoio para greve
[11/12/2018] - Arroba: festas de final de ano puxam o boi
[11/12/2018] - Oferta curta valoriza preço da reposição
[11/12/2018] - Alta no atacado puxa preço da carne no varejo
[11/12/2018] - Exportações de carne: dezembro começa forte
[10/12/2018] - Caminhoneiros protestam contra decisão do STF
[10/12/2018] - Arroba do boi segue subindo
[10/12/2018] - Atacado da carne tem recorde de preço
[10/12/2018] - Marfrig será líder global em hambúrguer
[10/12/2018] - Leite: oferta aumentou e derrubou preço
[10/12/2018] - MG terá nova referência para o preço do leite
[10/12/2018] - Milho: preços seguem firmes
[10/12/2018] - Agro dá apoio ao novo ministro do Meio Ambiente
[07/12/2018] - STF impede multa por desrespeito à tabela do frete
[07/12/2018] - Mais uma greve dos caminhoneiros?
[07/12/2018] - Arroba do boi ganha força na alta
[07/12/2018] - Mercado do boi está devagar em SC
[07/12/2018] - Marfrig fecha compra de unidades da BRF
[07/12/2018] - Tereza: produtor deve ser pago para preservar
[07/12/2018] - Milho deve ficar mais caro em 2019
[07/12/2018] - Funai irá para o Ministério dos Direitos Humanos
[06/12/2018] - Arroba do boi voltou a subir em São Paulo
[06/12/2018] - Exportação de boi em alta em novembro
[06/12/2018] - Boi deve subir no Mato Grosso

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br