Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
147,00 143,00 141,00
GO MT RJ
137,00 133,00 143,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1370,00
Garrote 18m 1600,00
Boi Magro 30m 1970,00
Bezerra 12m 1000,00
Novilha 18m 1190,00
Vaca Boiadeira 1390,00

Atualizado em: 12/11/2018 10:04

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Raiva bovina: surto no interior de SP

 
 
 
Publicado em 08/02/2018

Os caso de raiva em bovinos e equinos estão crescendo no interior de São Paulo. Em Monte Mor, por exemplo, neste ano já foram confirmados oito casos de morte de animais por conta da doença. Os produtores locais reclamam da falta de profissionais nos órgãos públicos para auxiliar no diagnóstico e afirmam que o número de casos é muito maior.

Paulo Milani perdeu um bezerro e uma potra por causa da doença. Após a morte dos animais, o produtor solicitou a coleta de material que confirmou a presença do vírus. “O começo do quadro sugestivo da raiva é a coordenação motora, quando o animal passa a ter andar cambaleante e vai evoluindo até que deitar e não conseguir se levantar, em um movimento conhecido como pedalagem, no qual ele fica com as patas traseiras em movimento constante”, disse o produtor.

A raiva é transmitida por uma espécide de morcego que se alimenta do sangue (hematófago). Não existe cura para a doença, que acaba levando o animal mordido pelo morcego à morte em 100% dos casos. A prevenção pode ser feita com vacinação, que, apesar de não ser obrigatória, é aconselhada pelos órgãos de Defesa Agropecuária.

“A primeira dose deve ser tomada aos três meses de idade; após 30 dias, tem a segunda dose e, por fim, a dose deve ser aplicada anualmente. São 2 mililitros de subcutânea em bovinos e 2 mililitros intramuscular em equinos”, disse o médico veterinário Maurílio Aguirre.

Prevenção

A raiva pode ser transmitida para humanos por meio da saliva do animal infectado. Por isso, em caso de suspeita da doença, os órgãos de defesa agropecuária municipal e estadual devem ser acionados para realizar o trabalho no controle dos morcegos.

“O trabalho serve para que possamos localizar a colônia de morcego hematófago que está transmitindo a raiva. A gente anda de propriedade em propriedade no raio de 10 quilômetros do local onde ocorreu caso positivo de raiva e coletando informações dos produtores, para saber se eles estão vacinando os animais ou se conhecem abrigos como casas abandonadas, cavernas ou árvores ocas que possam abrigar o morcego”, disse o técnico de apoio agropecuário Tiago Porfírio.

Outra maneira de prevenir a doença é a utilização da pasta vampiricida, que deve ser aplicada pelo produtor sobre o animal que está sujeito aos ataques. “O produtor precisa pegar esse animal na parte da tarde e passar a pomada em torno na mordedura, fazendo com que o morcego, ao atacar, passe a pomada no corpo e retorne ao abrigo”, disse.

Segundo o departamento de zoonose de Monte Mor, nos últimos três anos foram registrados apenas três casos de raiva em animais de grande porte. Mas, no início deste ano, a doença se alastrou e até agora já foram confirmados oito casos de morte em equinos e bovinos por conta da raiva.

O veterinário, no entanto, acredita que o número seja bem maior. “Pelo laudo sugestivo que eu acompanhei, acredito que foram mais de 30 casos”, disse Maurílio Aguirre.

Para o produtor, faltam profissionais para auxiliar no combate da raiva. “Eu acho que todos os municípios precisariam tentar suprir a falta de profissionais, pois é importante a coleta do material para prevenir novos casos de raiva”, afirmou. Com informações do Canal Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[12/11/2018] - Justiça solta dois presos da Operação Capitu
[12/11/2018] - Operação começou por gravação com Geller
[12/11/2018] - Arroba: pressão de baixa diminuiu
[12/11/2018] - Carne: varejo segue devagar
[12/11/2018] - Milho sobe, depois de três meses de queda
[12/11/2018] - Tereza Cristina fala sobre o futuro do MAPA
[12/11/2018] - Minerva negocia investimento com árabes
[12/11/2018] - Crise não reduz consumo de carne na Argentina
[12/11/2018] - Mosca-dos-estábulos: como controlar?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[09/11/2018] - PF: Batista pagava para garantir monopólio à JBS
[09/11/2018] - Com Joesley preso, desconfiança volta à JBS
[09/11/2018] - Arroba: confinamento pressiona e o boi cai
[09/11/2018] - Preço do boi firme no RS
[09/11/2018] - Leite: segundo mês de queda para o produtor
[09/11/2018] - Leite: custo de produção tem leve queda
[09/11/2018] - Milho: pressão de baixa pode acabar
[09/11/2018] - Funrural: governo oficializa prazo até 31/12
[09/11/2018] - Tereza: frete não pode esperar até janeiro
[09/11/2018] - Descumprir tabela do frete: multa de R$ 10,5 mil
[08/11/2018] - Arroba: mercado está devagar
[08/11/2018] - CEPEA: alguns frigoríficos pagam mais pelo boi
[08/11/2018] - Consumo de leite segue fraco
[08/11/2018] - Tereza Cristina será a nova titular do MAPA
[08/11/2018] - Nova ministra quer defender a propriedade
[07/11/2018] - Arroba: alta da carne pode puxar o preço do boi
[07/11/2018] - Reposição em alta em Rondônia
[07/11/2018] - Irã e Egito querem importar gado do RS
[07/11/2018] - Bolsonaro: decisão sobre Israel não está tomada
[07/11/2018] - Sergio Moro defende punição contra invasões
[07/11/2018] - Bancada participa da transição de governo
[07/11/2018] - Bancada ruralista sai fortalecida das eleições
[07/11/2018] - Minerva anuncia prejuízo e culpa alta do dólar
[07/11/2018] - Marfrig: margem com carne em alta nos EUA
[06/11/2018] - Arroba: frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[06/11/2018] - Reposição sobe há 18 semanas
[06/11/2018] - CEPEA: lácteos seguem em queda
[06/11/2018] - JBS fecha acordo bilionário para vender carne
[06/11/2018] - Exportações do agro faturaram 10% mais
[06/11/2018] - Retaliação árabe traz apreensão ao mercado
[06/11/2018] - Marfrig reduz prejuízo
[06/11/2018] - Índios querem produzir, apesar de ambientalistas
[06/11/2018] - Transição começa com Agro e Meio Ambiente juntos
[06/11/2018] - Cuidado com a aplicação da vacina contra aftosa
[05/11/2018] - Exportações recuaram em relação a setembro
[05/11/2018] - UE quer acordo antes da posse de Bolsonaro
[05/11/2018] - Bolsonaro: apoio a Israel pode reduzir exportação
[05/11/2018] - Arroba: consumo fraco segura recuperação do boi
[05/11/2018] - Carne: consumo pode aumentar
[05/11/2018] - Preço do milho tem forte queda
[05/11/2018] - Bolsonaro diz que fusão do MAPA não deve ocorrer
[05/11/2018] - CNA quer Itamaraty mais agressivo
[05/11/2018] - Começa a vacinação contra a aftosa
[05/11/2018] - MT fiscalizará fazendas na fronteira com a Bolívia
[01/11/2018] - JBS e Marfrig ficaram de fora da liberação russa
[01/11/2018] - ABIEC crê em novas liberações de frigoríficos
[01/11/2018] - CNA quer mudar o indicador da arroba do boi
[01/11/2018] - Arroba: mercado do boi parou
[01/11/2018] - Oferta curta segura a arroba em MG
[01/11/2018] - Por que a arroba não sobe?

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br