Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
139,00 127,00 129,00
GO MT RJ
125,00 129,00 128,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1290,00
Garrote 18m 1540,00
Boi Magro 30m 1880,00
Bezerra 12m 980,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1320,00

Atualizado em: 23/5/2018 11:40

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Frente trabalha para derrubar vetos ao Funrural

 
 
 
Publicado em 07/02/2018

Em reunião na sede da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o presidente, deputado Nilson Leitão (PSDB/MT), e a vice-presidente, deputada Tereza Cristina (DEM/MS), debateram as próximas ações para a derrubada dos vetos presidenciais feitos na sanção da Lei 13.606/2018 que trata do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). Reuniões com o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, e com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, já foram marcadas para discutir o assunto.

Desconto de 100% das multas; cumulatividade da cobrança para pecuária, florestas plantadas, sementes e pesquisa; além da redução da alíquota para Pessoa Jurídica são os principais pontos a serem trabalhados pelos parlamentares. A FPA também já solicitou a prorrogação do prazo de adesão ao programa, que se encerra no dia 28 deste mês. “De novo, a insegurança paira sobre o produtor com um prazo super apertado em meio a esse cenário indefinido e desfavorável”, afirmou a deputada Tereza Cristina, relatora do PL que originou a Lei.

Para a relatora, com o projeto aprovado no Congresso, foi garantido que o pagamento da cobrança é viável aos produtores e adquirentes. “É uma dívida que o produtor não tinha. Veio inesperadamente. Se não conseguirmos barrar esses vetos, vamos tirar a competitividade de toda uma cadeia produtiva. Vamos trabalhar firmemente com o governo federal. É um trabalho intenso de articulação. Nossa posição é sempre em favor do produtor rural”, disse Tereza.

O presidente da FPA espera ter a questão resolvida até o dia 20 deste mês. “Vamos trabalhar duro para derrubar estes vetos, até porque o produtor não pode ser mais prejudicado do que já está, com uma carga enorme sobre os seus ombros. Não é nem questão de facilitar, é de viabilizar, porque se não acontecer isso, o produtor não vai aderir e vai quebrar o setor. Automaticamente quem vai pagar essa conta será o próprio Brasil”, ressaltou Nilson Leitão.

Ele ainda complementou que o Refis é uma alternativa para o produtor. “Aquele que não quiser aderir, pode continuar brigando na Justiça. Mas a nossa luta é fazer com que este Refis não tenha juros, multas, nem encargos”, afirmou o presidente. Na ocasião, o deputado Júlio César (PSD/PI) reclamou do veto das renegociações de dívidas da agricultura familiar com os bancos do Brasil (BB), Nordeste (FNE) e da Amazônia (FNO). “Meu Estado vai sofrer muito com essa retirada. É uma injustiça enorme”, reiterou Júlio César.

Segundo o deputado Valdir Colatto, os vetos foram uma rasteira ao setor. “É inviável não ter o desconto das multas e o Senar incluído no parcelamento. Acordamos com o governo que o que seria aprovado não seria vetado e assim foram feitos os cálculos para viabilizar o processo. Não foi o que aconteceu. Agora o prazo está apertado e se formos submeter os vetos para a análise do Congresso Nacional, com certeza não teremos o tempo suficiente para fazer isso”, destacou o parlamentar. Também presente na reunião, Sérgio Souza (PMDB/PR) disse que os vetos trouxeram um desgaste desnecessário ao Congresso e a prioridade é trabalhar intensamente na prorrogação do prazo de adesão.

Na justificativa para os vetos, o governo federal alegou que vários dispositivos do projeto aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado não têm previsão orçamentária e prejudicariam a Previdência Social. Além disso, o presidente da República, Michel Temer, considerou que os benefícios desrespeitariam os produtores adimplentes.

O presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Marcelo Oliveira, declarou que a associação está totalmente empenhada, juntamente com a FPA, em trabalhar a derrubada dos vetos. Segundo Oliveira, a lei como está, além de causar insegurança jurídica ao produtor, inviabilizará a produção agropecuária no Brasil, trazendo consequências desastrosas ao consumidor e à produção de alimentos e insumos agrícolas. Com informações da FPA.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[23/05/2018] - Frigoríficos começam a parar por greve
[23/05/2018] - Arroba: mercado do boi começou a virar
[23/05/2018] - Atacado da carne já sobe há 9 semanas
[23/05/2018] - Carne: vendas dão sinal de alta
[23/05/2018] - Greve já é usada para puxar preço do milho
[23/05/2018] - Venda de unidade do Marfrig na reta final
[22/05/2018] - Arroba já começou a subir

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[22/05/2018] - Rússia sinaliza que fim de embargo está próximo
[22/05/2018] - Como estão as exportações em maio?
[22/05/2018] - Confinamento deve aumentar no Mato Grosso
[22/05/2018] - Reposição: quem dá mais?
[22/05/2018] - Leite: longa vida sobe em SP
[22/05/2018] - Dono do Marfrig pagará R$ 100 mi por propina
[22/05/2018] - Produtores rurais aderem à greve dos caminhoneiros
[22/05/2018] - Produtores podem ter prejuízos com greve
[22/05/2018] - Frio será mais intenso em 2018
[21/05/2018] - Analista prevê arroba a até R$ 150
[21/05/2018] - Arroba: pressão de baixa perde força. E agora?
[21/05/2018] - De olho na reposição
[21/05/2018] - Pecuaristas ensinam a lucrar com o confinamento
[21/05/2018] - Ladrões inventam uma nova forma de furtar gado
[21/05/2018] - Caminhoneiros fazem greve contra aumento do diesel
[21/05/2018] - Brasil, enfim, será declarado livre de aftosa
[21/05/2018] - Carne brasileira causa problemas para o Paraguai
[21/05/2018] - Acordo EUA-China deve ser ruim para o Brasil
[21/05/2018] - Milho continua a subir
[21/05/2018] - Venda de adubos deve bater recorde
[18/05/2018] - Uma notícia que pode mexer com a arroba do boi
[18/05/2018] - Exportações de carne à China podem ter forte alta
[18/05/2018] - Embargo de Trump pode complicar vendas ao Irã
[18/05/2018] - Arroba: hora da virada chegou?
[18/05/2018] - Farelo de soja pesa no bolso do pecuarista
[18/05/2018] - Projeto prevê carro mais barato a produtor rural
[18/05/2018] - Polícia investiga venda de gado furtado a frigoríf
[18/05/2018] - Produtores do Nordeste poderão renegociar dívidas
[17/05/2018] - Bolsonaro: produtor não pode ficar à mercê do MST
[17/05/2018] - Arroba: mercado já não está tão ruim
[17/05/2018] - Arroba: estiagem favorece frigoríficos
[17/05/2018] - Longa vida cai novamente no atacado
[17/05/2018] - Governo dos EUA aprova aquisição da Marfrig
[17/05/2018] - Mais um processo contra a JBS
[17/05/2018] - Funrural: deputados pedem segurança jurídica
[16/05/2018] - Carne sobe no varejo
[16/05/2018] - Frigoríficos ampliam abates e reclamam do consumo
[16/05/2018] - Arroba: luz no fim do túnel para o boi?
[16/05/2018] - Reposição empaca no preço do boi
[16/05/2018] - Justiça desapropria unidade da JBS
[16/05/2018] - BNDES amplia investigações sobre a JBS
[16/05/2018] - Marfrig se endivida para pagar compra
[16/05/2018] - China pode liberar mais 84 frigoríficos
[16/05/2018] - Sem o Agro, Brasil teria deficit comercial
[16/05/2018] - Produtores vão cobrar renegociação que está na lei
[16/05/2018] - Índios ameaçam defensoras do direito à propriedade
[15/05/2018] - Governo proíbe renegociação de dívidas rurais
[15/05/2018] - JBS lucra 43,5% mais no trimestre
[15/05/2018] - JBS fecha acordo bilionário com bancos
[15/05/2018] - Marfrig culpa frango por queda da carne bovina

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br