Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
141,00 133,00 135,00
GO MT RJ
133,00 131,00 135,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1210,00
Garrote 18m 1420,00
Boi Magro 30m 1750,00
Bezerra 12m 900,00
Novilha 18m 1100,00
Vaca Boiadeira 1350,00

Atualizado em: 22/9/2017 12:01

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Focos de raiva triplicam no Mato Grosso do Sul

 
 
 
Publicado em 05/09/2017

O número de focos de raiva em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul triplicou neste ano na comparação com a quantidade contabilizada em 2016. De acordo com balanço da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), foram verificados 24 focos em dez municípios. Até o momento, morreram 50 animais.

De 2014 a 2016, o número de focos caiu significativamente, de 21 para 8. Neste ano, subiu para 24. A quantidade de municípios também é maior: de cinco aumentou para dez. Até julho, foram capturados 1.697 morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue), média de 242 por mês, acima do volume dos anos anteriores – em 2016, foram 2.425, média de 202 animais capturados mensalmente.

Os dados foram apresentados nesta segunda-feira (04) pelo fiscal estadual agropecuário, da PNCRH (Coordenação Estadual dos Programas, Nacional de Controle da Raiva dos Herbívoros) e de PNEEB (Prevenção e Vigilância da Encefalopatia Espongiforme Bovina), Fábio Shiroma de Araújo.

O especialista explica que o aumento expressivo no número de focos se relaciona a dois fatores: a ocorrência em regiões que não têm o histórico de raiva e o período de incubação do vírus causador da doença.

Como não houve antes casos de raiva nas regiões afetadas neste ano, os animais não estavam imunizados. Fábio ressalta que a obrigatoriedade da vacinação é apenas em locais onde há registro da doença.

O outro fator é ao período relativamente longo (de 45 a 60 dias) de incubação (tempo que o animal foi exposto ao vírus até o aparecimento dos sintomas). Isso faz com que a doença se alastre antes de ser percebida. Houve caso de manifestação da enfermidade em animais vacinados havia 15 dias – isso porque eles já estavam doentes quando receberam a vacina.

O aumento de focos, segundo observa o fiscal, é um dado relativo. Isso porque em uma propriedade (que corresponde a um foco) pode ser, por exemplo, dez ou cem animais com a doença. Ou seja, o fato de neste ano ter 24 focos não significa, necessariamente, que a gravidade da raiva é maior.

Fábio Shiroma enfatiza, ainda, que a vacinação deve ser dada em duas doses, sendo a segunda 20 a 30 dias depois da primeira. “A vacina protege, mas não cura”, destaca. “Raiva não tem cura. Raiva mata”, reforça o especialista.

Até agosto, foram mortos cerca de 50 animais com sintomas da raiva. Mas esse número pode ser muito maior, devido ao período de incubação. Já foram vacinados 5,37 milhões de bovinos e equinos.

Neste ano, membros da coordenação e da equipe de Nova Alvorada do Sul realizaram ações preventivas naquele município e em Rio Brilhante às margens do Rio Vacaria e seus afluentes com vigilância em 21 propriedades rurais com 7 abrigos vistoriados tendo capturados e controlados 86 morcegos hematófagos.

Já a equipe da unidade Regional de Naviraí realizou ações preventivas nos municípios de Caarapó, Juti, Naviraí, Mundo Novo e Iguatemi com vigilância em 22 propriedades rurais com 34 abrigos vistoriados tendo capturados e controlados 225 morcegos hematófagos.

A equipe da Regional de Três Lagoas e da Regional Nova Andradina realizaram ações de perifoco no município de Taquarussu com vigilância em 34 propriedades rurais com 23 abrigos vistoriados tendo capturados e controlados 124 morcegos hematófagos.

Às margens Rio Panduí (afluente Rio Amambai), foram realizadas, pelas equipes de Amambai e de Nova Alvorada do Sul, ações de perifoco nos municípios de Amambai e Aral Moreira com vigilância em 98 propriedades rurais com 21 abrigos vistoriados tendo capturados e controlados 103 morcegos hematófagos. Os animais foram encontrados em uma casa abandonada.

Em especial nesta região um alerta já foi feito aos responsáveis de propriedades rurais próximas ao Rio Amambai e seus afluentes através dos Sindicatos Rurais da região, pois dos 24 casos registrados 11 foram em Aral Moreira, 03 em Amambai e 02 em Coronel Sapucaia. Com informações do Campo Grande News.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[22/09/2017] - Pecuarista processa JBS por prejuízos com delação
[22/09/2017] - STJ decide manter irmãos Batista presos
[22/09/2017] - PF indicia Batistas por manipulação do mercado
[22/09/2017] - Arroba do boi segue em queda
[22/09/2017] - Carne sobe mesmo com a queda da arroba
[22/09/2017] - Gado de leite puxa alta nas vendas de sêmen
[22/09/2017] - Ministro argentino critica carne brasileira

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[22/09/2017] - MAPA propõe oficialmente fiscalização privada
[21/09/2017] - Arroba: insegurança ainda afeta o mercado
[21/09/2017] - Arroba: vendas fracas ajudam frigoríficos
[21/09/2017] - Banco prevê alta na produção de carne brasileira
[21/09/2017] - Mataboi anuncia fim da recuperação judicial
[21/09/2017] - CPMI convoca Janot e irmãos Batista para depor
[21/09/2017] - CPI da JBS no MS pede bloqueio de R$ 250 mi
[21/09/2017] - Cooperativa recompra parte da Vigor na Itambé
[21/09/2017] - Pecuária de leite pede socorro ao governo
[20/09/2017] - Júnior Friboi foi gravado combinando preço do boi
[20/09/2017] - Senador de esquerda quer parar a CPMI da JBS
[20/09/2017] - Arroba: pecuaristas resistem a baixas no boi
[20/09/2017] - Carne bovina recupera pequeno espaço do frango
[20/09/2017] - Blairo pressiona e Argentina libera importação
[20/09/2017] - Custo de produção do leite volta a subir
[20/09/2017] - JBS ameaça processar BNDES por declarações
[20/09/2017] - Presidente da CNA é reeleito em chapa única
[19/09/2017] - A JBS tentou manipular o mercado contra prisões?
[19/09/2017] - Conflito entre a JBS e o BNDES deve aumentar
[19/09/2017] - Arroba: frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[19/09/2017] - Reposição: preços firmes
[19/09/2017] - Confinamento deverá cair, mesmo com arroba maior
[19/09/2017] - Governo deve estender prazo para o Funrural
[19/09/2017] - Exportações de carne argentina crescerão 25%
[19/09/2017] - Pecuaristas mineiros terão que se recadastrar
[19/09/2017] - O crédito rural vai acabar?
[18/09/2017] - Fundador da JBS assume presidência aos 84 anos
[18/09/2017] - BNDES chama eleição na JBS de malandragem
[18/09/2017] - Grupo avalia comprar o controle da JBS
[18/09/2017] - Frigoríficos reabrem unidades por crise da JBS
[18/09/2017] - Arroba: frigoríficos pressionam por preços menores
[18/09/2017] - Carne: margens dos frigoríficos sob pressão
[18/09/2017] - Frigoríficos pressionam por mais vendas à Rússia
[18/09/2017] - Piora situação do pecuarista na compra de milho
[18/09/2017] - Laticínio fecha e prejudica pecuaristas no MS
[15/09/2017] - Pecuaristas voltam a desconfiar do futuro da JBS
[15/09/2017] - Bancos procuram comprador para a JBS
[15/09/2017] - Fachin decide manter Joesley e Saud presos
[15/09/2017] - Janot cancela delação de Batista e Saud
[15/09/2017] - BNDES pressiona por influência maior na JBS
[15/09/2017] - CADE pede punição a Junior Friboi por cartel
[15/09/2017] - Arroba: frigoríficos aproveitam prisão
[15/09/2017] - Indefinição na arroba trava negócios de reposição
[15/09/2017] - Pecuaristas europeus pressionam contra o Mercosul
[14/09/2017] - PF faz buscas em apartamento e empresas de Maggi
[14/09/2017] - Maggi: Fux diz ver fortes indícios de crimes
[14/09/2017] - Arroba: motivo de preocupação?
[14/09/2017] - Arroba caiu. Efeito Wesley?
[14/09/2017] - JBS suspende compra de gado após prisão de Wesley
[14/09/2017] - Oferta curta segura efeito JBS no mercado do boi

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br