Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
147,00 143,00 141,00
GO MT RJ
137,00 133,00 143,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1370,00
Garrote 18m 1600,00
Boi Magro 30m 1970,00
Bezerra 12m 1000,00
Novilha 18m 1190,00
Vaca Boiadeira 1390,00

Atualizado em: 12/11/2018 10:04

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Frente trabalha para derrubar vetos ao Funrural

 
 
 
Publicado em 07/02/2018

Em reunião na sede da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o presidente, deputado Nilson Leitão (PSDB/MT), e a vice-presidente, deputada Tereza Cristina (DEM/MS), debateram as próximas ações para a derrubada dos vetos presidenciais feitos na sanção da Lei 13.606/2018 que trata do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). Reuniões com o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, e com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, já foram marcadas para discutir o assunto.

Desconto de 100% das multas; cumulatividade da cobrança para pecuária, florestas plantadas, sementes e pesquisa; além da redução da alíquota para Pessoa Jurídica são os principais pontos a serem trabalhados pelos parlamentares. A FPA também já solicitou a prorrogação do prazo de adesão ao programa, que se encerra no dia 28 deste mês. “De novo, a insegurança paira sobre o produtor com um prazo super apertado em meio a esse cenário indefinido e desfavorável”, afirmou a deputada Tereza Cristina, relatora do PL que originou a Lei.

Para a relatora, com o projeto aprovado no Congresso, foi garantido que o pagamento da cobrança é viável aos produtores e adquirentes. “É uma dívida que o produtor não tinha. Veio inesperadamente. Se não conseguirmos barrar esses vetos, vamos tirar a competitividade de toda uma cadeia produtiva. Vamos trabalhar firmemente com o governo federal. É um trabalho intenso de articulação. Nossa posição é sempre em favor do produtor rural”, disse Tereza.

O presidente da FPA espera ter a questão resolvida até o dia 20 deste mês. “Vamos trabalhar duro para derrubar estes vetos, até porque o produtor não pode ser mais prejudicado do que já está, com uma carga enorme sobre os seus ombros. Não é nem questão de facilitar, é de viabilizar, porque se não acontecer isso, o produtor não vai aderir e vai quebrar o setor. Automaticamente quem vai pagar essa conta será o próprio Brasil”, ressaltou Nilson Leitão.

Ele ainda complementou que o Refis é uma alternativa para o produtor. “Aquele que não quiser aderir, pode continuar brigando na Justiça. Mas a nossa luta é fazer com que este Refis não tenha juros, multas, nem encargos”, afirmou o presidente. Na ocasião, o deputado Júlio César (PSD/PI) reclamou do veto das renegociações de dívidas da agricultura familiar com os bancos do Brasil (BB), Nordeste (FNE) e da Amazônia (FNO). “Meu Estado vai sofrer muito com essa retirada. É uma injustiça enorme”, reiterou Júlio César.

Segundo o deputado Valdir Colatto, os vetos foram uma rasteira ao setor. “É inviável não ter o desconto das multas e o Senar incluído no parcelamento. Acordamos com o governo que o que seria aprovado não seria vetado e assim foram feitos os cálculos para viabilizar o processo. Não foi o que aconteceu. Agora o prazo está apertado e se formos submeter os vetos para a análise do Congresso Nacional, com certeza não teremos o tempo suficiente para fazer isso”, destacou o parlamentar. Também presente na reunião, Sérgio Souza (PMDB/PR) disse que os vetos trouxeram um desgaste desnecessário ao Congresso e a prioridade é trabalhar intensamente na prorrogação do prazo de adesão.

Na justificativa para os vetos, o governo federal alegou que vários dispositivos do projeto aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado não têm previsão orçamentária e prejudicariam a Previdência Social. Além disso, o presidente da República, Michel Temer, considerou que os benefícios desrespeitariam os produtores adimplentes.

O presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Marcelo Oliveira, declarou que a associação está totalmente empenhada, juntamente com a FPA, em trabalhar a derrubada dos vetos. Segundo Oliveira, a lei como está, além de causar insegurança jurídica ao produtor, inviabilizará a produção agropecuária no Brasil, trazendo consequências desastrosas ao consumidor e à produção de alimentos e insumos agrícolas. Com informações da FPA.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[12/11/2018] - Justiça solta dois presos da Operação Capitu
[12/11/2018] - Operação começou por gravação com Geller
[12/11/2018] - Arroba: pressão de baixa diminuiu
[12/11/2018] - Carne: varejo segue devagar
[12/11/2018] - Milho sobe, depois de três meses de queda
[12/11/2018] - Tereza Cristina fala sobre o futuro do MAPA
[12/11/2018] - Minerva negocia investimento com árabes
[12/11/2018] - Crise não reduz consumo de carne na Argentina
[12/11/2018] - Mosca-dos-estábulos: como controlar?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[09/11/2018] - PF: Batista pagava para garantir monopólio à JBS
[09/11/2018] - Com Joesley preso, desconfiança volta à JBS
[09/11/2018] - Arroba: confinamento pressiona e o boi cai
[09/11/2018] - Preço do boi firme no RS
[09/11/2018] - Leite: segundo mês de queda para o produtor
[09/11/2018] - Leite: custo de produção tem leve queda
[09/11/2018] - Milho: pressão de baixa pode acabar
[09/11/2018] - Funrural: governo oficializa prazo até 31/12
[09/11/2018] - Tereza: frete não pode esperar até janeiro
[09/11/2018] - Descumprir tabela do frete: multa de R$ 10,5 mil
[08/11/2018] - Arroba: mercado está devagar
[08/11/2018] - CEPEA: alguns frigoríficos pagam mais pelo boi
[08/11/2018] - Consumo de leite segue fraco
[08/11/2018] - Tereza Cristina será a nova titular do MAPA
[08/11/2018] - Nova ministra quer defender a propriedade
[07/11/2018] - Arroba: alta da carne pode puxar o preço do boi
[07/11/2018] - Reposição em alta em Rondônia
[07/11/2018] - Irã e Egito querem importar gado do RS
[07/11/2018] - Bolsonaro: decisão sobre Israel não está tomada
[07/11/2018] - Sergio Moro defende punição contra invasões
[07/11/2018] - Bancada participa da transição de governo
[07/11/2018] - Bancada ruralista sai fortalecida das eleições
[07/11/2018] - Minerva anuncia prejuízo e culpa alta do dólar
[07/11/2018] - Marfrig: margem com carne em alta nos EUA
[06/11/2018] - Arroba: frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[06/11/2018] - Reposição sobe há 18 semanas
[06/11/2018] - CEPEA: lácteos seguem em queda
[06/11/2018] - JBS fecha acordo bilionário para vender carne
[06/11/2018] - Exportações do agro faturaram 10% mais
[06/11/2018] - Retaliação árabe traz apreensão ao mercado
[06/11/2018] - Marfrig reduz prejuízo
[06/11/2018] - Índios querem produzir, apesar de ambientalistas
[06/11/2018] - Transição começa com Agro e Meio Ambiente juntos
[06/11/2018] - Cuidado com a aplicação da vacina contra aftosa
[05/11/2018] - Exportações recuaram em relação a setembro
[05/11/2018] - UE quer acordo antes da posse de Bolsonaro
[05/11/2018] - Bolsonaro: apoio a Israel pode reduzir exportação
[05/11/2018] - Arroba: consumo fraco segura recuperação do boi
[05/11/2018] - Carne: consumo pode aumentar
[05/11/2018] - Preço do milho tem forte queda
[05/11/2018] - Bolsonaro diz que fusão do MAPA não deve ocorrer
[05/11/2018] - CNA quer Itamaraty mais agressivo
[05/11/2018] - Começa a vacinação contra a aftosa
[05/11/2018] - MT fiscalizará fazendas na fronteira com a Bolívia
[01/11/2018] - JBS e Marfrig ficaram de fora da liberação russa
[01/11/2018] - ABIEC crê em novas liberações de frigoríficos
[01/11/2018] - CNA quer mudar o indicador da arroba do boi
[01/11/2018] - Arroba: mercado do boi parou
[01/11/2018] - Oferta curta segura a arroba em MG
[01/11/2018] - Por que a arroba não sobe?

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br