Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
128,00 119,00 123,00
GO MT RJ
116,00 119,00 127,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1170,00
Garrote 18m 1390,00
Boi Magro 30m 1720,00
Bezerra 12m 900,00
Novilha 18m 1150,00
Vaca Boiadeira 1370,00

Atualizado em: 22/6/2017 11:43

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Abates tiveram pequena alta no primeiro trimestre

 
 
 
Publicado em 14/06/2017

Pesquisa divulgada pelo IBGE nesta quarta-feira (14) mostra que o abate de bovinos, suínos e de frangos cresceu no 1º trimestre deste ano em relação a mesmo período de 2016. Já em relação ao 4º trimestre de 2016, houve avanço somente no abate de frangos. Os demais registraram queda.

O abate de bovinos no 1º trimestre foi de 7,37 milhões de cabeças, 0,5% abaixo do registrado no trimestre anterior. Na comparação com o 1º trimestre de 2016, houve alta de 0,7%.

Segundo o IBGE, o abate de 49,62 mil cabeças de bovinos a mais no 1º trimestre ante mesmo período de 2016 foi impulsionado por aumentos em 11 das 27 unidades da Federação.

Os aumentos mais intensos ocorreram em Goiás (97,26 mil cabeças a mais), Tocantins (27,53 mil cabeças a mais), Rondônia (25,43 mil cabeças), Pará (16,72 mil cabeças) e Bahia (15,67 mil cabeças).

Já as maiores reduções ocorreram em São Paulo (63,92 mil cabeças a menos), Mato Grosso do Sul (15,93 mil cabeças a menos), Paraná (15,06 mil cabeças a menos), Maranhão (12,9 mil cabeças a menos) e Espírito Santo (11,85 mil cabeças a menos).

Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 15,2% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (11,5%) e Goiás (10,1%).

O abate de suínos no 1º trimestre (10,46 milhões de cabeças) teve queda de 3,2% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 2,6% na comparação com o mesmo período de 2016 - melhor resultado entre os primeiros trimestres desde que se iniciou a pesquisa em 1997.

O abate de 269,64 mil cabeças de suínos a mais no 1º trimestre ante igual período de 2016 foi impulsionado por aumentos no abate em 12 das 25 unidades da Federação participantes da pesquisa, com destaque para Santa Catarina (+228,56 mil cabeças), Mato Grosso (+54,70 mil cabeças), Paraná (+38,40 mil cabeças), Minas Gerais (+29,61 mil cabeças), Mato Grosso do Sul (+20,30 mil cabeças) e Goiás (+10,22 mil cabeças). Em contrapartida, as reduções ocorreram em Rio Grande do Sul (-80,43 mil cabeças) e São Paulo (-22,05 mil cabeças).

Santa Catarina continua liderando o abate de suínos, com 26,8% da participação nacional, seguido por Paraná (20,8%) e Rio Grande do Sul (19,3%).

O abate de frangos (1,48 bilhão de cabeças) foi 5,1% acima do registrado no 4º trimestre de 2016. Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, houve aumento de 0,3%.

O abate de 4,54 milhões de cabeças de frangos a mais no 1º trimestre em relação a 2016 foi determinado por aumentos no abate em 16 das 24 unidades da Federação que participaram da pesquisa, com destaque para Paraná (+6,80 milhões de cabeças), Santa Catarina (+5,73 milhões de cabeças), Mato Grosso do Sul (+2,53 milhões de cabeças), Bahia (+1,88 milhões de cabeças), Minas Gerais (+1,51 milhões de cabeças), Rio Grande do Sul (+901,49 mil cabeças) e São Paulo (+298,51 mil cabeças). Já as quedas ocorreram em Goiás (-5,82 milhões de cabeças), Distrito Federal (-4,23 milhões de cabeças) e Mato Grosso (-1,92 milhões de cabeças).

Paraná continua liderando amplamente o abate de frangos, com 31,1% da participação nacional, seguido por Santa Catarina (14,7%) e Rio Grande do Sul (14,1%). Com informações do Globo.com
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[22/06/2017] - AGU pede bloqueio de bens do JBS
[22/06/2017] - Sem vender ativos, JBS pode quebrar
[22/06/2017] - Arroba: pressão de frigoríficos continua forte
[22/06/2017] - Arroba: lentidão dos negócios continua
[22/06/2017] - Arroba caiu 8% no MS
[22/06/2017] - O que fazer com mais de 300 mil bois?
[22/06/2017] - Queda de imposto no MS pode derrubar boi em SP
[22/06/2017] - Frigoríficos protestam contra imposto menor
[22/06/2017] - Dose de vacina será menor: os preços cairão?
[22/06/2017] - Insegurança toma conta do campo no Paraná

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[21/06/2017] - China abre mercado à carne dos EUA
[21/06/2017] - MAPA barra exportações de 5 frigoríficos aos EUA
[21/06/2017] - Justiça proíbe JBS de vender unidades ao Minerva
[21/06/2017] - Diretor da JBS renuncia ao cargo
[21/06/2017] - Arroba: com margens altas, frigoríficos pressionam
[21/06/2017] - Pecuaristas pedem socorro ao governo no MS
[21/06/2017] - Importação de lácteos caiu quase 40% em 1 ano
[21/06/2017] - Agro, de novo, puxa geração de novos empregos
[21/06/2017] - Impasse do Funrural deve parar no Congresso
[21/06/2017] - Câmara aprova preço mínimo para frete
[20/06/2017] - Para fugir da JBS, pecuarista adota a venda direta
[20/06/2017] - Exportações devem ter forte recuperação em junho
[20/06/2017] - Para onde vai a arroba?
[20/06/2017] - Carne subiu mesmo com arroba em queda no MT
[20/06/2017] - JBS anuncia venda de até R$ 6 bi em negócios
[20/06/2017] - Crise da JBS: quando vai passar?
[20/06/2017] - Investimento em pastagem dá lucro ao pecuarista
[19/06/2017] - Pecuaristas se unem para reativar frigoríficos
[19/06/2017] - Cooperativa é solução para a arroba do boi?
[19/06/2017] - Crise da JBS: desemprego e quebradeira no MT
[19/06/2017] - JBS retira a marca Friboi de produtos
[19/06/2017] - Arroba: mercado parou na sexta
[19/06/2017] - Arroba: frigoríficos apostam em queda do boi
[19/06/2017] - Reposição: preços caem, mas negócios não acontecem
[19/06/2017] - Vice de Maggi desconfia de pressões da UE
[19/06/2017] - Hong Kong inspecionará frigoríficos brasileiros
[14/06/2017] - Arroba: há registros de frigoríficos pagando mais
[14/06/2017] - Abates tiveram pequena alta no primeiro trimestre
[14/06/2017] - Mato Grosso do Sul pode cortar incentivos da JBS
[14/06/2017] - JBS: Joesley depõe sobre pagamentos a Lula e Dilma
[14/06/2017] - Chineses avaliam 15 novos frigoríficos
[14/06/2017] - RS quer privatizar inspeção de abate
[14/06/2017] - Soja sobe e farelo de soja acompanha
[14/06/2017] - Senado arquiva anistia ao Funrural
[14/06/2017] - MT: Queda na pecuária já afeta expectativa de PIB
[14/06/2017] - Confiança do Agro está menor
[13/06/2017] - UE encontra carne contaminada e ameaça Brasil
[13/06/2017] - Minerva reabre frigoríficos para concorrer com JBS
[13/06/2017] - Minerva capta US$ 350 mi para expandir negócios
[13/06/2017] - Itaú endurece negociação com JBS por R$ 1 bilhão
[13/06/2017] - Frigoríficos pequenos querem ajuda do BNDES
[13/06/2017] - Arroba: frigoríficos ganham pressionando o boi
[13/06/2017] - Reposição: queda do boi trava mercado
[13/06/2017] - Exportações de carne bovina crescem em junho
[13/06/2017] - China vai reabrir mercado à carne dos EUA
[12/06/2017] - Pecuaristas sofrem os efeitos da crise da JBS
[12/06/2017] - Crise é causada pelo poder da JBS
[12/06/2017] - Donos do JBS venderam ações antes da delação
[12/06/2017] - Novos executivos da JBS podem delatar
[12/06/2017] - Arroba: pressão de baixa sobre o boi continua

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br