Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
142,00 130,00 136,00
GO MT RJ
131,00 128,00 130,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1270,00
Garrote 18m 1520,00
Boi Magro 30m 1830,00
Bezerra 12m 970,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1340,00

Atualizado em: 20/7/2018 10:57

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Confinamento deve fechar o ano com alta de 5,5%

 
 
 
Publicado em 06/12/2017

O número de bovinos confinados em 2017 deve ficar em 3,38 milhões de animais, em um ano com fortes oscilações na intenção de engordar os animais no cocho, segundo levantamento da Associação Nacional da Pecuária Intensiva (Assocon), realizado em 1.400 unidades. Este número significa um crescimento de 5,5% em relação ao apurado no ano passado, mas ficou abaixo da expectativa inicial da associação que era de 4 milhões de cabeças.

Em 2017, a Assocon realizou a pesquisa em quatro momentos diferentes. No começo do ano, a perspectiva era de 4 milhões de cabeças, o que significaria um crescimento de 25% ante o ano anterior.

Em junho, após eventos como a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, e delações da JBS, a estimativa caiu para 3,24 milhões de cabeças. Já em setembro, cresceu para 3,28 milhões.

"A expectativa diminuiu nestes momentos por conta dos preços no mercado futuro de boi gordo (na B3) e depois voltou a crescer, mas não é possível recuperar tudo porque o confinamento tem uma janela de produção", disse o gerente executivo da entidade, Bruno Andrade, em evento sobre as perspectivas para o setor, realizado em São Paulo. "Além do que, quando começou haver uma retomada da intenção de confinamento, outros fatores mudaram, como o aumento do preço do milho", acrescentou.

No segundo semestre, os preços do boi gordo, pronto para o abate, voltaram a subir e Andrade acredita que até o fim do ano o valor da arroba, que está por volta de R$ 143, em São Paulo, não deve apresentar fortes oscilações. "Antes prevíamos que novembro fosse mais difícil, isso não aconteceu de forma tão massiva", disse.

A primeira pesquisa de intenção de confinamento da Assocon para 2018 aponta para um cenário de estabilidade a leve crescimento com uma perspectiva que vai de 3,4 milhões a 3,8 milhões de cabeças confinadas, nas 1.400 unidades pesquisadas.

Andrade disse que o preço da reposição deve recuar ao longo do ano em um cenário de maior oferta de animais previsto para o próximo ano. Já o preço da ração, composta basicamente por milho, pode oscilar para cima no começo do ano.

Modelo de produção

A pecuária intensiva brasileira deve se encaixar em um sistema de produção de carne barata e eficiente para atender o crescimento da demanda mundial por alimentos, disse o presidente do Conselho de Administração da Assocon, Alberto Pessina, durante o evento.

Para Pessina, o Brasil é "um dos países que tem capacidade para suprir a demanda mundial por alimentos na próxima década". Ele afirmou que o Brasil deve responder por boa parte das exportações globais até 2026.

Segundo ele, a produção brasileira de alimentos precisa crescer 13% para suprir o aumento de 7% da demanda interna, além da elevação de 31% nas exportações.

O presidente aposta no crescimento da utilização da pecuária intensiva no longo prazo, paralelamente ao aumento dos preços das terras. Ele afirma que a pecuária deve migrar para terras menos produtivas e, com isso, deverá elevar a produtividade, utilizando técnicas mais avançadas. "E o confinamento é uma delas", disse. "Temos de produzir mais em menos espaço", concluiu. Com informações do Canal Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[20/07/2018] - BNDES: há interessados em parte da JBS
[20/07/2018] - Arroba: consumo está segurando a alta
[20/07/2018] - Para onde vai a reposição?
[20/07/2018] - Tabela de frete continua travando venda de milho
[20/07/2018] - CEPEA: Agro será o mais prejudicado com tabela
[19/07/2018] - Pressão de alta na arroba do boi
[19/07/2018] - Para onde vai a arroba do boi em 2018?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[19/07/2018] - Exportações em alta animam a pecuária
[19/07/2018] - MAPA demite envolvidos na Carne Fraca
[19/07/2018] - Caminhoneiros estariam espalhando boatos
[19/07/2018] - Governo já não crê em acordo com a UE
[18/07/2018] - Lucro dos frigoríficos melhorou com greve e dólar
[18/07/2018] - Frigoríficos seguem pagando acima da referência
[18/07/2018] - Reposição se movimenta no MS
[18/07/2018] - Frigorífico fechado pela JBS será reaberto
[18/07/2018] - Leite longa vida parou de subir
[17/07/2018] - Exportações batem recorde de outubro de 2014
[17/07/2018] - Arroba: boi deveria subir mais
[17/07/2018] - Carne não sobe e reduz margem do frigorífico
[17/07/2018] - MT: 300 mil animais tiveram que ser revacinados
[17/07/2018] - Preços do milho sem direção definida
[16/07/2018] - Lula teria pedido para agilizar verba para a JBS
[16/07/2018] - Arroba: frigoríficos oferecem acima da referência
[16/07/2018] - Reposição ganhou força
[16/07/2018] - Exportações de boi em pé cresceram 84%
[16/07/2018] - Exportações do Agro seguem firmes, apesar da greve
[13/07/2018] - Arroba: frigoríficos cm dificuldade para comprar
[13/07/2018] - Preço da carne continua caindo no varejo
[13/07/2018] - STF nega liminar que suspenderia tabela de frete
[13/07/2018] - Frete: aprovação não derruba ações judiciais
[13/07/2018] - O Brasil ganha ou perde com a guerra comercial?
[13/07/2018] - Preço do milho recua e pode cair mais
[13/07/2018] - CNA: campo precisa entrar na política de segurança
[12/07/2018] - Arroba subiu, frigoríficos já pagam mais
[12/07/2018] - CEPEA: arroba em alta, carne em baixa
[12/07/2018] - Frigoríficos apostam em retomada das exportações
[12/07/2018] - Abates batem recorde positivo no MT após a greve
[12/07/2018] - PIB da Pecuária recua no MT mas deve se recuperar
[12/07/2018] - Câmara aprova tabela de frete
[12/07/2018] - Senado aprova tabela de frete em tempo recorde
[12/07/2018] - Lactalis vai produzir marca francesa no Brasil
[11/07/2018] - Arroba: frigoríficos não acham boi para comprar
[11/07/2018] - Carne bovina deve subir mais
[11/07/2018] - Leite pára de subir
[11/07/2018] - Custo deve subir até 50% com tabela de frete
[11/07/2018] - Frete alto dificulta entrega de fertilizantes
[11/07/2018] - JBS: Noruega decide não investir e cita corrupção
[11/07/2018] - Polpa cítrica: oferta está menor
[10/07/2018] - Quem quer vender boi a R$ 150 a arroba?
[10/07/2018] - Consumo de carne bovina segue devagar
[10/07/2018] - Proibição da exportação pode ser votada hoje
[10/07/2018] - Inspeção privada tem data para começar no RS
[10/07/2018] - Crise e inflação podem piorar com tabela
[10/07/2018] - Tabelamento do frete pode ser aprovado hoje
[10/07/2018] - Doença que atinge o milho chegou ao Paraná
[10/07/2018] - Prefeitura fecha acordo para reabrir frigorífico
[09/07/2018] - Arroba: feriado em SP pode puxar cotação do boi

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br