Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
139,00 129,00 135,00
GO MT RJ
130,00 127,00 136,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1270,00
Garrote 18m 1530,00
Boi Magro 30m 1860,00
Bezerra 12m 940,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1320,00

Atualizado em: 17/11/2017 10:35

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Minerva capta US$ 350 mi para expandir negócios

 
 
 
Publicado em 13/06/2017

A empresa de alimentos Minerva levantou ontem US$ 350 milhões no mercado internacional de dívida com a reabertura de uma emissão realizada em setembro do ano passado com vencimento em 2026. Essa foi a primeira captação externa desde a piora do cenário político, em meados de maio, por conta da delação dos controladores da JBS.

Na última semana, a companhia fechou a compra de nove frigoríficos na Argentina, Paraguai e Uruguai que eram da JBS, que viu na venda dos ativos uma saída para reforçar o caixa diante dos desembolsos que o grupo terá pela frente no âmbito do acordo de leniência. Do lado da Minerva, como a transação foi bem recebida pelo mercado, a companhia viu uma oportunidade de reabrir o bônus e levantar os recursos necessários para financiar a aquisição.

Foi preciso, no entanto, pagar um pouco mais caro, se considerado o custo no lançamento da emissão no ano passado. Em setembro de 2016, a companhia levantou US$ 1 bilhão com um retorno ao investidor ("yield") de 6,625%. Na reabertura, ontem, a operação saiu com uma taxa de 6,75%. A demanda menor também mostra a piora do cenário - enquanto no ano passado o volume de ordens de compra dos títulos foi de US$ 4 bilhões, ontem, ficou em cerca de US$ 600 milhões, ou duas vezes o livro de ofertas.

Apesar do prêmio maior de risco, a operação vem como uma notícia boa para mostrar que existe apetite do investidor para empresas com governança corporativa robusta e perspectiva de crescimento operacional, segundo Alexei Remizov, chefe de mercado de capitais para América Latina do HSBC. A instituição coordenou a oferta ao lado do Bank of America Merrill Lynch (BofA), BB Investimentos, BTG Pactual, Itaú BBA e XP Investimentos.

De acordo com outro interlocutor que participou da operação e preferiu não ser mencionado, apesar do cenário mais complicado, os investidores estão dispostos a colocar dinheiro mesmo em companhias com alavancagem alta e de setores complexos. "O mercado está devagar, mas aberto. Os investidores sabem diferenciar histórias ruins das boas", diz. Segundo outra fonte, é natural que os investidores cobrem algum prêmio para entrarem na reabertura do bônus.

Embora positiva, a visão dos banqueiros é que a operação deve ser mais um caso específico do que o início de uma onda de novas ofertas. Os investidor estrangeiro continua aguardando os próximos capítulos da novela política e indícios de que as reformas irão avançar e a economia continuará na tendência de retomada.

A Fitch Ratings atribuiu a nota "BB-" à operação e espera agora um processo de desalavancagem mais lento da Minerva. Segundo a agência de classificação de risco, o índice dívida líquida sobre lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ficará entre 4 vezes e 4,3 vezes, acima do nível de 3,5 vezes do ano passado. Por outro lado, a compra dos negócios da JBS na Argentina, Paraguai e Uruguai contribuirá para o aumento das receitas.

"A proposta de aquisição deverá aumentar em 52% a capacidade de abate da empresa, para 26.380 cabeças de gado por dia, elevar suas receitas em 30% e gerar Ebitda adicional de US$ 55 milhões anualmente", diz a Fitch. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[17/11/2017] - Arroba: mercado está movimentado
[17/11/2017] - Reposição começa a se novimentar
[17/11/2017] - Frigol reabre unidade em Goiás
[17/11/2017] - Marfrig quer avançar mais sobre o mercado da JBS
[17/11/2017] - JBS já levantou R$ 6 bi com vendas de ativos
[17/11/2017] - Polícia recupera carga milionária de sêmen
[17/11/2017] - Milho: produção deve cair em 2018

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[16/11/2017] - Arroba: mercado firma e pode subir mais
[16/11/2017] - Arroba: frigoríficos pagam bem acima da referência
[16/11/2017] - Rússia ameaça barrar importações de carnes
[16/11/2017] - Marfrig parcela dívida bilionária no Refis
[16/11/2017] - Funrural: mudanças na MP beneficiam frigoríficos
[16/11/2017] - Produtores expulsam índios invasores no Paraná
[16/11/2017] - Farelo de soja: dólar parou de subir
[16/11/2017] - MAPA ainda prevê queda para o PIB da Pecuária
[14/11/2017] - Confinamento surpreende e sobe 12% no MT
[14/11/2017] - Arroba: mercado firme com alta na demanda
[14/11/2017] - Minerva prevê dois anos favoráveis aos frigos
[14/11/2017] - Delação derrubou as vendas da JBS no Brasil
[14/11/2017] - Marfrig tem prejuízo de R$ 58,4 milhões
[14/11/2017] - China já representa quase 40% das exportações
[14/11/2017] - Leite: margens devem continuar apertadas
[14/11/2017] - CCPR tem até o final do mês para pagar pela Itambé
[14/11/2017] - Confiança da pecuária sobe e puxa índice do Agro
[14/11/2017] - Reforma Trabalhista já está valendo
[14/11/2017] - Empregado rural perde e deve pagar R$ 8,5 mil
[13/11/2017] - Arroba volta a subir
[13/11/2017] - Carne segue em alta no varejo
[13/11/2017] - Reposição começa a subir em Rondônia
[13/11/2017] - Turquia aumenta compras de boi em pé do Brasil
[13/11/2017] - Minerva retoma abates em unidade reaberta
[13/11/2017] - JBS: incertezas quanto ao futuro continuam
[13/11/2017] - MAPA acompanha risco de quebra da JBS
[13/11/2017] - JBS nega que esteja em dificuldades
[13/11/2017] - Para evitar embargo, Brasil libera trigo russo
[13/11/2017] - Exportações puxam para cima o preço do milho
[13/11/2017] - Empréstimo público pode pagar compra da Itambé
[13/11/2017] - Leite: uma maneira simples de aumentar a produção
[10/11/2017] - Arroba começa a subir com alta da carne
[10/11/2017] - Vendas de carne começam a melhorar
[10/11/2017] - Agro brasileiro exportou R$ 8 bi em um mês
[10/11/2017] - Lucro do Minerva tem alta de 81%
[10/11/2017] - Deputados protestam contra destruição de fazenda
[10/11/2017] - Mercosul: Brasil pode igualar exigência sanitária
[09/11/2017] - Mercado futuro indica alta para a arroba do boi
[09/11/2017] - Arroba não acompanhou alta das exportações
[09/11/2017] - Arroba sobe em algumas praças
[09/11/2017] - Reposição: chuvas devem puxar demanda
[09/11/2017] - Porte de arma no campo é aprovado em comissão
[08/11/2017] - Arroba: pressão de baixa está perdendo força
[08/11/2017] - Hong Kong e China puxam exportações de carne
[08/11/2017] - Exportações de boi em pé aumentaram 200%
[08/11/2017] - Dono da JBS se diz perseguido e fica em silêncio
[08/11/2017] - Criadores de Angus são contra retirada de vacina
[08/11/2017] - MP do Funrural é aprovada, apesar do PT
[08/11/2017] - UE cita corrupção para inspecionar carne do Brasil
[07/11/2017] - Arroba: cenários diferentes para o boi

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br