Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
141,00 129,00 135,00
GO MT RJ
131,00 127,00 136,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1270,00
Garrote 18m 1530,00
Boi Magro 30m 1860,00
Bezerra 12m 940,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1320,00

Atualizado em: 23/11/2017 10:40

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Delação da JBS: o crime compensou?

 
 
 
Publicado em 19/05/2017

O acordo de delação fechado pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo JBS, causou indignação e perplexidade no centro financeiro paulista. Investidores, banqueiros, advogados e analistas estavam atônitos com a homologação de um acordo nos quais os irmãos não irão presos e nem sequer usarão tornozeleiras e, apenas com o pagamento de multa, encerrarão pendências pessoais nas operações Greenfield e Lava-Jato.

A JBS confirmou ontem que a delação envolve sete executivos e que o valor total da multa aplicada a todos os delatores é de R$ 225 milhões. O valor foi considerado "simbólico" pelo mercado, mesmo tratando-se de pena atribuída aos indivíduos e não à companhia. Como comparação, a todo momento, era lembrado que as empresas do grupo J&F, em seu conjunto, doaram legalmente R$ 370 milhões apenas nas eleições de 2014, para variados partidos.

A pena, em todo seu conjunto, foi considerada excessivamente branda comparada a demais empresários que também foram delatores e que amargaram dias, meses ou anos presos, como Marcelo Odebrecht, Ricardo Pessoa, dono da UTC, e até André Esteves, fundador do banco BTG Pactual, foi lembrado, por ter ficado preso no complexo penitenciário de Bangu e ter perdido a posição de controlador na instituição.

A indignação já era latente com as informações conhecidas na quarta-feira, em que a circunstância foi apenas relatada.

Quando a gravação da conversa com o presidente Michel Temer (PMDB) começou a circular pela internet, no início da noite de ontem, os sentimentos de insatisfação e incredulidade aumentaram.

A visita de Joesley a Temer, no Palácio do Jaburu, dura menos de 38 minutos. A conversa entre Joesley e o presidente começa, de fato, a partir do quinto minuto da gravação. O diálogo sobre a condição do país dura pouco mais de três minutos.

Todo o restante do bate-papo é concentrado nos problemas da JBS e dos irmãos com a Justiça. Sem nenhuma cerimônia, Joesley fala sobre sua gestão dessas crises, com pagamento a políticos e membros do Judiciário, como juízes e procuradores. O empresário fala, inclusive, sobre a tentativa de trocar o procurador que 'estava atrás' dele.

"Foi o perfeito golpe de mestre", disse o presidente de um banco. "O Joesley fez o que fez porque está de mudança para os Estados Unidos. Pagará uma multa patética e irá embora, deixando o país na lama", completou. Um outro alto executivo de instituição financeira relutava em acreditar que não haverá uma pena adicional para Joesley Batista.

"O sujeito faz e desfaz, paga todo mundo e, além de tudo, vai embora, passar bem em Nova York. A mensagem que fica é que o crime compensa", disse o gestor de um grande fundo de participações em ativos de infraestrutura. Junto com a indignação sobre as penas, havia uma cobrança pela contextualização da autorização para que a família toda pudesse ficar fora do Brasil. "Cadê a autorização judicial? Quem deu?", disse um outro executivo.  Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[23/11/2017] - Arroba: pressão de alta ganha força
[23/11/2017] - Arroba: exportações já puxam a arroba do boi
[23/11/2017] - Brasil e Rússia não se entendem sobre embargo
[23/11/2017] - Frigoríficos querem mais desconto no Funrural
[23/11/2017] - Ex-dono do Independência culpa BNDES por quebra
[23/11/2017] - Governo Trump pode ajudar Brasil a exportar mais

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[22/11/2017] - Arroba em alta com oferta curta
[22/11/2017] - ABIEC: ractopamina não é usada na carne bovina
[22/11/2017] - Rússia depende da carne brasileira
[22/11/2017] - Minerva exportará à Rússia por outros países
[22/11/2017] - Leite: vendas ruins derrubam preço do longa vida
[22/11/2017] - Reposição começa a se movimentar no MA
[21/11/2017] - Arroba: semana começou com escalas curtas
[21/11/2017] - Maggi nega que Rússia tenha fechado mercado
[21/11/2017] - Embargo russo atinge 59 frigoríficos de bovinos
[21/11/2017] - Governo do MS suspende benefícios fiscais da JBS
[21/11/2017] - Carne: EUA apontam irregularidades na fiscalização
[21/11/2017] - Leite longa vida tem queda de preço
[21/11/2017] - Agro demitiu em outubro, saldo continua positivo
[20/11/2017] - Rússia confirma bloqueio à carne bovina brasileira
[20/11/2017] - Arroba segue em alta
[20/11/2017] - BNDES quer avaliar mercado pecuário
[20/11/2017] - Preço do leite continua a cair em Minas Gerais
[20/11/2017] - Pesquisadores querem vaca gir transgênica
[20/11/2017] - Compradores de milho recuam e preço cai
[20/11/2017] - MP do Funrural é presente de Natal à JBS
[20/11/2017] - Prazo para aderir ao Refis rural está acabando
[17/11/2017] - Arroba: mercado está movimentado
[17/11/2017] - Reposição começa a se novimentar
[17/11/2017] - Frigol reabre unidade em Goiás
[17/11/2017] - Marfrig quer avançar mais sobre o mercado da JBS
[17/11/2017] - JBS já levantou R$ 6 bi com vendas de ativos
[17/11/2017] - Polícia recupera carga milionária de sêmen
[17/11/2017] - Milho: produção deve cair em 2018
[16/11/2017] - Arroba: mercado firma e pode subir mais
[16/11/2017] - Arroba: frigoríficos pagam bem acima da referência
[16/11/2017] - Rússia ameaça barrar importações de carnes
[16/11/2017] - Marfrig parcela dívida bilionária no Refis
[16/11/2017] - Funrural: mudanças na MP beneficiam frigoríficos
[16/11/2017] - Produtores expulsam índios invasores no Paraná
[16/11/2017] - Farelo de soja: dólar parou de subir
[16/11/2017] - MAPA ainda prevê queda para o PIB da Pecuária
[14/11/2017] - Confinamento surpreende e sobe 12% no MT
[14/11/2017] - Arroba: mercado firme com alta na demanda
[14/11/2017] - Minerva prevê dois anos favoráveis aos frigos
[14/11/2017] - Delação derrubou as vendas da JBS no Brasil
[14/11/2017] - Marfrig tem prejuízo de R$ 58,4 milhões
[14/11/2017] - China já representa quase 40% das exportações
[14/11/2017] - Leite: margens devem continuar apertadas
[14/11/2017] - CCPR tem até o final do mês para pagar pela Itambé
[14/11/2017] - Confiança da pecuária sobe e puxa índice do Agro
[14/11/2017] - Reforma Trabalhista já está valendo
[14/11/2017] - Empregado rural perde e deve pagar R$ 8,5 mil
[13/11/2017] - Arroba volta a subir
[13/11/2017] - Carne segue em alta no varejo
[13/11/2017] - Reposição começa a subir em Rondônia

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br